Leia nesta Edição:

·        Ponto de vista

·        Prêmios

·        Clipping do Setor

·        Cursos

·        Publicações

·        Oportunidades

·        Notícias Estudantis

·        Eventos

·        Notícias ABEQ

 

PONTO DE VISTA

 

Importância da cogeração para competitividade da Indústria

 

Diversos setores ligados à indústria brasileira vem chamando a atenção para o impacto da tarifa de energia elétrica sobre a competitividade da indústria nacional. A indústria soda-cloro, por exemplo, possui cerca de 50% dos custos de produção associados à energia elétrica. Quando comparado aos países dos BRICs a tarifa média de energia elétrica industrial brasileira (329,00 R$/MWh) é 134% maior do que a média das tarifas de China, Índia e Rússia (140,70 R$/MWh).

 

Diante deste cenário, a cogeração de energia (geração simultânea de duas ou mais formas de energia útil a partir de uma única fonte) pode significar uma solução eficaz para obtenção de menores custos e ainda reduzir o risco de possíveis blackouts. A cogeração é uma forma de aproveitamento energético conhecido e utilizado há algum tempo.

 

Os primeiros registros de desenvolvimento desta prática datam de meados de 1870. Em resposta às crises de petróleo da década de 1970, países como Estados Unidos, Dinamarca e Reino Unido investiram maciçamente em sistemas de geração combinada de energia. No Brasil, a prática da cogeração não constitui historicamente uma estratégia nacional de conservação de energia. Entretanto, os programas de incentivo ao álcool tiveram impacto indireto na expansão da geração baseada no consumo de bagaço.

 

A Agência Internacional de Energia recomenda que governos adotem medidas e instrumentos que aumentem a participação da cogeração em suas matrizes energéticas. Usuários de sistemas de cogeração no Reino Unido reduziram em 20% seus custos com energia, economizando cerca de 650 milhões de libras por ano.

 

O Brasil possui condições favoráveis à cogeração, embora ainda faltem mecanismos que incentivem grandes consumidores industriais a investir em tais sistemas, propiciando a setores importantes da economia, como a indústria química, uma maior competitividade em escala mundial.

 

João Bruno V. Bastos, Engenheiro de Processos na Unidade de Polímeros da Braskem S.A. e Mestrando pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

 

PRÊMIOS

 

10º Prêmio Furnas Ouro Azul

 

Comemorando sua 10º edição, Prêmio Furnas Ouro Azul convida público para inscrever projetos que visam a proteção das águas

Os Diários Associados, por meio do jornal Estado de Minas, e o Sistema Eletrobrás Furnas, lançaram no dia 21 de agosto a 10º edição do Prêmio Furnas Ouro Azul, projeto que incentiva e premia a criação de soluções viáveis para revitalização e conservação dos recursos hídricos em Minas. São sete categorias distintas e proporcionam a oportunidade de todos mostrarem suas propostas, sejam empresas públicas; privadas; estudante do ensino superior; mestrado/doutorado; comunidade; pessoa física e mirim.

Se você tem um projeto ou uma proposta que contemple a preservação e conservação das águas, se inscreva no site www.ouroazul.com.br, até 31 de outubro. Todos os trabalhos serão avaliados, em novembro, por uma comissão composta por especialistas em meio ambiente e representantes dos Diários Associados e Furnas. Em dezembro, os ganhadores serão anunciados durante uma cerimônia especial. E serão publicados em um caderno especial, encartado no jornal Estado de Minas.

Para mais informações, acesse o site www.ouroazul.com.br

 

 

CLIPPING DO SETOR

Pesquisador israelense vence o Nobel da Química

 

Descoberta de quasicristais obteve o reconhecimento internacional

 

Com informações do Prêmio Nobel

 


Divulgação

 

No dia 5 de outubro, a Academia Real de Ciência da Suécia anunciou o ganhador do prêmio Nobel de Química 2011. O pesquisador Daniel Schechtman, do Instituto de Tecnologias de Israel (Technion), obteve o reconhecimento internacional, e receberá 10 milhões de coroas suecas (cerca de R$2,8 milhões) em cerimônia em dezembro, em Estocolmo, pela descoberta dos quasicristais.

 

Na manhã de 8 de abril de 1982, enquanto examinava uma liga de alumínio e manganês em um microscópio eletrônico, o cientista viu uma imagem que contradizia as leis da natureza e inicialmente duvidou do que havia observado.

 

Mais difícil foi convencer a comunidade científica de que se tratava de uma importante descoberta. Um dos que duvidaram foi Linus Pauling, ganhador do Nobel de Química em 1954.

 

Em toda matéria sólida, até então se achava que os átomos se agrupavam dentro de cristais em padrões simétricos repetidos periódica e constantemente. Para os cientistas, essa repetição era fundamental de modo a se obter um cristal.

 

A imagem vista por Shechtman mostrava algo diferente: que átomos em um cristal poderiam ser agrupados em um padrão que simplesmente não se repetiria jamais. A descoberta foi tão polêmica que o próprio cientista foi convidado a deixar o grupo de pesquisa do qual fazia parte. O diretor do laboratório até mesmo lhe deu um manual de cristalografia, aconselhando-o a estudar mais.

Mas o tempo e outras pesquisas mostraram que Shechtman estava certo e sua descoberta acabou alterando o conceito e o conhecimento sobre a matéria sólida.

 

Mosaicos não periódicos, como os medievais encontrados em construções islâmicas – tal qual o palácio de Alhambra, na Espanha, ou a mesquita Darb-i Imam, no Irã, ajudaram os cientistas a entender como os quasicristais se parecem no nível atômico.

 

Assim como os quasicristais, esses mosaicos têm padrões regulares, que seguem regras matemáticas, mas nunca se repetem.

 

Depois da descoberta de Shechtman, outros cientistas produziram diversos tipos de quasicristais em laboratório. Na natureza, essas formas inusitadas também são encontradas. Foram observadas em amostras de minerais de um rio na Rússia e em um tipo de aço feito na Suécia.

 

Quasicristais estão sendo experimentados nos mais variados produtos, de frigideiras e motores a diesel.

 

 

Emissão de gás carbônico em nova fronteira agrícola ainda é pouco investigada pela ciência

 

Os efeitos do desmatamento na nova fronteira agrícola do Cerrado - formada pelo Maranhão, Tocantins, Piauí e pela Bahia - são menos conhecidos e estudados pela ciência do que em outras áreas do bioma. Os quatro estados formam a parte norte do Cerrado, batizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como Matopiba.

 

O Laboratório de Ecologia e de Ecossistemas da Universidade de Brasília (UnB) está fazendo um levantamento sobre os artigos científicos que tratam do estoque e fluxo de carbono, e também de nitrogênio e fósforo - elementos químicos importantes para a incorporação de carbono na vegetação. Das 105 localidades estudadas, apenas três estão no Matopiba; 54 em outras áreas do Cerrado; 20 na Amazônia; 13 nos Pampas; 12 na Mata Atlântica; e quatro na Caatinga.

 

O dado é preliminar e diz respeito a 91 artigos científicos levantados até agora, mas indica que há menos conhecimento sobre os efeitos da degradação ambiental na região que, segundo o Ministério da Agricultura (Projeções do Agronegócio 2010/11-2020/2021), deverá assistir nesta década a um avanço na produção de algodão, frango, carne bovina e soja, além de celulose e papel.

O motivo da atração pelo Matopiba é o preço das terras, mais baratas do que, por exemplo, áreas de Mato Grosso e de Goiás, onde já há intensa atividade agropecuária.

 

Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia foram responsáveis por 65% do desmatamento do Cerrado verificado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) entre 2009 e 2010, o equivalente a 4,2 mil quilômetros quadrados (km²). O bioma é um dos mais ameaçados do país. Em 2010, já havia perdido 48,5% da cobertura original - cerca de 1 milhão de km². O desmatamento é a principal causa de emissão de dióxido de carbono no Brasil, que provoca a diminuição da camada de ozônio e as mudanças climáticas.

 

De acordo com a coordenadora-geral de Gestão e Ecossistemas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Mercedes Bustamante, também professora do Departamento de Ecologia da UnB, a exploração do Cerrado ao Norte poderia ser diferente da que se fez na parte ao Sul, mas por enquanto não há uma “cesta de incentivos positivos” para evitar o desmatamento incontrolado, como a dedução de encargos, os incentivos tecnológicos para o aumento de produtividade e o pagamento de serviços ambientais.

 

O Poder Público, segundo a coordenadora, tem menos recursos para proteger o Cerrado (como unidades de conservação e extensas áreas de preservação obrigatória) do que para a Amazônia. Na região, com muitas propriedades privadas rurais, é preciso dialogar com o agronegócio. “Se não trouxer o setor produtivo, como vamos racionalizar o uso das águas?”, pergunta.

 

O pesquisador do Laboratório de Ecologia de Ecossistemas da UnB, Alexandre de Siqueira Pinto, explica que a destruição da vegetação no Cerrado é fundamental para o regime de chuvas e mesmo uma área não degradada pode sentir os efeitos da destruição. Ele lembra que o desmatamento diminui a capacidade de absorção da água pelas plantas, o que reduz a evaporação, afetando o ciclo hidrológico e a capacidade de absorção de carbono. “O carbono não existe independentemente de outros fatores”, salienta.

 

A pesquisa sobre o Cerrado envolve cerca de 15 pesquisadores da UnB, da Universidade Federal de Goiás (UFG) e da Universidade de New Hampishire (Estados Unidos) e faz parte do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para Mudanças Climáticas - uma rede com mais de 90 grupos de pesquisa de 65 instituições e de universidades brasileiras e estrangeiras, com mais de 400 participantes.

Fonte: Agência Brasil

 

Ano Internacional da Química receberá homenagem do Senado Federal

 

O O Ano Internacional da Química e a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia serão homenageados pelos senadores no período da sessão do dia 18 de outubro. O ano de 2011 foi declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Ano Internacional da Química para "realçar a importância da química para a humanidade", conforme declarou o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE).

 

Já a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (de 17 a 23 de outubro de 2011) é coordenada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e terá como um de seus temas justamente o Ano Internacional da Química.

 

Fonte: Agência Senado

 

 

  

CURSOS

 

Tratamento de Efluentes utilizando Processos com Membranas

 

Curso começará no dia 07 de novembro de 2011

Local: UFRJ, no Rio de Janeiro (RJ)

 

A redução do impacto ambiental relacionada ao crescimento industrial e urbano é obtida por meio da utilização de processos de separação ou da combinação de diferentes processos. Os processos de separação com membranas, como osmose inversa e microfiltração, e a combinação desses com processos biológicos, como os biorreatores com membranas, ou com operações unitárias tradicionais, têm sido implementadas em grande escala visando o tratamento e, possivelmente, o reuso de efluentes. Este curso apresenta os processos de separação com membranas utilizados com maior frequencia, bem como sua combinação com os processos biológicos e tradicionais. Além disso, também serão apresentados processos com membranas ainda em fase de implementação, como a pervaporação e a separação de gases.

Para mais informações, acesse o site: www.peq.coppe.ufrj.br/piloto/virtual/

 

Palestra GETIQ 2012

 

27 de outubro de 2011

Local: Sede da Abiquim, em São Paulo (SP)

 

A Abiquim promoverá palestra sobre o Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Gestão Empresarial para a Indústria Química (GETIQ 2012). A palestra, proferida pela Prof.ª Dr.ª Suzana Borschiver, da Escola de Química da UFRJ, irá detalhar informações sobre o curso como o conteúdo das disciplinas e suas aplicabilidades, além de apresentar a importância para a formação de gestores especializados na administração de indústrias químicas.

O evento é gratuito. Para confirmar presença, mande e-mail para cursos@abiquim.org.br ou entre em contato pelo telefone (11)2148-4715

 

Confira mais cursos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/cursos_abeq.asp

 

 

 

PUBLICAÇÕES

Pensamento Sistêmico - Guia de Campo

 

Um guia para aplicação da abordagem gerencial desenvolvida por Peter Senge nos Estados Unidos. Voltado à realidade brasileira, traz casos e exemplos reais nos quais estiveram envolvidos e participaram cerca de 40 colaboradores da obra. Conta com material adicional no site de apoio.

A ABEQ sorteará aos associados, no dia 11 de novembro de 2011, um exemplar desse livro.

Poderão concorrer os sócios profissionais e estudantes em dia com suas obrigações. Para participar, envie um e-mail para a Secretaria da ABEQ, abeq@abeq.org.br, escrevendo no campo assunto a frase “Sorteio – Livro”.

 

Confira mais publicações no site da ABEQ: www.abeq.org.br/mundo.asp

 

 

OPORTUNIDADES

 

Programa e-Talents Oracle

Candidatos concorrerão a uma das 25 vagas disponíveis

Alunos de Engenharia que estejam cursando o último ano da faculdade (conclusão em julho ou dezembro de 2012) e possuem domínio fluente em inglês escrito e falado, podem se candidatar a uma das 25 vagas do Programa e-Talents Oracle. O objetivo é que, durante 1 ano de estágio, o jovem seja desenvolvido por executivos da empresa, sendo alocados nas áreas estratégicas da companhia como Vendas, Sales Consultant e Consulting. Interessados devem enviar currículo para raquel.vitelli@oracle.com

FEQ da Unesp admite bolsistas para estágio em Guaratinguetá (SP)

Bolsas podem ser oriundas do CNPQ, FAPESP ou, ainda, outras instituições

GO Centro de Energias Renováveis (FEQ) da Universidade Estadual Paulista (Unesp), localizado na cidade de Guaratinguetá (SP), está admitindo bolsistas de Pós-Doutorado no Laboratório de Pesquisa e Desenvolvimento de Diamante CVD e Novos Materiais com Doutorado em Química, Engenharia Química, Eletro-Mecânica, Energia, Engenharia Mecânica e em materiais para estágio de Pós-Doutorado com duração entre 6 meses e um ano. Também serão admitidos bolsistas para Pós-Doutorado em Energias Renováveis. As bolsas podem ser oriundas do CNPQ, FAPESP, ou, ainda, outras instituições. Interessados devem entrar em contato com o Prof. Teófilo Miguel de Souza pelos telefones: (12)3123-2146/(12)9702-5502

 

Onde encontrar seu estágio:

 

Agevig Recursos Humanos, Tel.: (35) 3422-9600

Ciee, Tel. 11 3046-8222, www.ciee.org.br

CNIEE - Pouso Alegre, Tel.: (35) 3421-7477, www.cniee.com.br

CRIE - Centro Regional de Integração de Estágios, Tel.: (42) 3523 9920

Estagiarios.com Web Services, Tel.: (11) 3951-2185, www.estagiarios.com

Estágio - Desenvolvimento de RH, Tel.: (11) 4123-4569, www.estagio.org

Estágio Fácil Assessoria Acadêmica, Tel.: (65) 3326-3288

Estagiar Integração e Gerenciamento Estudante-Empresa, Tel.: (11) 5599-4688, www.estagiar.net

Fundap, Tel. 11 3066-5885, www.fundap.sp.gov.br

Gelre, Tel. 11 3351-3744, www.gelre.com.br

Global Central de Estágios, Tel.: (11) 4979-7700, www.globalestagios.com.br

Grupo Premium, Tel.: (11) 3579-9400, www.grupopremiumservicos.com.br

Inicie Estágios, (http://www.inicie.com.br), Tel.: (45) 3254-3116

Mudes, Tel. 21 3094-1181, www.mudes.org.br

Nape - Núcleo Assistencial para Estágios, Tel.: (11) 4337-6767, www.nape.com.br

Nube, Tel. 11 3514-9300, www.nube.com.br

Proempe - Integrador Empresa Escola, Tel.: (34) 3077-3074, www.proempe.com.br

Pró Estágios, Tel.: (41) 3029-9254, www.interagepr.com.br

Soulan Central de Estágios, Tel.: (11) 3748-9046, www.soulan.com.br

Coordenadores de estágios dos cursos de pós-graduação.

 

 

 

NOTÍCIAS ESTUDANTIS

 

Fluxo Consultoria Empresa Júnior da UFRJ

 

Com mais de 200 projetos já realizados, a empresa júnior Fluxo Consultoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vem, ao longo do tempo, conquistando espaço no mercado e agregando valor aos seus clientes. É formada por alunos de graduação e abrange valor aos seus clientes. É formada por alunos de graduação e abrange todas as engenharias, mais o curso da Química, Ambiental, Alimentos e Bioprocessos.

 

Constam na carta de serviços projeto como Tratamento e Reuso de Efluentes, Tratamento de Águas, Gestão de Resíduos Sólidos, Análises Químicas e Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica. Confira, em breve, mais informações sobre essa empresa júnior que agora também possui espaço no site da ABEQ para divulgar atividades. Mais informações podem ser encontradas no site www.fluxo.poli.ufrj.br

 

 

XXI CONEEQ – Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Química

 

22 a 29 de janeiro de 2012, Natal, RN

 

O Congresso Nacional dos Estudantes de Engenharia Química – CONEEQ - é um evento de caráter técnico-científico e social, itinerante e sem fins lucrativos, realizado anualmente por Estudantes de Engenharia Química do Brasil, juntamente com a Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química – FENEEQ.

 

O objetivo geral deste evento é promover o intercâmbio de conhecimento entre acadêmicos das diversas Instituições de ensino superior em Engenharia Química, Engenharia de Alimentos, Química Industrial e alunos dos cursos de graduação de áreas afins, de todo o país. Isto proporciona o aprimoramento da qualidade do ensino de Engenharia Química nas Universidades brasileiras, desenvolve e estimula a troca de conhecimentos, pesquisas e experiências, fornece a oportunidade de discutir oportunidades no campo de trabalho e também conscientiza os participantes dos seus direitos e deveres para com a sociedade e o meio ambiente. Informações: contato@coneeq.com e site http://www.coneeq.com/

 

 

Envie notícias, comentários e sugestões, por e-mail, para a secretaria da ABEQ, escrevendo no campo assunto a frase "Notícias Estudantis".

 

 

EVENTOS

II Workshop sobre Tecnologias de Fertilizantes

 

20 e 21 de outubro de 2011

Local: Center Convention do Plaza Shopping Hotel, em Uberlândia (MG)

 

O Workshop sobre Tecnologias de Fertilizantes é um dos mais importantes fóruns de debates para profissionais atuantes na área, congregando profissionais de diversos segmentos. O evento reúne parcela significativa da comunidade nacional e internacional com interesses no tema, seja no originada no meio acadêmico, empresarial ou industrial. Nesse ano, terá como tema central a questão dos Recursos Minerais no Brasil: Fontes Alternativas e Otimização de Processos.

Inscrições poedem ser feitas pelo site www.cefert.feq.ufu.br

 

Fórum BRASONN 2011

 

07 a 11 de novembro de 2011

Local: Campus da Gávea da PUC-Rio, no Rio de Janeiro (RJ)

 

O Centro Técnico-Científico da Pontíficia Universidade Católica do Rio de Janeiro (CTC/PUC-Rio), primeira instituição do país a oferecer um programa de Engenharia em Nanotecnologia, promove o Fórum BRASONN 2011 (Brazilian School of Nanoscience and Nanotechnology). Serão três programas para diferentes públicos: A escola BRASONN, voltada para doutores, pesquisadores e doutorandos; a BRASONN-JR, direcionada a alunos do ensino médio e de Engenharia; e a feira NANO-BUSINESS, com a participação de indústrias nacionais do setor nos workshops e estandes.

Para mais informações, mande um e-mail para brasonn@ele.puc-rio.br ou acesse o site www.brasonn.com.br

 

XIII FIMAI e SIMAI

 

08, 09 e 10 de novembro de 2011

Local: Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo (SP)

 

O Consideradas como as mais importantes do setor de Meio Ambiente Industrial na América Latina, a décima terceira Feira e Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade (FIMAI e SIMAI) possiblitará ao público conferir as novidades e serviços em tecnologia ambiental que serão apresentados pelos cerca de 400 expositores nacionais e internacionais. Nesta edição, contará com a presença de empresas de 16 países.

Para saber mais, acesse o site www.fimai.com.br

 

 

 

  

NOTÍCIAS ABEQ

 

Já saiu a nova edição da REBEQ!

 

 

 

Você já pode conferir a nova edição da Revista Brasileira de Engenharia Química (REBEQ), que possui como tema a Química Verde. Por meio de entrevistas, são apresentados os trabalhos vencedores do 10º Prêmio Nacional de Pós-Graduação BRASKEM-ABEQ. Os trabalhos são oportunidades inovadoras para o mercado e demonstram como a biodiversidade e o clima, brasileiros, possibilitam vantagens reais ao nosso país. Confira, ainda, artigos e opiniões de profissionais sobre os desafios e novidades da área, além de notícias e eventos estudantis.

 

 

Mais de 400 empresas de 23 países participam da OTC Brasil

 

Com informações da OTC

 

Equipe da ABEQ durante o evento

Divulgação

 

Durante os dias 4 a 6 de outubro foi realizada na cidade do Rio de Janeiro (RJ) a Offshore Technology Conference - Brasil (OCTB), que apresentou inovações, desafios e oportunidades para o mercado offshore em profundas e ultraprofundas no Brasil e em outroas regiões internacionais.

 

O evento contou com a participação de mais de 400 empresas de 23 países, como Canadá, Finlândia, Noruega e Estados Unidos, que ocuparam uma área de 14.450 m2 de exposição. Dessas, 80 eram brasileiras.

 

Na ocasião, a ABEQ esteve presente lançando a nova edição da Revista Brasileira de Engenharia Química (REBEQ), que possui como tema a Química Verde, além de adquirir novos associados.

 

Estande da ABEQ na OTC

Divulgação

 

Foi a primeira vez que a Conferência ocorreu fora de país de origem, os Estados Unidos, onde, desde 1969, acontece anualmente é considerada o mais importante evento no mundo para o desenvolvimento de recursos offshore nas área de segurança, meio ambiente e saúde.

 

Com a criação da versão brasileira, a OTC expande ainda mais sua importância no mercado mundial, e sua próxima edição deve ocorrer em 2013, já que aqui o evento será bianual.

 

Bilheteria.com

 

Em parceria com a Bilheteria.com, a ABEQ oferece aos seus associados a oportunidade de adquirir ingressos de parques, teatro, passeios, shows e muito mais com preços especiais e com toda a comunidade. Nesse mês, você poderá assistir ao show da dupla sertaneja Bruno & Marrone, ou, ainda, conferir a apresentação da banda Titãs. Para verificar essas e outras opções de lazer, acesse a newsletter de espetáculos musicais ou entre em contato com a secretaria da ABEQ pelo telefone (11) 3107-8747 e e-mail: abeq@abeq.org.br

 

Calendário de Reuniões Ordinárias para 2011

 

As reuniões são abertas a todos os associados e acontecem normalmente, à tarde, na sede da ABEQ. Todos estão convidados a participar das sessões. É de grande importância sua participação!

 

Para agendar sua participação, os sócios profissionais e estudantes, em dia com suas obrigações, deverão enviar mensagem para a Secretaria da ABEQ, pelo e-mail abeq@abeq.org.br, escrevendo no campo assunto a frase “Reunião de Diretoria”.

 

Calendário

20/10 (quinta-feira)

10/11 (quinta-feira)

08/12 (quinta-feira)

 

Associe-se à ABEQ

 

A ABEQ oferece diversos benefícios:

 

- Oportunidades de contatos com colegas, associações, universidades, empresas e entidades governamentais;

 

- Encontros nas áreas científica, tecnológica e de ensino que mobilizam cerca de 1.200 profissionais;

 

- Publicação científica trimestral com o respeitável índice de impacto 0,377 (Web of Knowledge), uma revista técnico - comercial distribuída gratuitamente aos sócios, além deste boletim eletrônico de notícias;

 

- Concursos para estudantes e pós-graduandos, através da distribuição anual de cerca de R$ 46 mil, em prêmios, amplamente reconhecidos pela comunidade acadêmica;

 

Oferece ainda uma infinidade de outros serviços que ajudam a comunidade de engenharia química a melhor posicionar-se quanto aos desafios do presente e do futuro, nas áreas tecnológica, científica e de ensino.

 

 

 

O Boletim Informativo é uma publicação da ABEQ - Associação Brasileira de Engenharia Química

Henrique José Brum da Costa, Editor

Murillo Magalhães, Jornalista -MTB: 0063725/SP

 

Associação Brasileira de Engenharia Química

Tel: (11) 3107-8747  Telefax: (11) 3104-4649

E-mail: abeq@abeq.org.br  Site: www.abeq.org.br

Responsáveis:

Edson Bouer                                               

Diretor Presidente

 

Bernadete A. Perez

Secretária Executiva

Para esclarecer dúvidas, publicar artigo ou enviar sugestões, escreva para imprensa@abeq.org.br ou acesse www.abeq.org.br.