Filiada à CONFEDERAÇÃO INTERAMERICANA DE ENGENHARIA QUÍMICA
 
Boletim Informativo
N° 128 - Março/2002
 
Leia nesta Edição:
  • Resotec aposta no co-processamento como solução ambiental para resíduos industriais
  • Câmara de Comércio França-Brasil discute Responsabilidade Social em Comissão
  • Gros e De Luca dão entrevista coletiva no lançamento do 17º Congresso Mundial de Petróleo
  • Hohm and Haas é TOP 2001
  • Nova Chamada do 14º Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2002
  • Cursos de Treinamento Profissional na área ambiental oferecidos pela NIEAD
  • Rio de Janeiro inaugura o CCO da 2ª maior estação de tratamento de água do mundo
  • Ecosorb firma parceira com a ABIQUIM

Resotec aposta no co-processamento como solução ambiental para resíduos industriais

A Resotec, divisão da Holdercim, acaba de ganhar uma forte aliada ao processo de co-processamento. Estudo desenvolvido durante quatro anos na Faculdade de Geologia da Universidade de São Paulo comprova que a queima de resíduos industriais em fornos de cimento é a única solução que elimina completamente os rejeitos sem afetar a qualidade final do produto e nem as emissões na atmosfera. "Estamos falando de um cimento ambientalmente correto, totalmente seguro e que se aproveita de material reciclado, da mesma maneira que papéis se aproveitam de fibras já usadas", explica Carlos Ávila, gerente geral da Resotec.

A pesquisa da USP demonstra que a fixação de metais pesados na estrutura cristalina do clínquer - matéria-prima do cimento – devido ao co-processamento de resíduos industriais não alteram as propriedades físicas do cimento nem libera esses materiais por meio do processo de lixiviação (ação das chuvas). "De quebra, transformamos o que seria simplesmente incinerado ou colocado em aterros em algo útil para a sociedade, tirando das indústrias o peso de passivos ambientais enormes", complementa Ávila.

A tese Clínquer Co-processado: produto de tecnologia integrada para sustentabilidade e competitividade da indústria de cimento foi apresentada pelo geólogo Vagner Maringolo ao Departamento de Mineralogia e Geotectônica do Instituto de Geociências da USP para obtenção de título de doutor. A coordenação do trabalho foi do Professor Doutor Yushiro Kihara.

O co-processamento é uma técnica segura que aproveita as excelentes condições dos fornos de cimento - como a alta temperatura (até 2000 oC), ambiente fechado e filtros - para destruir definitivamente os vários resíduos industriais. Sistemas de filtros de alta eficiência, longo tempo de permanência dentro dos fornos e monitoramento on-line complementam a segurança do processo, comprovada também por mais de 30 anos de existência na Europa.

Vários resíduos industriais podem ser co-processados, como borras oleosas, terras contaminadas, tintas, vernizes, resinas, lodo de estação de tratamento de produtos químicos, pneus, emborrachados, solventes contaminados, resíduos de fundo de tanque de combustíveis , plásticos, embalagens de produtos químicos, graxas, entre outros.

A Resotec é líder em tecnologia no mercado de co-processamento de resíduo industrial no Brasil. Com 40 funcionários, tem unidades em Pedro Leopoldo (MG) e Cantagalo (RJ), contando com certificados ISO 14001 e ISO 9002.

Maiores informações, entrar em contato com: Cristiane Pinheiro Cristiane.pinheiro@retoquejor.com.br ou Claudia Dias Claudia.dias@retoquejor.com.br - Retoque Jornalismo - Tel: (11) 3088-0990
 

 Câmara de Comércio França-Brasil discute Responsabilidade Social em Comissão

Entidade cria Comissão de Projetos Sociais para orientar empresas a desenvolverem e formatarem projetos na área

Para acompanhar a evolução das ações sociais das empresas brasileiras e estrangeiras no País, a Câmara de Comércio França-Brasil (CCFB) dará início às atividades da Comissão de Projetos Sociais a partir do mês de março/2002. A primeira reunião do grupo, que tem como principal objetivo orientar e formatar projetos da área, é formada por empresas associadas e não-associadas. O encontro aconteceu no dia 15/03, às 16h30, na sede da entidade. (R. Dr. Fernandes Coelho, 85 – 1o andar, São Paulo, capital), sob coordenação da Diretora de Marketing Corporativo da AGF/Allianz Group, Laura G. Snitovski.

Participaram empresas dos setores farmacêutico, telecomunicações, têxtil, transportes, bancário, informática, tecnologia, além de entidades trabalhistas e de serviços. "Essa primeira reunião será um fórum de debates e uma grande oportunidade para que possamos conhecer as necessidades de cada empresa na área de projetos sociais", afirma Sueli Lartigue, diretora executiva da CCFB. "Queremos, cada vez mais , incentivar a participação de empresas francesas e brasileiras. A troca de informações entre o Brasil e a Comunidade Européia é um dos objetivos da Câmara", complementa.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Ethos, entre 2000 e 2001, 22% dos consumidores brasileiros prestigiaram ou puniram empresas com base em suas avaliações da conduta social. Além disso, foi observado que, na década de 90, ocorreu um envolvimento crescente das empresas em ações sociais. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, 67% das organizações do setor produtivo do Sudeste realizaram algum tipo de ação social no ano de 98.

A CCFB reúne cerca de 700 empresas no Brasil, que empregam 150 mil funcionários e faturam aproximadamente US$ 25 bilhões por ano. Na França, a CCFB é membro da União de Câmaras Francesas de Comércio e Indústria no Exterior e trabalha em colaboração com as câmaras de comércio e indústrias locais. A CCFB integra, ainda, o Conselho das Câmaras de Comércio da União Européia.

Maiores informações, entrar em contato com: Cristiane Pinheiro Cristiane.pinheiro@retoquejor.com.br ou Claudia Dias Claudia.dias@retoquejor.com.br - Retoque Jornalismo - Tel: (11) 3088-0990
 

Gros e De Luca dão entrevista coletiva no lançamento do 17º Congresso Mundial de Petróleo

O presidente da Petrobras e do Comitê Nacional Brasileiro do Congresso Mundial de Petróleo, Francisco Gros, e o presidente da Repsol YPF e do Comitê Organizador Brasileiro do 17º Congresso Mundial de Petróleo, João Carlos de Luca, receberam a imprensa no dia 20 de março, às 11h30, na sede da estatal (Av. Chile, 65, Centro) para a coletiva de lançamento do maior evento da indústria mundial de Petróleo, que acontecerá pela primeira vez no Brasil. Em sua 17ª edição, o Congresso Mundial de Petróleo, que será realizado no Rio de Janeiro, de 1 a 5 de setembro próximo, abordará o tema "Indústria do petróleo: excelência e responsabilidade ao servir a sociedade". 

Cerca de 3 mil executivos de 90 países participarão do Congresso. Entre os conferencistas estavam os líderes do setor e presidentes das gigantes petrolíferas como o presidente e o secretário-geral da Opep, Rilwanu Lukman e Ali Rodríguez Araque, respectivamente, e os CEOS David J. O'Reilly, da Chevron Texaco, Abdallah S. Jum'ah, da Saudi Aramco, e Alfonso Cortina, da Repsol YPF. Cálculos dos órgãos de turismo oficiais indicam que o Congresso e a Rio Oil & Gas Expo 2002, a maior feira do setor na América Latina, que acontecerá no mesmo período, deverão gerar cerca de 5 mil empregos temporários. Já a economia da cidade receberá uma injeção de recursos de aproximadamente US$ 13 milhões.

Para mais informações, contate:

Edelman Public Relations Worldwide
Malu Fernandes -
mfernandes@wpc2002.com
(21) 2532-1610 R. 163 / 9306-6988
Vania Santos -
vania.santos@edelman.com
(21) 2512-8586 R. 14 / 9672-2209


Hohm and Haas é TOP 2001

A Rohm and Haas Química Ltda. conquistou o Top 2001 na categoria indústria Química. O prêmio é oferecido pela Revista Petro & Química, publicada pela Editora Valete. A escolha dos ganhadores é o resultado de uma pesquisa realizada com os leitores da revista, empresas e entidades de classe. "Esse  prêmio é o reconhecimento da excelência de nossos produtos e do bom relacionamento que tradicionalmente mantemos com os  clientes ao longo do ano", afirma Guillermo Novo, vice-presidente diretor para América Latina, da Rohm and Haas Company.

A entrega solene, realizada em cerimônia especial com coquetel e jantar de confraternização, ocorreu no dia 5 de março, às 18h30, na sede a Associação dos Procuradores do Estado de São Paulo (Apesp), localizada na Rua Tuim, 932, no bairro de Moema, em São Paulo (SP).

Criada há 11 anos, a premiação tem como objetivo distinguir as melhores filosofias empresariais e estimular as vencedoras a preservarem com suas políticas. "As empresas contempladas são organizações que têm a qualidade, a tecnologia e o desenvolvimento como fonte de inspiração para agregar valor ao seu trabalho, clientes, acionistas e funcionários", afirma  Waldir Freire, presidente da Editora Valete.

Contatos: Alberto Zambrana/Wanderley Oliveira
Tel./Fax (11) 5536-3638
e-mail:
azambrana@rodrigues-freire.com.br
           woliveira@rodrigues-freire.com.br


Nova Chamada do 14º Congresso Brasileiro de Engenharia Química - COBEQ 2002

"TRABALHO COMPLETO RESUMIDO SOBRE PESQUISA EM DESENVOLVIMENTO"

 
O XIV Congresso Brasileiro de Engenharia Química, COBEQ 2002, está realizando uma nova chamada de trabalhos, tendo por objetivo oferecer uma oportunidade aos que perderam os prazos para envio de trabalhos, assim como divulgar resultados de pesquisas em desenvolvimento.
Trata-se de um trabalho completo resumido, no máximo 4 (quatro) páginas, contendo os seguintes tópicos: Resumo, Introdução, Metodologia, Resultados, Discussão, Conclusão (quando houver) e Bibliografia.
O trabalho passará por uma revisão realizada por professores da UFRN, portanto, não seguirá o mesmo critério dos trabalhos enviados anteriormente. A sua apresentação durante o COBEQ2002 será apenas na forma de pôster e será publicado unicamente na forma eletrônica, através da Homepage do COBEQ2002, que ficará no ar por 1 (um) ano, após o aceite do trabalho.

DATAS IMPORTANTES

Envio do trabalho: até 30/03/2002, sem prorrogação
Divulgacao do resultado: 30/04/2002
Envio do trabalho corrigido: até 15/05/2002, sem prorrogação

Maiores detalhes na homepage do evento:
www.eq.ufrn.br/cobeq.
Profa. Marcia Duarte
Presidente do COBEQ 2002

LOCAL DO EVENTO

O XIV COBEQ será realizado no Hotel Pirâmide, situado na Via Costeira, em um dos pontos mais privilegiados de Natal, à beira mar. Informações no endereço: www.piramidepalace.com.br

Universidade Federal do Rio grande do Norte
Departamento de Engenharia Química
Url: www.eq.ufrn.br/cobeq

Natal-RN CEP:59072-970
Tels: (84) 215-3759 / 3769 / 3753 / 3754
Fax: (84) 211-9243 / 215-3770


Rio de Janeiro inaugura o Centro de Controle Operacional da segunda maior estação de tratamento de água do mundo
 
Com equipamentos e serviços da ABB, operadores estarão supervisionando todas as variáveis do processo de tratamento pelas telas dos computadores em tempo real e on-line

A ABB, companhia global de tecnologia de energia e de automação, inaugurou no dia 20 de fevereiro com a Companhia Estadual de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae) o Centro de Controle Operacional (CCO) da estação de tratamento de água (ETA) de Guandu, localizada no município de Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. O projeto faz parte do programa de despoluição da Baía de Guanabara e recebeu investimentos de R$ 8 milhões.

Guandu entrou em operação em 1955 e abastece toda a capital, a Baixada Fluminense e parte do município de Itaguaí. Com capacidade de tratar 47 mil litros de água por segundo, totalmente utilizada, Guandu é a segunda maior estação de tratamento de água do mundo. Perde somente para uma ETA em Chicago, no Estados Unidos, com capacidade de tratar 53 mil litros de água por segundo, mas que trata efetivamente somente 37 mil litros por segundo.

A ABB forneceu, instalou, testou e comissionou todos os novos instrumentos de campo, controladores lógico programáveis (CLP), rede de campo e o novo Centro de Controle Operacional. Agora, há cerca de 800 equipamentos de instrumentação instalados ao longo do processo de tratamento de água. Antes das obras, havia apenas 80. Com isso, é possível acompanhar on-line e em tempo real índices de turbidez, alcalinidade, cor, flúor, cloro e pH da água, entre outros. Os equipamentos enviam dados para os CLPs, que as traduzem e enviam para o CCO, onde os operadores analisam e tomam decisões. Os operadores, além de supervisionar todas as variáveis, têm o histórico de dados nas telas. O laboratório também foi ampliado e modernizado com novos equipamentos, como microscópio eletrônico, comparadores e destiladores, entre outros.

ABB (www.abb.com) é líder global em tecnologias de energia e de automação que capacitam clientes industriais e de concessionárias a melhorarem suas performances enquanto reduzem o impacto ambiental. A ABB emprega cerca de 155.000 pessoas em mais de 100 países. No Brasil, tem oito fábricas, com cerca de 6.000 funcionários.

Mais informações, contatar: José Casadei - E-mail: jose.cadasei@retoquejor.com.br - Fone: (11) 3088-0990
 

Ecosorb firma parceria com a ABIQUIM

Acordo inédito no segmento de proteção ambiental
A Ecosorb Tecnologia de Proteção Ambiental  é a mais nova sócia parceira, dentro do programa de Atuação Responsável,  da Associação Brasileira da Indústria Química – ABIQUIM.
 
Este é o primeiro acordo firmado pela entidade com uma empresa especializada em proteção ambiental.
 
A Ecosorb Tecnologia de Proteção Ambiental foi criada em 1998 para atuar no desenvolvimento, comercialização e distribuição de produtos que possam contribuir para a proteção ao meio ambiente.
 
A companhia nasceu com o Sphag Sorb, um absorvente industrial canadense, inteiramente natural, que atua na limpeza de óleo e outros produtos químicos.
 
A Ecosorb se dedica a estudar de forma exaustiva o mercado brasileiro para assimilar todas as necessidades e fornecer serviços e produtos mais eficientes. A empresa trabalha com prevenção de acidentes e vazamentos visando que o meio ambiente sofra o mínimo de impacto e preservando a imagem das companhias. Seu escopo de trabalho envolve - além de produtos específicos para lidar com problemas ambientais -  treinamento de pessoal, análise de riscos e implementação de planos de emergência.
 
Sediada em São Paulo e com uma unidade de 2500m2 em Itatiba, no interior do estado, a empresa presidida por Rogério Igel desenvolve também trabalhos junto a várias entidades de proteção ambiental. Em menos de quatro anos de atuação, a empresa já possui 300 clientes ativos.
 
Informações para imprensa:                                                                                               
LVBA Comunicação
João Veloso Jr.– (11) 3039.0679 –  jcarlos@lvba.com.br
 

 
Fale com a ABEQ - Envie suas sugestões e críticas para a Associação
 

SECRETARIA EXECUTIVA ABEQ
ABEQ-Associação Brasileira de Engenharia Química
Tel: (11) 3107-8747 – Telefax: (11) 3104-4649
E-mail:
abeq@abeq.org.br
Home Page: www.abeq.org.br

O Boletim Informativo da ABEQ é um serviço desta Associação para todos os profissionais da área de Engenharia Química. Favor divulgar para quem tiver interesse ou enviar seu e-mail para a ABEQ. Caso você não queira mais receber este Boletim Informativo da ABEQ, desculpe-nos pelo envio e por favor nos comunique por e-mail abeq@abeq.org.br seu desejo de não mais receber este serviço.