Filiada à CONFEDERAÇÃO INTERAMERICANA DE ENGENHARIA QUÍMICA

Boletim Informativo
N° 144 - Março/Abril de 2004
 
Leia nesta Edição:
  • Cerimônia do Prêmio Oxiteno-ABEQ 2003
  • Prêmio Oxiteno-ABEQ 2004
  • Bolsa de Empregos
  • IV Conferência ANPEI  "Alavancagem da Inovação Tecnológica"
  • O mau uso do solvente universal: Água
  • Poluição nos Mares
Cerimônia do Prêmio Oxiteno-ABEQ 2003

Aconteceu no dia 24 de março de 2004 a cerimônia de premiação da edição 2003 do prêmio Desafio Universitário – Prêmio Oxiteno-ABEQ. Tratou-se de um projeto conjunto da ABEQ – Associação Brasileira de Engenharia Química e da Oxiteno S.A Indústria e Comércio e teve como objetivo principal estreitar contato entre universidades e a empresa. Ao mesmo tempo, permitir a identificação de potencialidades de futuros profissionais, pois a  resolução dos projetos-problema propostos a cada ano exige dos graduandos criatividade, conhecimentos específicos, visão generalista e capacidade para superar desafios.

Inscreveram-se para concorrer a esse prêmio, em 2003, 437 estudantes advindos de 44 Instituições de Ensino Superior, que participaram individualmente ou em grupo.

Os premiados foram: 1º Lugar: Carolina Possato Braga, Cibele Rabassa Flores e Rafael Lopes Duarte Barros (IME); 2º Lugar: Gilson Alexandre Pinto (UFSCar); 3º Lugar: Débora Jung Luvizetto (UFRGS). Menções Honrosas : Márcio Andrade Dias (Poli/USP); Max Yukio Minato e Fábio Pereira Dias (IME); Renato Prado Dionísio e Fábio Marini (Unicamp) e Carlos Henrique Rodrigues (Unicamp).

O evento da premiação ocorreu às 10:00 horas na Oxiteno-Unidade Mauá – Av. Ayrton Senna da Silva, 3001 - Mauá - São Paulo. Estavam presentes, entre outros convidados, o Presidente do CRQ IVª Região o Dr. Manlio de Augustinis, o Diretor Industrial da Oxiteno, O Sr. Flavio do Couto Bezerra Cavalcanti e a Diretora Presidente da ABEQ, Profª. Dra. Raquel de Lima Camargo Giordano.

 
Prêmio Oxiteno-ABEQ 2004

A ABEQ, com o patrocínio da Oxiteno S.A. Indústria e Comércio, está organizando o Concurso Brasileiro de Projeto Químico - Desafio Universitário Oxiteno/ABEQ de Engenharia Química 2004. O regulamento do Concurso, juntamente com a ficha de inscrição. poderão ser retirados na Secretaria do Depto. de Engenharia da sua Universidade ou no site da ABEQ www.abeq.org.br . A data limite para recebimento pela ABEQ ou postagem no correio das fichas de inscrição irá até o dia 15/06/2004.

Maiores informações podem ser obtidas na Secretaria Executiva da ABEQ ou pelo e-mail: abeq@abeq.org.br

 

Bolsa de Empregos

A Bolsa de Empregos é um benefício que a ABEQ oferece aos associados que estejam quites com a contribuição, reunindo oportunidades de emprego preferencialmente na área química; maiores informações consultar a Secretaria da ABEQ ou através do site www.abeq.org.br.

Segue abaixo algumas vagas dísponíveis.

Código BE84 - GERENTE COMERCIAL

  • Formação:
    - Curso Superior Completo em Adm. de Empresas ou curso correlato. Eng. Alimentação ou Eng. Químico;
    - Inglês fluente;
    - Desejável cursos de especialização em Mkt e Logística.
  • Experiência: 5 a 10 anos, em empresa de alimentação.
  • Requisitos: necessário visão estratégica comercial, facilidade de comunicação, empatia, liderança, conhecimentos em negociação de contratos, distribuição, estruturação de preços.
  • Salário: R$ 9.500,00 + bônus
  • Benefícios: carro, seguro de vida, plano de saúde, celular, notebook.

Código BE83 - ENGENHEIRO QUÍMICO

  • Formação: Engenharia Química.
  • Experiência: experiência mínima de 05 anos em formulação de tintas industriais, com sólidos conhecimentos em tintas metalgráficas;
  • Requisitos:
    - Inglês fluente;
    - Conhecimentos básicos de Informática;
    - Disponibilidade para residir em Guaratinguetá-SP.

Código BE82 - AJUDANTE DE OPERADOR DE MÁQUINA - AUX. LAVAGEM E SANITIZAÇÃO

  • Formação: 2º grau completo.
  • Conhecimentos:
    - Conhecimentos no preenchimento de relatórios, documentos;
    - Desejável experiência em ambiente GMP;
    - Desejável experiência em metrologia.
    Disponibilidade total de horário.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE81 - AUXILIAR ADMINISTRATIVO - GARANTIA DE QUALIDADE

  • Formação: Técnico em química ou farmácia.
  • Experiência:
    - Conhecimentos em POP's (distribuição, elaboração de índices);
    - Conhecimento word, excel, power point;
    - Experiência em arquivos, organização de documentos.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE80 - ANALISTA QUÍMICO PLENO EM HPLC

  • Formação:
    - Graduado em Química ou Farmácia;
    - Inglês parea leitura.
  • Experiência: de 3 a 5 anos em análises físico químico de MP por HPLC, UV, CG.
    Disponibilidade de horário.

Código BE79 - SUPERVISOR DE PRODUÇÃO - HS

  • Formação:
    - Graduado em Farmácia ou Químico;
    - Inglês para conversação.
  • Experiência: Experiência de 2 anos em indústrias farmacêuticas, cosméticos, alimentícia ou bebidas.
    Disponibilidade total de horário.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE78 - SUPERVISOR DE PRODUÇÃO - SOFT

  • Formação:
    - Graduado em Farmácia, preferencialmente especialização em indústria;
    - Inglês para conversação.
  • Experiência: experiência em liderança em indústrias farmacêutica, cosméticos, alimentícia ou bebidas.
    Disponibilidade total de horário.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE77 - OPERADOR - GELATINA

  • Formação: 2º grau - técnico em farmácia, alimentos ou química.
  • Experiência: vivência em indústrias farmacêutica, cosméticos, alimentícia ou bebidas desejável conhecimento em reatores.
    Disponibilidade total de horário.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE76 - OPERADOR - ENCAPSULAÇÃO

  • Formação: 2º grau - técnico em farmácia, alimentos ou química.
  • Experiência: desejável conhecimento em mecânica, vivência em indústrias farmacêutica, cosméticos, alimentícia ou bebidas.
    Disponibilidade total de horário.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE75 - SERVIÇO TÉCNICO

  • Formação: Engenheiro Mecânico.
  • Experiência: experiência com manutenção de máquinas de enchimento, vivência em indústrias farmacêutica, cosméticos, alimentícia ou bebidas.
    Enviar pretenção salarial.

Código BE74 - ENGENHEIRO QUÍMICO

  • Descrição: Engenheiro Químico com experiência na área de Frigoríficos para
    exercer a profissâo em Indústria de Alimentos na Regiâo de Concórdia - Santa
    Catarina.

Código BE73 - GERENTE REGIONAL SUL (VAREJO)

  • Formação: Engenharia Quimica
  • Experiência: preferencialmente químico em vendas de varejo.
  • Descrição: Será responsável por equipes de vendas no Sul gerenciando contas diretamente com redes de hipermercados.
    Salário e benefícios de acordo com a função.

Código BE72 - TÉCNICO DE LABORATÓRIO

  • Formação: Eng. Químico, técnico em química ou Microbiologia e ser fluente em inglês.
  • Experiência: Necessita ter experiência mínima de 02 anos em atividades de laboratório de análises químicas.
  • Conhecimentos: em produção de ácido fosfórico, de produção e granulação de fertilizantes, etc.
    Este profissional vai trabalhar no Rio de Janeiro.

Código BE871- VENDEDOR TÉCNICO

  • Formação: Engenharia Química e, se tiver MBA em Marketing seria perfeito e, ter fluência em inglês.
  • Experiência:
    - 05 anos em indústria de fertilizantes;
    - Experiência em vendas de produtos químicos;
    - Conhecimentos em produção de ácido fosfórico, de produção e granulação de fertilizantes, etc.
  • Descrição: este profissional irá conduzir testes em campo, porisso necessita ter habilidades com instalações mecânicas, hidráulicas e elétricas.
    Irá trabalhar no estado de MG.

Código BE70 - ENGENHEIRO

  • Descrição: 01 vaga em empresa de consultoria para avaliar qualidade da produção de vidro.
  • Conhecimentos: conhecimentos em processos químicos, materiais e processos ópticos de análise.
  • Local da empresa: São José dos Campos.

Código BE69 - CONSULTOR TÉCNICO VENDAS

  • Formação: Eng. Química ou técnico em química ou Téc. Curtimento Couro
  • Experiência: 03 anos em vendas de produtos químicos para curtimento
  • Requisitos:
    - veículo próprio;
    - disponibilidade para viagens.

Código BE68 - LÍDER DE CONTROLE DE QUALIDADE (RLCQ)

  • Formação: superior em química ou farmácia.
  • Experiência: experiência em indústria química ou farmacêutica,
  • Requisitos:
    - conhecimento em HPLC, CG, AA, UV + validação em métodosanalíticos;
    - experiência em microbiologia e coordenação de equipes;
    - inglês nível intermediário à fluente;
    - informática nível avançado;
    - ambos os sexos;
    - faixa etária 30 anos;
  • Salário: faixa salarial entre R$ 2.700,00 e R$ 3.000,00;
    horário de trabalho das 8:00 às 17:30 horas.

Código BE67 - ANALISTA FÍSICO/AMOSTRADOR EM MP (RAFMP)

  • Formação: T écnico em química ou alimentos (completo).
  • Experiência: experiência em indústria farmacêutica/alimentícia em amostragem, controle em processo ou controle de qualidade (de 03 a 05 anos).
  • Requisitos:
    - sexo masculino;
    - disponibilidade de horário.
  • Salário: faixa salarial entre R$ 800,00 e R$ 900,00.

Código BE66 - ANALISTA QUÍMICO PLENO/SENIOR (RAQ)

  • Formação: superior em química ou farmácia.
  • Experiência: experiência em análises físico químico de M.P. por hplc, uv, cg (de 03 a 05 anos).
  • Requisitos:
    - inglês para leitura;
    - informática nível usuário;
    - ambos os sexos;
    - disponibilidade de horário.
  • Salário: faixa salarial entre R$ 1.500,00 e R$ 1.800,00.

Código BE65 - ENGENHEIRO DE ÁCIDO FOSFÓRICO

  • Descrição: Para trabalhar no sul de Minas, experiência na produção de ácido fosfórico, liderança de equipe e disponibilidade para mudanças.
  • Salário: Remunerção na faixa de R$ 5.000,00 mais benefícios os de praxe.
 
IV Conferência ANPEI "Alavancagem da Inovação Tecnológica"
No período de 24 a 26 de maio de 2004, acontecerá no Recife Palace Hotel, na Av. Boa Viagem, 4070 em Recife, PE, a IV Conferência ANPEI "Alavancagem da Inovação Tecnológica", está Conferência reunirá empresários, executivos e especialistas de P&D e inovação do setor produtivo, que em conjunto com entidades governamentais, estarão discutindo importantes aspectos da Inovação e do Desenvolvimento Tecnológico no país e no mundo. Durante o encontro, renomados palestrantes do Brasil e do Exterior estarão apresentando e debatendo temas voltados à inovação tecnológica e políticas públicas de estímulo às grandes, médias e pequenas empresas. A ANPEI irá conceder um desconto de 15% na inscrição para quem é sócio da ABEQ e estiver em dia com a sua contribuição, basta entrar em contato com a Secretaria da ABEQ e obter as informações necessárias. Maiores informações podem ser obtidas no site www.anpei.org.br, e-mail: alex@anpei.org.br  ou pelo telefone (11) 3842-3533.
 
O mau uso do solvente universal: Água

A falta ou a inexistência da gestão dos nossos recursos hídricos contribuem para que a seca, as estiagens, as inundações, proliferação de algas, o racionamento de água e a proibição do uso de rios e lagos afetem a economia, o desenvolvimento e a qualidade de vida no Brasil. A riqueza deste país em mananciais de superfície e reservas subterrâneas é o suficiente para a prosperidade dos seus habitantes. Portanto, é preciso cuidar melhor deste patrimônio líquido com um maior empenho em promover a recuperação e a proteção da águas que a natureza disponibilizou nesse território.

Fonte: www.aguaonline.com.br

Matéria: A água como componente ambiental em 22/03/04

 
Poluição dos Mares

Os oceanos, mares e os complexos das zonas costeiras são fatores determinantes para a existência da vida sobre a terra. Mesmo sabendo que as águas marinhas representam um percentual imenso no globo, elas vêm sendo degradadas pela poluição produzida pelo homem a qual já atinge o Atido e a Antártida. Pelo o seu grande volume de água, os mares e os oceanos há muito tempo são usados como depósito de detritos. Uma das maiores dificuldades é saber com exatidão a quantidade de poluentes lançados ao mar a cada minuto em todo o planeta visto que todos os dias ele recebe toneladas de resíduos tóxicos e não-tóxicos.

O ambiente marinho é modificado diariamente pela ação negativa do homem ao despejar nele 77% dos poluentes vindo de fontes terrestres. As pessoas que residem no litoral ou nele passeiam nos finais de semana e feriados contribuem marcantemente para o lixo ali gerado que acaba se depositando no fundo do mar. O Consumismo desenfreado da população produz cada vez mais lixo e o descarta com uma velocidade cada vez maior. Um estudo feito pela Academia Nacional de Ciências dos EUA estima que 14 bilhões de quilos de lixo são jogados (sem querer ou intencionalmente) nos oceanos todos os anos. Não é à toa que as descargas de detritos urbanos produzam efeitos tão nocivos.Veja a seguir alguns dos grandes poluentes do ambiente marinho:

  • Plástico : é uma grande praga para os mares por ser um material que tem uma vida útil curtíssima (tempo de uso) e demorar centenas de anos para se desfazer, seja no mar, seja na terra. E, dentro do estômago de um bicho marinho, pode fazer um grande estrago, levando-o até à morte. Para uma tartaruga, por exemplo, um saco plástico boiando na água pode parecer uma água-viva – ou seja, comida.
  • Esgoto: tanto o industrial quanto o doméstico, constituem são ameaçadores para a vida marinha e para quem vive no litoral por agirem como um fertilizante. O esgoto leva para o mar grande quantidade de matéria orgânica, o que acaba contribuindo para uma explosão do fitoplâncton – uma explosão que, não por acaso, é conhecida por "bloom". A vida microscópica cresce de forma desordenada, prejudicando os outros microorganismos marinhos, que ficam sem espaço, sem oxigênio e sem nutrientes. Além disso, o esgoto introduz no oceano diversos organismos nocivos como bactérias, vírus e larvas de parasitas. Metade do peso seco do lixo humano é composto por bactérias. Delas, um grupo em particular costuma ser apontado como o grande vilão : os coliformes fecais. Tanto que são empregados como indicadores do nível de poluição das praias. Pelo menos 30% das praias brasileiras tem mais coliformes fecais do que deveriam – um sinal de que tem esgoto demais por ali.
  • Petróleo: - a poluição dos mares e das zonas costeiras originada por acidentes com o transporte marítimo de mercadorias, em particular o petróleo bruto, contribui, anualmente, em 10% para a poluição global dos oceanos.  Todos os anos, 600 000 toneladas de petróleo bruto são derramadas em acidentes ou descargas ilegais, com graves consequências econômicas e ambientais.
  • Metais pesados: são altamente tóxicos para os seres vivos e têm a tendência de se acumular nas cadeias alimentares, aumentando de concentração a cada estágio.

Os poluentes dos mares decorrem da convergência dos principais vetores econômicos na zona costeira brasileira, demandando forte infra-estrutura de apoio logístico para a produção e a circulação de mercadorias. Isso, aliado à ausência de uma política urbana integrada às demais políticas públicas, se reflete em grandes concentrações urbanas pontuais ao longo de um litoral onde menos de 20% do municípios costeiros são beneficiados por serviços de saneamento básico e drenagem urbana (Agenda 21).

Vale ressaltar que cinco das nove regiões metropolitanas brasileiras se encontram à beira-mar e que metade da população brasileira reside a menos de 200 km do mar. Esse contingente gera cerca de 56 mil toneladas por dia de lixo, e o destino, de 90% desse total são lixões a céu aberto, que contribuem para a poluição de rios, algoas e do próprio mar (Agenda 21).

Apenas recentemente alguns programas governamentais tem-se voltado para a melhoria das condições sanitárias da costa-brasileira, principalmente em regiões que contam com potencial de desenvolvimento do turismo. No entanto, dada a magnitude dos problemas, será necessário o esforço continuado ao longo das próximas décadas para reverter os impactos observados (Agenda 21).

Fonte: www.ambientebrasil.com.br
Matéria: Poluição nos mares em  22/03/04

 
 

Fale com a ABEQ - Envie suas sugestões e críticas para a Associação:

SECRETARIA EXECUTIVA ABEQ
ABEQ-Associação Brasileira de Engenharia Química
Tel: (11) 3107-8747 – Telefax: (11) 3104-4649
E-mail: abeq@abeq.org.br
Home Page: www.abeq.org.br

Responsáveis:
Raquel de Lima Camargo Giordano - Diretora Presidente da ABEQ
Luiz Fernando de Moura - Diretor Convidado de Comunicações da ABEQ
Josilene Ferreira de Jesus - Sócia Colaboradora da ABEQ
Bernadete A. Perez - Secretária Executiva da ABEQ

O Boletim Informativo da ABEQ é um serviço desta Associação para todos os profissionais da área de Engenharia Química. Favor divulgar para quem tiver interesse ou enviar seu e-mail para a ABEQ. Caso você não queira mais receber este Boletim Informativo da ABEQ, desculpe-nos pelo envio e por favor nos comunique por e-mail abeq@abeq.org.br seu desejo de não mais receber este serviço.