Leia nesta Edição:

·        Ponto de vista

·        Prêmios

·        Clipping do Setor

·        Cursos

·        Publicações

·        Oportunidades

·        Notícias Estudantis

·        Eventos

·        Notícias ABEQ

 

 

 

PONTO DE VISTA

 

Gás natural: o impasse continua...

Por: João Luiz Zuñeda, Engenheiro Químico pela PUC-RS, especialista em processamento petroquímico pela Petrobras/UFRGS e em Economia pela UFRGS, e diretor executivo da MaxiQuim Assessoria de Mercado.

Será que o gás natural pode fazer mais do que as energias renováveis para reduzir as emissões de carbono no mundo? A pergunta parece simples e rápida de responder, mas analisando o cenário com um pouco mais de calma pode-se concluir que a questão é mais complicada do que parece... E isto pode influenciar na monetização das grandes reservas de shale gas dos EUA e Canadá... e do pré-sal no Brasil.

A questão chave é: a viabilidade econômica a longo prazo e a sustentabilidade das muitas energias renováveis que competem com o gás natural. E qual é o longo prazo? Uma década? duas décadas? O potencial do gás natural possibilitar uma grande redução nas emissões de carbono através de seus múltiplos usos é comprovado.

O gás natural desempenha um importante papel como combustível nos transportes. O governo americano estima que veículos movidos a gás natural emitem entre 60% e 90% menos poluentes para a atmosfera e 30% e 40% menos emissões de gases estufa do que carros movidos a petróleo.

Então, o gás natural vai competir (...até quando...) com as fontes renováveis de energia? Qual será a década do seu declínio?

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

PRÊMIOS

 

 

10º Prêmio Nacional Braskem/ABEQ

Inscrições até 31 de março

Podem concorrer pós-graduandos das áreas de Engenharia Química, Materiais, Alimentos, Produção, Meio Ambiente e Química.

Sua primeira edição ocorreu em 1999 e, desde então, vem premiando, anualmente, trabalhos inovadores nas mais diversas áreas, com a participação de estudantes e pesquisadores de todas as regiões brasileiras.

O concurso é realizado através de parceria entre a ABEQ e a Braskem S.A. e tem como objetivos apoiar o avanço da ciência e da tecnologia, estimular a pesquisa, revelar talentos e investir em estudantes que procuram alternativas para os problemas brasileiros.  

Premiação

Mestrado

1º lugar: R$ 5.000,00 (cinco mil reais)

2º lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais)

Doutorado

1º lugar: R$ 6.000,00 (seis mil reais)

2º lugar: R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

Os ganhadores e orientadores dos trabalhos contemplados receberão diploma alusivo.

Consulte o regulmento do prêmio e faça sua inscrição: www.abeq.org.br/braskem_regulamento.asp

 

Prêmio Incentivo ABEQ à Aprendizagem da Engenharia Química

Criado em 1999, o Prêmio Incentivo é concedido anualmente aos melhores formandos nos cursos de Engenharia Química das mais importantes universidades do Brasil. Visa estimular os alunos a terem um bom desempenho acadêmico e uma formação profissional que garanta sua entrada no mercado de trabalho.

Patrocinado pela Braskem, Henkel, Oxiteno e Petrobras, consiste de uma quantia em dinheiro, um diploma e uma anuidade grátis de sócio da ABEQ. O Prêmio é entregue pela empresa patrocinadora na ocasião da formatura de cada turma.

Em caso de interesse de sua universidade em participar do concurso, entre em contato com a secretaria da ABEQ pelo abeq@abeq.org.br, escrevendo no assunto “Prêmio Incentivo”.            

Saiba quem já conquistou o prêmio e se você pode concorrer por sua escola no link Prêmio Incentivo ABEQ.

 

17ª Edição do Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental

Inscrição até 7 de março

Instituído em 1995, objetiva distinguir e homenagear, anualmente, a empresa industrial, extrativa, manufatureira ou agroindustrial com maior destaque na implementação de projeto ambiental, com resultado significativo para a melhoria da qualidade do meio ambiente. O prêmio procura mostrar à sociedade a preocupação e o empenho da indústria paulista quanto à melhoria da qualidade ambiental.

Destina-se às empresas industriais sediadas no Estado de São Paulo, independentemente de seu porte.

Informações: www.fiesp.com.br/meritoambiental

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

CLIPPING DO SETOR

 

 

Edital destina R$ 20 milhões para apoiar a realização de eventos de CT&I

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou no dia 18 de fevereiro, em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), edital de apoio à realização de congressos, simpósios, workshops, seminários, ciclos de conferências e outros eventos similares relacionados à Ciência, Tecnologia e Inovação.

Os eventos devem ser realizados entre 1º de julho de 2011 e 30 de junho de 2012. Um total de R$ 20 milhões oriundos dos orçamentos do CNPq e da FINEP está sendo investido nesse edital.

Segundo o gestor do edital, Carlos Alberto de Alencar Mota, a iniciativa colabora para desenvolver a Política Nacional de Ciência e Tecnologia. Desde 2003, foram investidos R$ 135 milhões em oito editais de incentivo à realização de eventos relacionados a C,T&I.

As propostas devem ser encaminhadas ao CNPq exclusivamente via Internet, por intermédio do Formulário de Propostas Online, disponível na Plataforma Carlos Chagas (http://carloschagas.cnpq.br/), até o dia 04 de abril.

O prazo máximo de execução dos projetos é de um ano. Poderão se inscrever pesquisadores, professores e especialistas com vínculo empregatício ou funcional com instituições de ensino superior; centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento públicos e privados; ou empresas públicas; ou ainda dirigentes de Associação Científica ou Tecnológica de âmbito nacional.

O edital está disponível no site www.cnpq.br/editais/ct/2011/004.htm

FCiência

 

Fapesp e King’s College lançam nova chamada

A Fapesp – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, e o King’s College London (KCL), do Reino Unido, divulgaram nova seleção pública de propostas para intercâmbio de pesquisadores no âmbito do acordo de cooperação científica entre as instituições.

Podem participar da chamada pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou pesquisa, públicas ou privadas, no Estado de São Paulo, que sejam pesquisadores responsáveis por auxílios apoiados pela Fapesp e vigentes nas modalidades Auxílio à Pesquisa – Regular, Auxílio à Pesquisa – Projetos Temáticos, Apoio a Jovens Pesquisadores ou Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid). No caso específico de Projetos Temáticos, pesquisadores principais também podem apresentar propostas.

A chamada está aberta a todas as áreas de conhecimento científico e tecnológico. A data-limite para submissão das propostas é 26 de abril de 2011.

Cada proposta deverá ter a duração de, no máximo, 24 meses, e sua execução deve acontecer no período de vigência do projeto ao qual está vinculado.

Fapesp e KCL apoiarão com recursos de até 6 mil libras anuais, pela vigência estabelecida na concessão, destinados necessariamente e exclusivamente a despesas de mobilidade (passagens, diárias e seguro-saúde) e nos termos do acordo entre as instituições.

As propostas devem ser apresentadas simultaneamente pelo pesquisador do Estado de São Paulo à FAPESP e pelo seu colaborador do Reino Unido ao KCL. Cada uma das partes efetuará a seleção das propostas segundo sua sistemática de análise. Somente as propostas aprovadas por ambas as partes serão financiadas. As propostas deverão ser submetidas em inglês.

Para divulgar a chamada entre os pesquisadores britânicos, a instituição disponibilizou a página www.kcl.ac.uk/research/funding/brazil.html. O acordo entre as instituições em inglês está também em www.kcl.ac.uk/research/groups/brazilinstitute/funding/fapesp-kings.html.

Mais informações no texto completo da chamada, em www.fapesp.br/acordos/kcl.

Agência Fapesp

 

Brasil importou US$ 2,7 bilhões em produtos químicos em janeiro

Segundo dados da Abiquim – Associação Brasileira de Engenharia Química, nunca antes neste País, houve tanta importação de produtos químicos como em janeiro deste ano.

As compras externas somaram US$ 2,7 bilhões. Embora o valor tenha recuado 6,8% em relação a dezembro do ano passado, na comparação com janeiro de 2010 houve crescimento de 22,5%. As exportações, de aproximadamente US$ 1,1 bilhão, caíram 15,7% frente a dezembro e cresceram 9,6% ante janeiro do ano passado.

O déficit na balança comercial foi superior a US$ 1,6 bilhão no mês, praticamente o mesmo valor apurado em janeiro de 2008, antes dos efeitos da crise financeira sobre a economia mundial. As compras de intermediários para fertilizantes mantiveram a tendência de crescimento observada nos últimos meses.

Em janeiro, foram importadas mais de 1,4 milhão de toneladas, volume 20,2% superior ao de dezembro. Em relação a janeiro de 2010, o aumento é de 56,2%. O valor da importação desses produtos em janeiro, de US$ 500,5 milhões, praticamente dobrou em relação ao mesmo mês de 2010, com aumento de 90,4%. Em comparação a dezembro do ano passado, o crescimento é de 28,3%.

As resinas termoplásticas, com vendas de US$ 165,8 milhões, foram os produtos químicos mais exportados pelo País em janeiro. Em relação a dezembro, houve recuo de 26,4%, mas frente a janeiro de 2010 houve crescimento de 20,8%. O Brasil exportou 108,4 mil toneladas de resinas termoplásticas no mês, queda de 27% ante dezembro e crescimento de 3,7% em relação a janeiro de 2010.

As importações de produtos químicos em janeiro movimentaram volume superior a 2,6 milhões de toneladas, 33,9% mais do que no mesmo mês de 2010. As exportações, ligeiramente acima de 1 milhão de toneladas, cresceram 1,6% na mesma comparação.

Abiquim

 

UFSCar vai transformar alga em biodiesel

Quem já passou pelos imensos canaviais do interior paulista conhece o cheiro desagradável da vinhaça, líquido que sobra após a produção de álcool. Cientistas e empresários apostam que o dejeto pode virar a base de um novo tipo de biodiesel.

A UFSCar - Universidade Federal de São Carlos, e a empresa Algae Biotecnologia assinaram ontem um contrato de cooperação tecnológica para colocar a ideia em prática.

O plano é usar a vinhaça como "ração" para algas microscópicas, cujas células, ricas em moléculas de gordura, virariam biocombustível.

Nos próximos 30 meses, a parceria vai receber R$ 3,24 milhões do BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, enquanto a Algae investirá mais R$ 320 mil.

Novas tecnologias criadas pelo projeto serão patenteadas, e possíveis lucros oriundos delas serão divididos meio a meio entre a universidade e a empresa, disse à Folha Sergio Goldemberg, gerente técnico da Algae.

"Vamos tomar cuidado para que os resultados das pesquisas não sejam publicados antes de garantirmos a propriedade intelectual sobre eles", afirma.

Se tudo der certo, o projeto pode ajudar a resolver uma série de problemas ambientais e tecnológicos com uma cajadada só.

A vinhaça, que é basicamente a "água suja" que sobra depois da fermentação e da destilação do caldo de cana, é muito rica em sais e em compostos orgânicos difíceis de degradar.

Por isso mesmo, é poluente e demanda tratamento antes de ser lançada na natureza. "As algas removeriam parte desses poluentes e virariam matéria-prima", explica Reinaldo Gaspar Bastos, engenheiro de alimentos do campus da UFSCar, em Araras (SP) e líder da pesquisa.

Folha.com

 

Cientistas da USP produzem biodiesel da borra de café

Cientistas da USP demonstraram que é possível usar a borra de café - o que resta do café em pó depois que ele é coado - para a produção de biodiesel.

O processo consiste em extrair um óleo essencial da borra de café. Este óleo mostrou ser uma matéria-prima viável para a produção do biodiesel.

A produção do biocombustível a partir do resíduo foi testada pela química Denise Moreira dos Santos, em escala laboratorial.

O estudo concluiu que a técnica é adequada para a produção do biodiesel em pequenas comunidades, para o abastecimento de tratores e máquinas agrícolas, por exemplo.

"No Brasil, há um grande consumo de café, calculado em 2 a 3 xícaras diárias por habitante, por isso a produção de resíduo é intensa em bares, restaurantes, casas comerciais e residências

"O óleo essencial, responsável pelo aroma do café, já é utilizado em química fina, mas sua extração diretamente de grãos de alta qualidade é muito cara", conta a professora.

A borra do café também contém óleos essenciais, que podem contaminar o solo quando o resíduo é descartado no meio ambiente.

O processo de obtenção do biodiesel é o mesmo adotado com outras matérias-primas.

"O óleo essencial é extraído da borra de café por meio da utilização de etanol como solvente," conta Denise. "Após a extração, o óleo é posto em contato com um catalisador alcalino, que realiza uma reação de tranesterificação com a qual se obtém o biodiesel."

As características dos ácidos graxos do óleo essencial do café são semelhantes aos da soja, embora estejam presentes em menor quantidade.

A partir de um quilo de borra de café é possível extrair até 100 mililitros de óleo, o que geraria cerca de 12 mililitros de biodiesel.

"No Brasil são consumidas aproximadamente 18 milhões de sacas de 60 quilos de café, num total de 1,08 milhões de toneladas, o que irá gerar uma quantidade considerável de resíduos," aponta a professora.

Agência USP

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

CURSOS

 

 

Agitação e Mistura em Processos Industriais

Associados ABEQ têm desconto de 10%

CursosEm abril, com data ainda por ser definida, será realizada mais uma edição desse curso, que tem como objetivo oferecer conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria, aos profissionais de nível técnico e superior que atuam nas áreas de projetos e processos industriais.

Os profissionais de nível técnico e superior que atuam nas áreas de projetos e processos industriais têm mais essa grande oportunidade para conhecer melhor os conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria nesse curso, que a ABEQ realiza no Conselho Regional de Química – IV Região, em São Paulo (SP).

O programa inclui Introdução: conceitos básicos, geometrias de tanques e impelidores, principais impelidores utilizados na indústria, fluxo gerado, parâmetros fundamentais. Suspensão de Sólidos: suspensão completa e homogênea. Transferência de calor: conceitos básicos e diferentes configurações de troca térmica. Aspectos Mecânicos: configurações de projeto e parâmetros envolvidos no dimensionamento mecânico convencional de agitadores. Considerações Econômicas: alguns fatores econômicos importantes na seleção de agitadores. Apresentação e análise de estudos de casos. Modelagem e Simulação: modelagem de sistemas de agitação que utilizam a fluidodinâmica computacional (CFD) e programas comerciais específicos.

Os docentes são os professores especialistas na área José Roberto Nunhez, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Leeds, Inglaterra; Efraim Cekinski, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Poitiers, França; e Celso Fernandes Joaquim Jr, doutor em Engenharia Química pela Unicamp.

Mais informações: www.abeq.org.br/curso_agitacao.asp.

 

Análise de Escoamentos através de Dinâmica dos Fluidos Computacional (CFD)

Associados da ABEQ têm desconto de 10%

Este curso de extensão em simulação computacional destina-se a capacitar e atualizar profissionais das várias áreas de engenharia, oferecendo maior aprofundamento técnico para a realização de análises de equipamentos e processos através de CFD. O objetivo é promover um curso que reúna conhecimentos práticos e teóricos para a aplicação imediata em problemas industriais.

O corpo docente é formado por professores, mestres e doutores da ESSS – Engineering Simulation Scientific Software, convidados de outras instituições de ensino superior com sólida formação em ensino, pesquisa, extensão e consultoria. Profissionais da indústria ainda ministrarão palestras cujo objetivo é alinhar ainda mais o conhecimento às necessidades prementes do mercado profissional.

Informações: www.esss.com.br/index.php?pg=treinamento_extensao_cfd

 

Gestão e Tecnologia Cosmética - Engenharia Cosmética

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 19 finais de semana

Destina-se a profissionais que desejam assumir posições gerenciais e estratégicas no setor industrial cosmético, e que atuam na cadeia produtora de produtos cosméticos e necessitam possuir ampla visão sobre o mercado e sobre as novas tecnologias, ou ainda a empreendedores do setor cosmético que buscam a aquisição de conhecimentos para otimizar processos e tornar as empresas em que atuam mais competitivas.

O objetivo é capacitar o profissional do âmbito técnico e gerencial, formando especialistas com visão sistêmica no setor cosmético e preparar, por meio das melhores práticas do mercado, profissionais aptos a ocuparem posições ligadas à estratégia e à gestão da empresa.

Os participantes terão o conhecimento da realidade do setor cosmético e da linguagem que envolve projetos, processos, sistemas e recursos das diferentes áreas que compõem uma indústria cosmética. Informações: www.racine.com.br

 

Especialização Profissionalizante em Auditoria Farmacêutica

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 19 finais de semana

Intitulado “Formação de Auditores para a Cadeia Industrial Farmacêutica”, é dirigido aos profissionais de nível superior que atuam ou pretendem atuar como auditores na cadeia industrial farmacêutica - indústria farmoquímica e de embalagem, fracionadores, indústria farmacêutica, distribuidores, transportadores, serviços e outros, incluindo profissionais do setor regulatório que desejam aprimoramento para melhor desempenho de suas funções como auditores.

O objetivo é formar auditores com conhecimentos nos processos da cadeia industrial farmacêutica e em sistemas de gestão da qualidade baseado nas boas práticas, proporcionando a estes profissionais condições para realizar auditorias internas e externas, bem como desenvolver competências para a condução de auditorias, vivenciar e trocar experiências e conhecimentos para melhorar o desempenho técnico, social e humano e possibilitar a discussão de casos práticos. Informações: www.racine.com.br

 

Curso Intensivo em Desenvolvimento de Produtos Domissanitários

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 11 finais de semana

O curso pretende transmitir conhecimentos da linguagem que envolve o lançamento de produtos: da concepção ao lançamento, assegurar o atendimento da legislação aplicada à indústria de produtos domissanitários, desenvolver visão crítica do desenvolvimento de produtos, considerando matérias-primas e processos que proporcionem melhor custo-benefício.

Dirigido a profissionais, acadêmicos ou empreendedores que atuam ou desejam atuar neste mercado e que buscam conhecimento mercadológico, entendimento da legislação, bem como conhecimento teórico e prático sobre o desenvolvimento de formulações de produtos domissanitários.

É coordenado pela professora Maria Aparecida Lima Moreira, química graduada pelas Faculdades Oswaldo Cruz. Especialista em Administração Industrial pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini - Universidade de São Paulo (USP).

Informações: www.racine.com.br

 

Gestão Estratégica da Inovação

Inscirções até 11 de março

Início das aulas: 18 de março

Promovido pelo Departamento de Política Científica e Tecnológica da Unicamp, com apoio de profissionais de empresas que adotam práticas bem sucedidas e professores de outras instituições.

O curso oferece aos alunos conceitos e ferramentas para refletir e atuar sobre essas tendências e para o desenvolvimento e gerenciamento das competências multi-funcionais na organização: inteligência competitiva; prospecção tecnológica e de mercado; gerenciamento do portfólio de projetos tecnológicos e de novos produtos; aquisição e licenciamento de tecnologias; gerenciamento da cooperação com fornecedores, clientes e instituições de pesquisa; gerenciamento de projetos de desenvolvimento de tecnologias e novos produtos; governança, estrutura e gestão de pessoas em organizações inovadoras; marketing da inovação; financiamento dos projetos de inovação, incentivos e fundos governamentais de fomento à inovação; e avaliação do processo de inovação.

Informações:  www.extecamp.unicamp.br/gestaodainovacao

 

Gestão Empresarial para a Indústria Química

De março a junho, São Paulo (SP)

A Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química, e a Escola de Química da UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro, promovem esse curso de educação continuada, cujas aulas são ministradas por professores, mestres e doutores da Escola de Química da UFRJ. Além das aulas, especialistas convidados darão palestras e conferências sobre assuntos específicos.

Informações:  Tel.: (11) 2148-4715 (11) 2148-4715 E-mail: cursos@abiquim.org.br

 

Confira mais cursos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/cursos_abeq.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

PUBLICAÇÕES

 

Rotas para o etanol da celulose

 Cientistas de todo o mundo estão em busca de uma tecnologia para a produção em escala industrial do etanol derivado da celulose da cana-de-açúcar. Atualmente, só se pode fabricar etanol a partir da sacarose, que corresponde a um terço da biomassa da planta.

O etanol da celulose permitiria aproveitar os outros dois terços, aumentando a produtividade sem alterar a área plantada. Atingir esse objetivo, no entanto, não é tarefa trivial.

O conhecimento adquirido até agora na busca do etanol celulósico foi consolidado no livro Routes to Cellulosic Ethanol (Rotas para o etanol celulósico), que acaba de ser lançado pela editora norte-americana Springer.

Reunindo textos de alguns dos principais especialistas do mundo em etanol celulósico, o livro foi editado pelo brasileiro Marcos Buckeridge, professor do Instituto de Biociências, e Gustavo Goldman, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, ambos da Universidade de São Paulo (USP).

A obra é um produto do 1º Simpósio sobre Etanol Celulósico, realizado em 2008 em São Paulo, com o objetivo de definir estratégias para obtenção do etanol celulósico por meios genéticos e bioquímicos.

A publicação também agregou o conhecimento gerado posteriormente, com o lançamento do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) do Bioetanol, coordenado por Buckeridge.

 

Confira mais publicações no site da ABEQ: www.abeq.org.br/mundo.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

OPORTUNIDADES

 

 

Bolsa nos EUA para jovens cientistas e engenheiros

Inscrições até 30 de abril

A Comissão Fulbright recebe inscrição para bolsas de doutorado de um dos mais importantes programas do governo norte-americano, The International Fulbright Science and Technology Award for Outstanding Foreign Students.

As bolsas são oferecidas a jovens formados ou com graduação prevista até agosto de 2012 nas seguintes áreas do conhecimento: agronomia, astronomia, astrofísica e ciências planetárias, biologia, ciência dos materiais, ciências da informação, ciência da computação, engenharia, física, geologia, matemática, neurologia, oceanografia, química e saúde coletiva.

Para se inscrever, os candidatos devem ter cidadania brasileira, proficiência na língua inglesa, ser inovadores e com excelente desempenho acadêmico. De acordo com a comissão, as três melhores candidaturas brasileiras concorrerão a uma das 40 bolsas oferecidas internacionalmente. Mais informações e inscrições: www.fulbright.org.br/2010/content/view/13/77

 

Bolsa na França

Inscrições até 14 de março

A Universidade de Avignon, na França, abriu inscrições para o programa Bolsa Mistral para Master, destinado a estudantes estrangeiros interessados em estudar na instituição fundada há mais de 700 anos.

O candidato à bolsa deve estar inscrito em um estabelecimento de ensino superior estrangeiro, ter excelente histórico universitário com o intuito de satisfazer o nível acadêmico e linguístico exigido pela formação e não ser beneficiário de outra bolsa de estudos. Não são aceitos estudantes que já morem na França.

Os beneficiários da bolsa Mistral recebem 6 mil euros no primeiro ano universitário, havendo a possibilidade de renovação no segundo ano (4,5 mil euros). Além disso, os bolsistas estão isentos da taxa de inscrição da universidade.

Terão prioridade candidatos originários de países emergentes ou em desenvolvimento, além dos estudantes provenientes de instituições parceiras da Universidade de Avignon. Mais informações: www.univ-avignon.fr

 

Doutorado e pós doutorado em Nanobiotecnologia

Bolsas para engenheiros químicos, de materiais e para químicos, para atuar em projeto interinstitucional no âmbito da Rede Nanobiotec-Brasil da CAPES, envolvendo a USP, o IPT e a UFSCar. O projeto, que visa o desenvolvimento de catéteres com propriedades antibactericidas, inclui o desenvolvimento do material, o estudo de suas propriedades in vitro e a avaliação in vivo.  Informações: mseckler@abeq.org.br

 

Capes seleciona para o Programa Bolsas Mercosul de doutorado

A Capes - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, seleciona candidatos para o Programa Bolsas Mercosul de doutorado para docentes. A data limite para submissão das propostas é 31 de março.

O objetivo é promover o intercâmbio e a formação de docentes universitários, para que contribuam com a melhoria da qualidade do ensino e da pesquisa das universidades da região e o desenvolvimento sustentável dos países do Mercosul, nas diversas áreas do conhecimento.

O candidato deve ter experiência comprovada mínima de dois anos como docente na universidade em que se encontra, e não pode ter recebido anteriormente bolsa da Capes ou de outra agência de fomento brasileira na mesma modalidade de pesquisa pretendida.

Os benefícios incluem bolsa de estudos, pelo período de até 48 meses, no valor integral de R$ 1,8 mil mensais, além de auxilio instalação, transporte aéreo, e seguro saúde. O edital está disponível neste link.

 

CONCURSO

UFSCar

O Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) abriu as inscrições para concurso para contratação de professor adjunto de engenharia química.

São três editais, para as subáreas de: Análise, Simulação e Controle de Processos (edital 023/11); Pesquisa em Sistemas Particulados e Ensino em Termodinâmica (024/11); e Biotecnologia (025/11).

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet até o dia 1 de abril (editais 023 e 025) e 13 de abril (024).

Os selecionados receberão salário de R$ 7.333,66. Os detalhes de cada concurso estão disponíveis nos editais no site da UFSCar.

Mais informações: www.concursos.ufscar.br

 

ESTÁGIOS E TRAINEES

Universitários que estão encerrando seus cursos ou recém-formados que querem trabalhar em grandes empresas devem ficar atentos. Algumas companhias estão iniciando seleções para trainees e estágios, destinadas a jovens que são escolhidos, treinados e, até, efetivados.

Empresas

Inscrições

Total de vagas

Bolsa-auxílio

Boticário

até 31 de março

23

não informado

Comgás

não informado

30

não informado

Deloit

ao longo do ano

não informado

não informado

Ipiranga

ao longo do ano

130

não informado

Novartis Vacina

não informado

não informado

não informado

Procter & Gamble

até 1 de abril

30

não informado

Whirlpool Latin America

ao longo do ano

115

R$ 1.500

White Martins

ao longo do ano

não informado

não informado

 

Onde encontrar seu estágio

Agevig Recursos Humanos, Tel.: (35) 3422-9600

Ciee, Tel. 11 3046-8222, www.ciee.org.br

CNIEE - Pouso Alegre, Tel.: (35) 3421-7477, www.cniee.com.br

CRIE - Centro Regional de Integração de Estágios, Tel.: (42) 3523 9920

Estagiarios.com Web Services, Tel.: (11) 3951-2185, www.estagiarios.com

Estágio - Desenvolvimento de RH, Tel.: (11) 4123-4569, www.estagio.org

Estágio Fácil Assessoria Acadêmica, Tel.: (65) 3326-3288

Estagiar Integração e Gerenciamento Estudante-Empresa, Tel.: (11) 5599-4688, www.estagiar.net

Fundap, Tel. 11 3066-5885, www.fundap.sp.gov.br

Gelre, Tel. 11 3351-3744, www.gelre.com.br

Global Central de Estágios, Tel.: (11) 4979-7700, www.globalestagios.com.br

Grupo Premium, Tel.: (11) 3579-9400, www.grupopremiumservicos.com.br

Inicie Estágios, (http://www.inicie.com.br), Tel.: (45) 3254-3116

Mudes, Tel. 21 3094-1181, www.mudes.org.br

Nape - Núcleo Assistencial para Estágios, Tel.: (11) 4337-6767, www.nape.com.br

Nube, Tel. 11 3514-9300, www.nube.com.br

Proempe - Integrador Empresa Escola, Tel.: (34) 3077-3074, www.proempe.com.br

Pró Estágios, Tel.: (41) 3029-9254, www.interagepr.com.br

Soulan Central de Estágios, Tel.: (11) 3748-9046, www.soulan.com.br

Coordenadores de estágios dos cursos de pós-graduação.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

 

NOTÍCIAS ESTUDANTIS

 

 

IX COBEQ-IC (Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica)

3 a 6 de julho, Maringá (PR)

Submissão dos trabalhos: até 28 de fevereiro

O Departamento de Engenharia Química da UEM - Universidade Estadual de Maringá, organizará e sediará o IX Congresso Brasileiro de Engenharia Química - Iniciação Científica e o IV Simpósio de Engenharia Química, que terão como tema “Responsabilidade Política, Social e Ambiental do Engenheiro Químico”.

O COBEQ-IC é um evento bianual voltado para estudantes de Engenharia Química e áreas afins, que desenvolvem atividades de Iniciação Científica em Instituições de Ensino Superior. Tem como objetivos apresentar e discutir temas relativos à área de Engenharia Química e promover o intercâmbio de informações entre estudantes de todo o País, contribuindo para a formação complementar desses futuros profissionais.

Pretende-se despertar nos acadêmicos de Engenharia Química, que serão os responsáveis pela ciência e tecnologia do século XXI, o interesse pelo desenvolvimento de sua profissão voltado para a sustentabilidade social, ambiental e política.

Inscreva-se, envie o seu trabalho, organize caravanas, solicite apoio ao seu professor, mande sugestões.

Áreas temáticas: Ambiental, Processos de Separação / Sistemas Particulados, Simulação e Controle de Processos, Cinética e Catálise, Engenharia Bioquímica, e Termodinâmica.

Informações: www.ctc.uem.br/cobeq-ic2011/index.php

 

XVI COREEQ N/NE

Julho/2011 – UFMA -  São Luís (MA)

Um futuro profissional deve se perguntar como pode realizar o seu papel na construção do desenvolvimento sustentável, de modo a gerar novas tecnologias que se adaptem aos cenários instalados em sua região. Esta discussão será o foco do XVI Congresso Regional de estudantes de Engenharia Química Norte-Nordeste, que será organizado organizando na Universidade Federal do Maranhão e que contará com a participação de professores das universidades do Norte e Nordeste, além de profissionais dos diversos setores industriais presentes no Brasil.

A discussão será abordada em duas linhas principais: “Os novos cenários”, que dará ênfase ao mercado financeiro mundial e local e sues impactos nas industrias gerando um novo olhar na forma de gerenciar a produção; “Novas tecnologias”, que visa mostrar como as inovações tecnológicas podem se adaptar às necessidades locais e globais.

Pretende-se, também, mostrar aos alunos os desafios que surgem ao longo de sua carreira e como enfrentá-los, e promover o trabalho cientifico dos alunos de Engenharia Química em suas universidades. Informações: coreeqma@hotmail.com

 

COLAEIQ – Congresso Latino Americano dos Estudiantes de Ingenéria Química

Julho/2011 - Cidade do México - México

Informações: em breve

 

COREEQ S/Se

Julho/2011 – UFPR – Curitiba/PR

Informações: em breve

 

Parceria ABEQ/Feneeq

A ABEQ, visando se aproximar ainda mais dos estudantes de Engenharia Química, firmou parceria com a Feneeq - Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química, abrindo espaço no site da ABEQ para informações de interesse dos estudantes, tais como eventos, cursos e oportunidades de estágio.

Acesse o site da ABEQ e localize o link “Estudantes” (www.abeq.org.br/estudantes.asp).

Envie notícias, comentários e sugestões, por e-mail, para a secretaria da ABEQ, escrevendo no campo assunto a frase "Notícias Estudantis".

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

 

EVENTOS

 

 

SINAFERM – Simpósio Nacional de Bioprocessos

24 a 27 de julho, Caxias do Sul (RS)

A XVIII edição do SINAFERM visa promover a interação entre cientistas, professores, alunos e profissionais e apresentar os últimos avanços das pesquisas realizadas nas universidades brasileiras, institutos e empresas, em áreas relacionadas à Biotecnologia aplicada.

Direcionado a profissionais que trabalham com biotecnologia industrial, a proposta do evento é promover uma forte inter-relação entre cientistas, professores, alunos e profissionais, através de mini-cursos, conferências plenárias, mesas-redondas e sessões de apresentação de trabalhos.

 

XI Conferência Anpei de Inovação Tecnológica

20 e 22 de junho, Fortaleza (CE)

Com o tema “Redes de inovação e cadeias produtivas”, a conferência visa promover discussões entre empresariado, governo e instituições de pesquisa científica do Nordeste sobre as vantagens para o desenvolvimento de um complexo industrial moderno, competitivo e inovador na região e as necessidades de adoção de políticas de inovação para que a região alcance elevados patamares de competitividade.

A Anpei também pretende mostrar no evento que existem outras potencialidades que podem ser exploradas no Nordeste por meio da inovação tecnológica, do desenvolvimento de cadeias produtivas e da agregação de valor aos produtos para o benefício social da região.

A XI Conferência Anpei de Inovação Tecnológica é realizada através de parceria entre a Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Fundação Edson Queiroz e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado (Secitece).

 

Confira mais eventos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/eventos_geral.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

NOTÍCIAS ABEQ

 

 

ENGENHARIA DE PROCESSO NAS PLANTAS INDUSTRIAIS: ALERTA PARA OS RISCOS DA SINDROME DO CUSTO FIXO E AUXILIA O ENGENHEIRO DE PROCESSO NA GERAÇAO DE VALORSorteio de livro

A ABEQ sorteou aos seus associados, no dia 20 de janeiro, um exemplar do livro “Controles Típicos de Equipamentos e Processos Insdustriais”, de autoria do engenheiro químico e de processamento de petróleo Antonio José Ferreira Saraiva, da editora Solisluna Desgn.

O ganhador do livro foi o sócio Marlei Barbosa Pasotto, de Uberaba (MG).

 

 

Associe-se à ABEQ

A ABEQ oferece diversos benefícios, entre os quais:

- Oportunidades de contatos com colegas, associações, universidades, empresas e entidades governamentais.

- Encontros nas áreas científica, tecnológica e de ensino que mobilizam cerca de 1.200 profissionais.

- Publicação científica trimestral com o respeitável índice de impacto 0,377 (Web of Knowledge), uma revista técnico - comercial distribuída gratuitamente aos sócios, além deste boletim eletrônico de notícias.

- Concursos para estudantes e pós-graduandos, através da distribuição anual de cerca de R$ 46 mil, em prêmios, amplamente reconhecidos pela comunidade acadêmica.

A ABEQ oferece ainda uma infinidade de outros serviços que ajudam a comunidade de engenharia química a melhor posicionar-se quanto aos desafios do presente e do futuro, nas áreas tecnológica, científica e de ensino.

 

Publique seu artigo no Boletim ABEQ

A ABEQ convida profissionais do setor industrial e acadêmico para participar do Boletim Informativo ABEQ, com artigos que sejam de interesse de amplos segmentos da comunidade da engenharia química.

Envie sua idéia para a redação em imprensa@abeq.org.br a/c de Ademilson Cadari. Os artigos devem ser isentos de conteúdo publicitário e conter no máximo uma página de texto.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 


O Boletim Informativo é uma publicação da ABEQ - Associação Brasileira de Engenharia Química

Henrique José Brum da Costa , Editor

Ademilson Cadari, Jornalista - Mtb 41.344

 

Associação Brasileira de Engenharia Química

Tel: (11) 3107-8747  Telefax: (11) 3104-4649

E-mail: abeq@abeq.org.br  Site: www.abeq.org.br

Responsáveis:

Edson Bouer

Diretor Presidente

 

Bernadete A. Perez

Secretária Executiva

Para esclarecer dúvidas, publicar artigo ou enviar sugestões, escreva para imprensa@abeq.org.br ou acesse www.abeq.org.br.