Leia nesta Edição:

·         Ponto de vista

·         Prêmios

·         Clipping do Setor

·         Cursos

·         Publicações

·         Oportunidades

·         Notícias Estudantis

·         Eventos

·         Notícias da ABEQ

 

PONTO DE VISTA

Simuladores de processos químicos: revelando a tecnologia nacional

Edson Cordeiro do Valle, MSc. VRTech Tecnologias Industriais, edsoncv@vrtech.com.br

 

Já se passaram algumas décadas desde que importantes projetos de simuladores de processos químicos, como AspenPlus, gPROMS e outros, deixaram suas universidades e se transformaram em produtos comerciais para atender a demanda da indústria mundial. Ninguém questiona os benefícios que os simuladores de processos trazem às empresas, desde a confiabilidade no projeto de equipamentos, passando pela segurança e otimização de condições operacionais, minimização de impactos ambientais entre outros.

Atualmente, podemos ver um movimento na direção do desenvolvimento nacional dessas ferramentas de simulação, aproveitando o potencial dos engenheiros brasileiros - que são entre os mais bem capacitados tecnicamente a nível mundial - e das universidades e centros de pesquisa brasileiros.

Entre os projetos acadêmicos que merecem destaque, encontra-se o projeto ALSOC, com o simulador EMSO, iniciado na UFRGS em 2005 e que conta com mais 2 universidades colaboradoras. Encontram-se também entre as ferramentas em destaque o DWSIM, que possui código livre aberto à comunidade de desenvolvedores interessados em promover as funcionalidades do mesmo.

Não só o meio acadêmico vem investindo em simuladores, empresas como a Petrobrás investem em suas próprias alternativas, como o simulador Petrox, desenvolvido pelo Centro de Pesquisa da Petrobrás. A empresa gaucha VRTech desenvolve, com tecnologia própria, uma ferramenta comercial para simulação de processos químicos, o ISE ( Integrated Simulation Environment ), visando uma fatia do mercado nacional de simuladores, com diferenciais inovadores.

Para a comunidade de engenheiros químicos que estão envolvidos com processo, nada melhor que alternativas nacionais, com custo diferenciado, para o desenvolvimento de tarefas envolvendo simulação, principalmente agora, onde o setor petroquímico nacional encontra-se em expansão, prevendo elevados investimentos na construção de poços e complexos petroquímicos.

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

PRÊMIOS

Prêmio Incentivo ABEQ à Aprendizagem da Engenharia Química

Criado em 1999, o Prêmio Incentivo é concedido anualmente aos melhores formandos nos cursos de Engenharia Química das mais importantes universidades do Brasil. Visa estimular os alunos a terem um bom desempenho acadêmico durante o curso e uma formação profissional que garanta sua entrada no mercado de trabalho.

Patrocinado pela Braskem, Henkel, Oxiteno e Petrobras, consiste de uma quantia em dinheiro, um diploma e uma anuidade grátis de sócio da ABEQ. O Prêmio é entregue pela empresa patrocinadora na ocasião da formatura de cada turma.

Saiba quem já conquistou o prêmio e se você pode concorrer por sua escola no link Prêmio Incentivo.

Em caso de interesse de sua universidade, queira contatar a ABEQ em abeq@abeq.org.br.

Premiado pela Petrobras, na foto acima, Guilherme de Castro Silva, ao lado da Profª Rosenir Rita de Cássia Moreira da Silva, exibe diploma do Prêmio Incentivo de melhor graduando de 2009 do curso de Engenharia Química da UFF – Universidade Federal de Fortaleza.

 

Prêmio Nacional Braskem/ABEQ

Calendário da próxima edição será divulgado em breve

Sua primeira edição ocorreu em 1999 e, desde então, vem premiando, anualmente, trabalhos inovadores nas mais diversas áreas, com a participação de estudantes e pesquisadores de todas as regiões brasileiras.

O Prêmio Braskem-ABEQ é uma parceria entre a ABEQ e a Braskem S.A. e tem como objetivos apoiar o avanço da ciência e da tecnologia, estimular a pesquisa, revelar talentos e investir em estudantes que procuram alternativas para os problemas brasileiros.  Podem concorrer pós-graduandos das áreas de Engenharia Química, Materiais, Alimentos, Produção, Meio Ambiente e Química. O primeiro colocado recebe R$ 6 mil, e o segundo colocado, R$ 4 mil. Os ganhadores e orientadores dos trabalhos contemplados receberam diploma alusivo.

 

 

Prêmio de Sustentabilidade

Inscrições até 29 de julho

A Câmara de Comércio França-Brasil abre inscrições para a nona edição do prêmio de sustentabilidade LIF (Liberdade, Igualdade e Fraternidade). A premiação, que acontece no dia 28 de setembro vai indicar os melhores projetos sustentáveis. As empresas interessadas podem cadastrar os seus projetos em uma das categorias: apoio às comunidades locais, preservação e proteção dos recursos naturais e público interno.

A primeira categoria do prêmio corresponde a ações destinadas a grupos que constituem a comunidade em que a empresa está inserida, é o caso de parcerias com ONG’s. A segunda categoria é voltada para projetos que buscam desenvolvimento econômico sem prejudicar o meio ambiente. Por último, a terceira categoria avaliará ações voltadas para o grupo de funcionários da própria empresa.

Informações: e-mail lif@ccfb.com.br ou pelo telefone (11) 3060-2290.

 

Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia tem como tema nanotecnologia

Inscrições até 30 de julho

A iniciativa objetiva reconhecer e premiar os melhores trabalhos que contribuem para o desenvolvimento científico e tecnológico do Mercosul. Os interessados disputarão as seguintes categorias: Iniciação Científica, Estudante Universitário, Jovem Cientista e Integração. A edição deste ano da premiação terá como tema a nanotecnologia.

Informações: emediato@mct.gov.br

 

8º Prêmio Destaque do Ano de Iniciação Científica do CNPq

Inscrições até o dia 13 de agosto

O objetivo é premiar os trabalhos de destaque entre os bolsistas de Iniciação Científica do CNPq, sob os aspectos de relevância e qualidade do seu relatório final de pesquisa, e as instituições participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (Pibic) que contribuíram de forma relevante para o alcance das metas do programa.

O prêmio contempla duas categorias: bolsista de iniciação, cuja premiação será de R$ 5,1 mil para o primeiro colocado, R$ 4,2 mil para o segundo lugar, e a quantia de R$ 3,3 mil ao terceiro classificado de cada grande área do conhecimento; e categoria mérito institucional, cuja premiação caberá à instituição do Pibic com maior índice de egressos titulados na pós-graduação, em cursos reconhecidos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)

Informações: www.cnpq.br/premios/2010/ic/apresentacao.html

 

Prêmio Péter Murányi

Inscrições até 15 de agosto

Concedido anualmente, o Prêmio Péter Murányi contempla de maneira alternada a pesquisa em quatro categorias: desenvolvimento científico e tecnológico, alimentação, educação e saúde. A cerimônia de premiação será em abril de 2011, na cidade de São Paulo.

O vencedor receberá R$ 150 mil e, de acordo com os organizadores, a escolha se baseará “no caráter inovativo da pesquisa, aplicabilidade prática e contribuição para a melhoria da qualidade de vida das populações que vivem ao sul do paralelo 20 de latitude norte, especialmente a brasileira”.

A Fundação Péter Murányi, que promove a premiação, selecionou 906 instituições de pesquisa brasileiras e 275 do exterior para que indiquem até dois trabalhos científicos realizados por seus pesquisadores para concorrer ao prêmio.

Essas instituições estão sendo comunicadas e podem manifestar interesse em participar até o dia 15 de agosto. Os trabalhos científicos devem ser enviados até 30 de setembro.

Informações: www.fundacaopetermuranyi.org.br                                   

 

Prêmio ABIQUIM de Tecnologia 2010

Inscrições até 30 de setembro

Empresas, pesquisadores e empresas nascentes que tenham desenvolvido projetos ou casos de inovação tecnológica na área química já podem se inscrever para o Prêmio Abiquim de Tecnologia 2010.

Os vencedores serão anunciados durante o Encontro Anual da Indústria Química, que será realizado no dia 10 de dezembro. Criado em 2001, o prêmio tem o objetivo de promover a inovação e o aumento da competitividade do setor químico no País. Informações: www.abiquim.org.br/premiotecnologia

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

CLIPPING DO SETOR

 

Acúmulo de bolsas com atividades remuneradas será permitido

Desde o último dia 16 de julho, os bolsistas da Capes e do CNPq matriculados em programa de pós-graduação no país poderão receber complementação financeira, proveniente de outras fontes, desde que se dediquem a atividades relacionadas à sua área de atuação e de interesse para sua formação acadêmica, científica e tecnológica, especialmente quando se tratar de docência como professores nos ensinos de qualquer grau.

Para receber a complementação financeira ou atuar como docente, o bolsista deve obter autorização, concedida por seu orientador, devidamente informada à coordenação do curso ou programa de pós-graduação em que estiver matriculado e registrada no Cadastro Discente da Capes.

Pesquisadores sêniores poderão manter bolsas - Bolsistas do Programa Professor Visitante Nacional Sênior (PVNS) da Capes poderão receber bolsas do CNPq, como as de Produtividade em Pesquisa (PQ) ou de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT). O nível da bolsa PQ ou DT e sua vigência ficam inalterados, devendo o interessado solicitar renovação nos prazos regulares de acordo com o calendário do CNPq.

Veja o texto completo em: http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portarias_conjuntas_n_1_e_2_Capes-CNPq_15-07-2010.pdf

(Capes)

 

Nova chamada para edital de apoio a pesquisadores nas empresas

Os interessados em participar devem encaminhar os projetos até 27 de agosto. Serão financiados projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação desenvolvidos dentro das empresas. Ao todo serão investidos R$ 30 milhões.

O objetivo principal é apoiar a ida de pesquisadores mestres e doutores para as empresas, atendendo aos objetivos do Plano de Ação de Ciência, Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento nacional (PAC CTI 2007-2010) e as prioridades da Política de Desenvolvimento Produtivo (PDP). Seguindo a linha dos Programas Estruturantes para Sistemas Produtivos, da PDP, e as áreas de interesse dos Fundos Setoriais financiadores do Edital, serão apoiadas propostas que busquem abordar os setores industriais.

Os temas são: Programas Mobilizadores em Áreas Estratégicas, como tecnologias de Informação e Comunicação, Nanotecnologia, Biotecnologia, Complexo Industrial da Defesa, Complexo Industrial da Energia Nuclear e Complexo Industrial da Saúde; Programas Para Fortalecer Competitividade como complexo Automotivo, Indústria de Bens de Capital, Indústria Naval e de Cabotagem, Indústria Têxtil e de Confecções, complexo de Couro, Calçados e Artefatos, setor de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, setor de Madeira e Móveis, entre outros e Programas para Consolidar e Expandir Liderança como complexo produtivo do Bioetanol, Complexo industrial do Petróleo, Gás e Petroquímica, Complexo Aeronáutico e Complexos produtivos de Mineração, Siderurgia, Celulose e Carnes.

As propostas devem estar associadas ao desenvolvimento tecnológico de produtos ou processos, visando ao aumento da competitividade das empresas através da inovação, adensamento tecnológico e dinamização das cadeias produtivas, além do incremento e compatibilidade com o setor de atuação, dos gastos empresariais com as atividades de pesquisa e desenvolvimento tecnológico, com a relevância regional e a cooperação com instituições científicas e tecnológicas.

O edital está disponível em: www.cnpq.br/editais/ct/2009/062.htm

(CNPq)

 

Indústria química quer 4% de todo o petróleo nacional

A indústria química brasileira, dona de 3% do PIB - Produto Interno Bruto, e de um faturamento anual de US$ 120 bilhões, reivindica parcela de 4% de todo o petróleo nacional. Pelo atual nível de reservas (o que inclui pré-sal e pós-sal), o setor teria hoje entre 1,2 bilhão e 1,4 bilhão de barris de petróleo para usar nos próximos anos. Como a indústria fala em percentuais, e não em barris, o total assegurado pode subir, dadas as pesquisas ainda em andamento no pré-sal e que resultarão - é a previsão - em mais reservas. O pedido de garantia de matéria-prima faz parte do pacto nacional da indústria química, entregue ao Governo e que prevê investimento de US$ 167 bilhões até 2020. "Com essa nova oferta, é importante que haja um incentivo do Governo para que de 3% a 4% da produção nacional (de petróleo) vá para a indústria, para ser utilizada como matéria-prima", disse o presidente da Braskem e da Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), Bernardo Gradin. O restante seria destinado à produção de combustíveis.

Segundo Gradin, a indústria química importa cerca de 30% dos insumos (principalmente nafta, um derivado do petróleo) que consome. E a falta de matéria-prima barata é apontada como entrave à capacidade de competir com os produtos importados. O deficit do setor químico foi de US$ 15,7 bilhões em 2009, e projeções indicam que deve ir a US$ 20 bilhões em 2010. Para o setor, parte do que é importado poderia ser produzida no País.

Futuro incerto - O problema do deficit, agregado à falta de investimentos em infraestrutura e em inovação tecnológica e ao acesso limitado a financiamentos de longo prazo, torna o futuro ainda mais incerto, a despeito de haver à frente do litoral brasileiro uma "Arábia Saudita" em petróleo. Parte da chamada indústria de base da economia, o setor químico produz insumos para uma infinidade de bens, como fios para tecidos, plástico para carros, eletrodomésticos e aviões, além de defensivos e fertilizantes. A Petrobras é peça-chave no novo modelo proposto por Gradin, pois é a principal fornecedora de matéria-prima para a indústria química.

Braskem - A estatal já teve papel central na construção da atual Braskem, ao bancar bilhões de dólares para reunir o parque petroquímico brasileiro em uma só empresa, controlada pelo grupo Odebrecht. Agora, a expectativa da megacompanhia petroquímica, que controla o fornecimento de 100% das principais resinas consumidas pelo País, é por garantia no fornecimento de insumos. "A estratégia da Braskem, endossada pelo seu conselho e também pela Petrobras, tem uma visão de matéria-prima competitiva para o longo prazo", afirma Gradin. Acionista relevante da Braskem, a Petrobras pode fazer a diferença. A questão é saber como ficam outros grupos -que também sofrem com a falta de insumo. Para Gradin, a solução é criar uma "política de Estado". "O pré-sal, por si, não resolve. É preciso entender estrategicamente como nós posicionamos o que vem do pré-sal para atender a uma política de longo prazo", diz.

(Folha de S. Paulo)

 

Investimentos em celulose pode chegar em US$ 20 bi

O Brasil passa por um novo ciclo de investimentos na produção de celulose, com a previsão de aplicação de aproximadamente US$ 20 bilhões até 2017. Esse montante, estimado pela Bracelpa - Associação Brasileira de Celulose e Papel, será aplicado em expansão da capacidade industrial e na base florestal no país. Em 2017 termina o ciclo de crescimento dos eucaliptos que estão sendo plantados neste ano.

A Suzano Papel e Celulose busca praticamente dobrar de tamanho nos próximos quatro anos, atingindo uma capacidade instalada de 7,2 milhões de toneladas por ano. A Suzano trabalha em duas novas fábricas de celulose, localizadas no Maranhão e no Piauí, que devem entrar em operação em 2013 e 2014, respectivamente. A companhia planeja ainda a construção de uma terceira unidade do mesmo porte e a expansão da fábrica já existente em Mucuri (BA).

Também com foco em exportação nasce a Eldorado Brasil, com capacidade de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano, que será construída em Três Lagoas (MS). A região já tem a presença da Fibria, empresa resultante da fusão entre Aracruz e VCP. A fábrica deve iniciar as atividades em 2012.

Além das novas unidades brasileiras, há apenas um projeto de grande porte que deve entrar em operação nos próximos anos no mundo: uma fábrica da chinesa Rizhao, com capacidade para produzir 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano. A elevada competitividade do Brasil no setor, devido à maior disponibilidade de terras, água e solo favorável ao plantio de eucalipto, também atrai o interesse de empresas estrangeiras.

No ano passado, a chilena CMPC adquiriu uma fábrica de celulose e outra de papel da Aracruz em Guaíba (RS). A sueco-finlandesa Stora Enso é parceira da Fibria na Veracel, em Eunápolis (BA), e teria interesse em construir uma unidade, em nova parceria ou não, no Sul do país. "Os estrangeiros estão olhando para o Brasil. A maior parte da oferta adicional prevista para os próximos anos virá do país. Temos baixo custo de produção", diz Bruno Rezende, analista da Tendências Consultoria. Enquanto no Brasil o corte do eucalipto ocorre sete anos após o plantio, na Europa esse processo demora, pelo menos, 25 anos.

(Celulose Online)

 

Falta de engenheiros afeta inovação no País

A falta de engenheiros no mercado brasileiro afeta o setor de inovação no País. A conclusão é do Iedi - Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial, que avaliou dados da formação de engenheiros no Brasil. Segundo o Censo da Educação Superior de 1999, 5,9% dos formandos eram engenheiros. Em 2008, esse número caiu para 5%.

O Brasil ocupa o último lugar em número de engenheiros em relação à população segundo estudo da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) com 35 países. "Se temos um atraso na inovação, é principalmente devido à falta de gente. Outros países, como a China, têm apostado mais na formação de engenheiros", afirma Julio Gomes de Almeida, economista do Iedi.

Outro estudo sobre o tema, realizado pelo Ipea neste ano, prevê que, caso a proporção atual de formação de engenheiros no País se mantenha, o Brasil poderá sofrer com deficit de oferta. O perfil da formação dos engenheiros também mudou na última década. Em 1999, setores tradicionais da engenharia -elétrica, civil, química e energia- concentravam 53% dos profissionais. Em 2008, esse número caiu para 31%, segundo o MEC.

(Folha de S. Paulo)

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

CURSOS

 

Agitação e Mistura em Processos Industriais

De 2 a 3 de dezembro, em São Paulo (SP).  Associados da ABEQ têm 10% de desconto.

 

Os profissionais de nível técnico e superior que atuam nas áreas de projetos e processos industriais têm mais uma grande oportunidade para conhecer melhor os conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria nesse curso, que a ABEQ realiza no auditório do Conselho Regional de Química – IV Região, em São Paulo (SP). Garanta já a sua vaga.

Devido ao grande sucesso, será realizada a terceira edição desse curso, que tem como objetivo oferecer conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria.

O programa inclui Introdução: conceitos básicos, geometrias de tanques e impelidores, principais impelidores utilizados na indústria, fluxo gerado, parâmetros fundamentais. Suspensão de Sólidos: suspensão completa e homogênea. Transferência de calor: conceitos básicos e diferentes configurações de troca térmica. Aspectos Mecânicos: configurações de projeto e parâmetros envolvidos no dimensionamento mecânico convencional de agitadores. Considerações Econômicas: alguns fatores econômicos importantes na seleção de agitadores. Apresentação e análise de estudos de casos. Modelagem e Simulação: modelagem de sistemas de agitação que utilizam a fluidodinâmica computacional (CFD) e programas comerciais específicos.

Os docentes são os professores especialistas na área José Roberto Nunhez, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Leeds, Inglaterra; Efraim Cekinski, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Poitiers, França; e Celso Fernandes Joaquim Jr, doutor em Engenharia Química pela Unicamp.

Mais informações: www.abeq.org.br/curso_agitacao.asp.

 

Pós-graduação em Gestão e Tecnologia Cosmética - Engenharia Cosmética

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

O curso destina-se a profissionais que desejam assumir posições gerenciais e estratégicas no setor industrial cosmético, que atuam na cadeia produtora de produtos cosméticos e necessitam possuir ampla visão sobre o mercado e sobre as novas tecnologias, ou ainda a empreendedores do setor cosmético que buscam a aquisição de conhecimentos para otimizar processos e tornar as empresas em que atuam mais competitivas.

O objetivo é capacitar o profissional do âmbito técnico e gerencial, formando especialistas com visão sistêmica no setor cosmético e preparar, por meio das melhores práticas do mercado, profissionais aptos a ocuparem posições ligadas à estratégia e à gestão da empresa.

Os participantes terão o conhecimento da realidade do setor cosmético e da linguagem que envolve projetos, processos, sistemas e recursos das diferentes áreas que compõem uma indústria cosmética. Entendimento do contexto multidisciplinar que envolve esta indústria. Capacidade para analisar criticamente processos de fabricação, sistemas da qualidade, propor/implementar melhorias contínuas. Entendimento da regulamentação. Capacidade de planejamento e gerenciamento de recursos financeiros, materiais e humanos.

Informações:
www.racine.com.br/instituto/institucional/cursos-de-pos-graduacao/curso-de-pos-graduacao-em-gestao-e-tecnologia-cosmetica-engenharia-cosmetica

 

Cursos em Termodinâmica Aplicada

26 a 30 de julho, Rio de Janeiro (RJ)

O Programa de Engenharia Química da COPPE/UFRJ dará início a uma série de cursos na área Termodinâmica Aplicada, com o objetivo de discutir metodologias modernas para cálculo de propriedades físico-químicas de fluidos complexos e suas aplicações em Engenharia Química. O primeiro curso será um tutorial sobre Dinâmica Molecular e terá a presença de um expoente da área, o Prof. Edward Maginn (EUA).

Essa série de cursos, coordenada pelo Prof. Frederico Tavares, é a concretização de uma idéia que nasceu coletivamente no último COBEQ/CBTERMO e ganhou força nos últimos EQUIFASE (Portugal) e ENBEQ.

Mais informações: www.peq.coppe.ufrj.br/thermo2010/

 

Escola Piloto Itinerante

De 9 a 11 de agosto, na UFPR, Curitiba (PR)

A Escola Piloto Itinerante (EPI), do Programa de Engenharia Química – Peq/Coppe/UFRJ, realiza no Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Paraná, o curso "A catálise no mundo atual: do petróleo aos biocombustíveis renováveis”, que será ministrado pelo Prof. Victor Luís dos Santos Teixeira da Silva.

A EPI consiste na realização de cursos ministrados por professores do Peq/Coppe/UFRJ, em diferentes universidades parceiras no Brasil, promovendo uma interação com os centros de ensino e pesquisa no País.

Informações: www.peq.coppe.ufrj.br/piloto/itinerante/index.php.

 

Confira mais cursos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/cursos_abeq.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

Publicações

Recentes Impactos da Indústria Petroquímica sobre o Parque de Refino

O livro, da Editora Publit, fornece um panorama dos recentes impactos da petroquímica sobre o parque de refino e exemplos de integração refino-petroquímica no mundo.

São abordados aspectos como a grande adição de capacidade esperada na Ásia e no Oriente Médio, assim como inovações tecnológicas para a produção de petroquímicos, dentre outros.

Fruto da adaptação da dissertação de Patrícia Carneiro dos Santos, sob orientação dos professores Peter Seidl e Suzana Borschiver, a obra foi motivada principalmente por uma carência de literatura sobre o setor petroquímico em língua portuguesa. Informações: www.publit.com.br

Sorteio

A ABEQ sorteará aos associados, no próximo dia 16 de agosto, um exemplar do livro “Manual Técnico Del Vácio”, de José María Pedroni, da editora J.M. Pedroni y Asociados.

Poderão concorrer os sócios profissionais e estudantes em dia com suas obrigações. Para participar, envie um e-mail para a Secretaria da ABEQ, escrevendo no campo assunto a frase "Sorteio – Livro Manual Técnico Del Vácio".

 

Confira mais publicações no site da ABEQ: www.abeq.org.br/mundo.asp

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

OPORTUNIDADES

BOLSAS

Doutorado e pós doutorado em Nanobiotecnologia

Bolsas para engenheiros químicos, de materiais e para químicos, para atuar em projeto interinstitucional no âmbito da Rede Nanobiotec-Brasil da CAPES, envolvendo a USP, o IPT e a UFSCar. O projeto, que visa o desenvolvimento de catéteres com propriedades antibactericidas, inclui o desenvolvimento do material, o estudo de suas propriedades in vitro e a avaliação in vivo.  Mais informações no email mseckler@abeq.org.br

 

Bolsas na Alemanha

A fundação alemã Heinrich Böll Stiftung está oferecendo bolsas de estudos de pós-graduação e doutorado para estudantes de fora da União Europeia. As inscrições poderão ser feitas até o dia 1º de setembro. As aulas terão início no dia 1º de abril de 2011. Para concorrer às bolsas de pós-graduação, os candidatos devem ser provenientes de países externos à União Europeia e devem ter diploma de Ensino Superior, além de comprovar bom conhecimento da língua alemã.

Já para as bolsas de doutorado é necessário, além de comprovar bons conhecimentos no idioma, ter concluído o mestrado e ter sido aceito em alguma instituição de ensino superior alemã.

Os processos de seleção de ambos os programas dividem-se em três etapas: submissão dos documentos de candidatura, entrevista com representantes da instituição e seleção dos projetos por meio de entrevistas individuais e discussões em grupo. Mais informações: www.boell.de ou pelo e-mail studienwerk@boell.de

 

Fapesp lança chamada com MIT

A Fapesp e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, em inglês), nos Estados Unidos, publicam chamada de propostas para intercâmbio de pesquisadores. Podem participar pesquisadores vinculados a instituições de ensino superior ou pesquisa, públicas ou privadas, no Estado de São Paulo, que sejam pesquisadores responsáveis por auxílios apoiados pela FAPESP e vigentes nas modalidades Auxílio à Pesquisa - Regular, Auxílio à Pesquisa - Projetos Temáticos, Apoio a Jovens Pesquisadores ou Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid).

A chamada está aberta a propostas em todas as áreas do conhecimento. As propostas serão recebidas pela FAPESP até o dia 15 de setembro de 2010. A execução de cada proposta deverá ocorrer no período de vigência do projeto ao qual está vinculada.

Fapesp e MIT apoiarão as propostas selecionadas com recursos combinados de até US$ 30 mil (US$ 20 mil para pesquisadores e US$ 10 mil para bolsistas), pela vigência estabelecida na concessão, destinados necessariamente e exclusivamente a despesas de mobilidade (passagens, diárias e seguro-saúde) e nos termos do acordo entre as instituições.

As propostas devem ser apresentadas simultaneamente pelo pesquisador do Estado de São Paulo à FAPESP e pelo seu colaborador nos Estados Unidos ao MIT, dentro do Programa MISTI Global Seed Funds. Cada uma das partes efetuará a seleção das propostas segundo sua sistemática de análise. Somente as propostas aprovadas por ambas as partes serão financiadas. As propostas deverão ser submetidas em inglês. Mais informações sobre a chamada: www.fapesp.br/mit

 

CONCURSOS

 

Unicamp-CPQBA

Pesquisador para o Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas Biológicas e Agrícolas (CPQBA), da Unicamp, junto à área de Engenharia de Bioprocessos da Divisão de Biotecnologia e Processos. Inscrições até 10 de agosto.

Informações: www.cpqba.unicamp.br/servicos/edital_abertura_pq_BP_prorrogado.pdf

 

Escola de Química da UFRJ

Professores Adjuntos para as seguintes áreas: Engenharia Química e Bioquímica, Processos Inorgânicos, Microbiologia Industrial, Processos Orgânicos. Informações: www.eq.ufrj.br

 

UFRRJ - DEQ

Docente, classe assistente, nas áreas de Fenômenos de Transporte, uma vaga e Ciência e Engenharia de Materiais, duas vagas. Inscriçõesaté 11 de agosto.

Informações: www.ufrrj.br/concursos

 

Escola de Engenharia de São Carlos - EESC

Professor Titular, referência MS-6, em RDIDP, junto ao Departamento de Engenharia de Produção.

Inscrições até 17 de setembro. Informações: www.usp.br/drh/novo/recsel/eescconc0272010.html

 

UFRRJ

Concurso Público para Magistério Superior para o Departamento de Engenharia Química.

Para maiores informações, acessar: http://www.ufrrj.br/concursos/

 

UFPB – CTDR – Centro de Tecnologia e Desenvolvimento Regional

Concurso público para professor Adjunto I em diversas áreas. Inscrições começam dia 13/07.  Edital 76/2010 (edital unificado de abertura de inscrições para concurso de prof. de 3º grau)

 

ESTÁGIOS E TRAINEES

Universitários que estão encerrando seus cursos ou recém-formados que querem trabalhar em grandes empresas devem ficar atentos. Algumas companhias estão iniciando seleções para trainees e estágios, destinadas a jovens que são escolhidos, treinados e, até, efetivados.

 

Empresas

Inscrições

Total de vagas

Bolsa-auxílio

AmBev

até 7 de setembro

 não informado

R$ 3.700,00

Comgás

não informado

30

não informado

Deloit

ao longo do ano

não informado

não informado

Jomon

não informado

não informado

R$ 3.169,37

Radix Engenharia 

não informado

não informado

não informado

Rodhia

até 31 de agosto

100

R$ 1.134

SC Johnson

não informado

42

R$ 840,00

Whirlpool Latin America

ao longo do ano para estagiários

115

R$ 1.500,00

White Martins

ao longo do ano

não informado

não informado

Onde encontrar seu estágio

Agevig Recursos Humanos, Tel.: (35) 3422-9600

Ciee, Tel. 11 3046-8222, www.ciee.org.br

CNIEE - Pouso Alegre, Tel.: (35) 3421-7477, www.cniee.com.br

CRIE - Centro Regional de Integração de Estágios, Tel.: (42) 3523 9920

Estagiarios.com Web Services, Tel.: (11) 3951-2185, www.estagiarios.com

Estágio - Desenvolvimento de RH, Tel.: (11) 4123-4569, www.estagio.org

Estágio Fácil Assessoria Acadêmica, Tel.: (65) 3326-3288

Estagiar Integração e Gerenciamento Estudante-Empresa, Tel.: (11) 5599-4688, www.estagiar.net

Fundap, Tel. 11 3066-5885, www.fundap.sp.gov.br

Gelre, Tel. 11 3351-3744, www.gelre.com.br

Global Central de Estágios, Tel.: (11) 4979-7700, www.globalestagios.com.br

Grupo Premium, Tel.: (11) 3579-9400, www.grupopremiumservicos.com.br

Inicie Estágios, (http://www.inicie.com.br), Tel.: (45) 3254-3116

Mudes, Tel. 21 3094-1181, www.mudes.org.br

Nape - Núcleo Assistencial para Estágios, Tel.: (11) 4337-6767, www.nape.com.br

Nube, Tel. 11 3514-9300, www.nube.com.br

Proempe - Integrador Empresa Escola, Tel.: (34) 3077-3074, www.proempe.com.br

Pró Estágios, Tel.: (41) 3029-9254, www.interagepr.com.br

Soulan Central de Estágios, Tel.: (11) 3748-9046, www.soulan.com.br

Coordenadores de estágios dos cursos de pós-graduação.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

NOTÍCIAS ESTUDANTIS

XX Congresso Nacional dos Estudantes de Engenharia Química e XXVI Semana de Engenharia Química da UFMG

O Grêmio de Engenharia Química da UFMG organiza, juntamente com a FENEEQ - Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química, um evento acadêmico de âmbito nacional que ocorrerá em janeiro de 2011, em Belo Horizonte. O tema do evento será "Produtos e serviços de excelência no Brasil". Mais informações em breve.

XV Coreeq S/SE

25 a 31 de julho, na UFRRJ, Rio de Janeiro (RJ)

No XV Coreeq - Congresso Regional de Estudantes de Engenharia Química S/SE, que ocorrerá em Seropédica (RJ), espera-se reunir cerca de 500 participantes. A UFRRJ – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, que completará 100 anos, sediará o evento, que será organizado pelo DAAB - Diretório Acadêmico Arnaldo Bittencourt, da UFRRJ, em conjunto com a Feneeq.

Nesta edição, que terá como tema central “A expansão do pólo petroquímico brasileiro e suas influências na engenharia química”, será realizado um intercâmbio científico, tecnológico, social e cultural entre os diversos estudantes e profissionais de engenharia química e cursos afins, através de mostra de iniciação científica, cerca de dez mini-cursos, palestras, integrações com as empresas (privadas e públicas) e com as universidades.

Ao final da programação diária do congresso, serão realizados eventos culturais que caracterizam a história da UFRRJ, incluindo a festa de encerramento. As inscrições serão iniciadas em meados do mês de março e o site estará ativo no final de fevereiro. Informações: www.feneeq.org.br

XII Congresso de Estudantes de Ciências e Engenharia de Materiais do MERCOSUL, XII CECEMM

25 a 31 de julho, na UFRGS, em Porto Alegre (RS)

Como objetivo geral do evento busca-se a divulgação e o debate da Ciência e Engenharia de Materiais, reunindo no mesmo espaço profissionais e estudantes de todo o Mercosul através de mini-cursos técnico-científicos e palestras, intercâmbio técnico, científico, e sócio-cultural entre os participantes e as empresas parceiras, visitas técnicas às indústrias da região, integração dos estudantes com as empresas parceiras, através de palestras e mini-cursos. O congresso englobará: IV Encontro Nacional de Empresas Junior de Engenharia de Materiais – ENEJUM, III Encontro de Centros Acadêmicos de Engenharia de Materiais – ENCAMa, Feira de Empresas.

 

XII Semana Acadêmica de Engenharia Química

30 de agosto a 3 de setembro, na UFRRJ, Rio de Janeiro (RJ)

Organizados por alunos do curso de graduação em Engenharia Química da UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, visa possibilitar a integração de futuros profissionais com empresas, a troca de experiências entre os participantes e a realidade do mercado de trabalho, bem como o enriquecimento extracurricular através de cursos e palestras sobre temas atuais relacionados à Engenharia Química.

A Semana contará com a participação de profissionais altamente qualificados e com ampla experiência industrial em diferentes áreas do mercado de trabalho, colocando em pauta assuntos atuais e de extrema importância na formação do Engenheiro Químico do mundo atual. Informações: www.ufrrj.br/eventos2/xiisemeq 

7ª SEQ – Semana da Engenharia Química da UFSCar

Agosto 2010, São Carlos (SP)

Trata-se de um evento acadêmico organizado pelos alunos de graduação do curso de Engenharia Química com o objetivo de mostrar aos demais graduandos quais as possibilidades e campos de atuação de um engenheiro químico. Desta vez, a SEQ tratará do tema: “ Projeto, Processo e Produção: as formas de atuação do Engenheiro Químico”. Com ele, pretende-se  proporcionar aos participantes uma visão mais ampla dos cargos que podem vir a ocupar posteriormente.

Além da participação de professores de outras universidades renomadas e profissionais atuantes em grandes empresas, a Semana contará também com a presença de estagiários e engenheiros recém-formados, permitindo ao graduando acompanhamento da evolução da carreira, entrar em contato com pessoas que já vivenciaram experiências pelas quais todos passarão e participar de discussões relevantes na área da engenharia química. Como inovações, haverá mostra de Iniciação Científica e visita programada para estudantes do Ensino Médio para que conheçam um pouco mais sobre o curso e sobre o Departamento de Engenharia Química da UFSCar.

IV Semana Acadêmica de Química e Engenharia Química da UFV - Universidade Federal de Viçosa

Agosto de 2010

O tema do evento será "Conhecimento e inovação: da universidade à indústria". Mais informações em breve.

X SAEQA - Semana Acadêmica de Engenharia Química e de Alimentos da UFSC

25 a 30 de outubro de 2010 - Florianópolis (SC)

Esta edição da SAEQA tem como objetivo despertar o lado empreendedor e inovador de seus participantes, com o tema: “Trilhe seu futuro, investindo em idéias”. Com esse intuito, a X SAEQA oferecerá aos seus participantes a imersão em uma semana enriquecedora, proporcionando contato com profissionais de diversas áreas, aptos a abortar assuntos como inovações tecnológicas, o engenheiro como empreendedor, o mercado e suas tendências, bem como o trabalhar o lado motivacional e de planejamento de carreira de seus expectadores.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

EVENTOS

XVIII COBEQ – Congresso Brasileiro de Engenharia Química

19 a 22 de setembro de 2010, Foz do Iguaçú (PR)

logo_cobeqO COBEQ constitui-se no fórum nacional mais importante para o encontro dos profissionais de Engenharia Química que se dedicam ao ensino e à pesquisa nas universidades. Promovido pela ABEQ a cada dois anos, esta 18a edição será organizada conjuntamente pelo Departamento de Engenharia Química da UEM - Universidade Estadual de Maringá, e a Faculdade de Engenharia Química da Unicamp. Simultaneamente ao XVIII COBEQ, será realizado o  8º Encontro Brasileiro de Adsorção – EBA2010 e o V Congresso Brasileiro de Termodinâmica – V CBTermo.

As áreas temáticas serão compostas por Engenharia de Reações Química e Catálise, Processos de Separação, Fenômenos de Transportes e Sistemas Particulados, Modelagem, Otimização e Controle, Engenharia Ambiental, Biotecnologia, Engenharia e Ciências de Alimentos, Engenharia de Materiais, Ensino de Engenharia Química, além de temas correlatos.

Calendário do XVIII COBEQ

Data limite de inscrição: 30/07/2010

Envio do trabalho completo corrigido: 02/08/2010

Data do evento: 19 a 22/09/2010

Informações: www.abeq.org.br/cobeq.asp

 

TECNIQ 2011 – II Seminário sobre Tecnologia na Indústria Química

Mais informações em breve no site da ABEQ.

 

O II Workshop Internacional sobre Energia Nuclear, Meio Ambiente e Segurança - ENUMAS 2010

19 e 20 de agosto Unicamp, Campinas (SP)

Destinado a professores, pesquisadores, alunos das áreas de engenharia, medicina, setores agrícolas, entidades do setor público, empresários e aos interessados no assunto, o evento pretende dar continuidade aos debates iniciados na primeira edição, realizada em 2008, sobre energia nuclear e suas aplicações. 

Serão debatidos em palestras e minicursos, entre outros, os temas seguintes: pesquisa e desenvolvimento na área nuclear, energia nuclear no contexto mundial, ciclo do combustível, energia nuclear e meio ambiente, energia nuclear e medicina, radioisótopos, medicina nuclear, irradiação de alimentos.

 

O pesquisador do Centro de Tecnologia das Radiações (CTR), Wagner dos Santos Oliveira, e professor da Unicamp, é o coordenador do evento que conta, ainda, com as participações dos pesquisadores Wilson Calvo e Margarida Hamada, ambos do CTR/Ipen, no Comitê Executivo do evento. Informações: http://www.nipeunicamp.org.br/enumas2010/programacao

 

FEIPLAR Composites e Feipur - Feira e Congresso Internacionais de Composites, Poliuretano e Plásticos de Engenharia

10 a 12 de novembro de 2010, no Pavilhão Verde do Expo Center Norte, em São Paulo (SP)

O evento, que tem o apoio da ABEQ, mostrará novidades em produtos acabados, e matérias-primas e equipamentos para a fabricação de peças em composites (material também conhecido como plástico reforçado, compósitos ou fibra de vidro), plástico de engenharia e poliuretano. Além das novidades dos expositores, os visitantes podem participar do Congresso Internacional de Composites, Congresso Internacional de Plásticos de Engenharia e do Congresso Internacional de Poliuretano, que serão realizados em paralelo aos três dias de evento e contam com, aproximadamente, 30 palestras.

Na mesma semana, ou seja, de 8 a 12 de novembro, e também no Pavilhão Verde do Expo Center Norte, acontecerão 18 painéis setoriais, que terão o objetivo de apresentar, especificamente, as inovações de composites, plástico de engenharia e poliuretano para diversos segmentos industriais: construção civil, ambientes agressivos e saneamento básico, automotivo, mineração, moveleira/espumas industriais, aeroespacial, calçadista, energias renováveis: eólica e solar, biotecnologia, isolamento térmico, náutico, médico-hospitalar, infraestrutura para eventos esportivos, moldes e protótipos, blindagem, reciclagem, ferroviário e eletroeletrônico. Serão mais de 100 palestras.

Outro evento paralelo são as demonstrações técnicas gratuitas, realizadas nos três dias com o objetivo de apresentar, na prática, as performances de matérias-primas, equipamentos e processos em composites e poliureano.

Informações: www.feiplar.com.br ou www.feipur.com.br

 

OUTROS EVENTOS

EngOpt - International Conference on Engineering Optimization

6 a 9 setembro de 2010, Lisboa, Portugal

The main goal of EngOpt conferences is to periodically bring together engineers, applied mathematicians and computer scientists working on research, development and practical application of optimization methods applied to all engineering disciplines or developing basic techniques in this field. Conference Topics: Design Optimization and Inverse Problems, MDO - Multidisciplinary Design Optimization, Basic Numerical Optimization Techniques, Efficient Analysis and Reanalysis Techniques, Sensitivity Analysis, Industrial Applications. Information: http://www.engopt.org/

 

Seminário Perspectiva Petroquímica e Resenha de Tecnologias de Poliolefinas

5 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ)

Todos aqueles que atuam na indústria das poliolefinas, desde produtores de monômeros e polímeros até transformadores, incluindo fornecedores de equipamentos e matérias-primas, bem como usuários finais, terão a oportunidade de se informar sobre as últimas novidades tecnológicas e os novos produtos deste setor da indústria.

Este seminário está dirigido aos gerentes de nível médio e superior interessados nas tecnologias de polietileno e polipropileno e seus produtos, e será de utilidade para diretores, gerentes e donos de companhias, gerentes de unidades de negócios, pessoal de marketing e desenvolvimento de novos negócios, bem como para engenheiros, químicos e gerentes de ventas, pesquisa, desenvolvimento, serviço técnico e processo na indústria das poliolefinas.

Serão discutidos pontos principais, tais como os catalisadores e as tecnologias de polimerização e aditivos para polietileno e polipropileno, os quais despertarão o interesse de licenciados potenciais dessas tecnologias, bem como dos usuários de resinas de polietileno e polipropileno.

Haverá também apresentações de consultores da indústria e conferencistas convidados. Os palestrantes irão expor as últimas novidades sobre muitas das tecnologias de polimerização já em uso ou que estão sendo avaliadas para a região. É uma oportunidade única para se informar dos mais recentes avanços nas tecnologias de polietileno e polipropileno e seus produtos. Os oradores representam as seguintes companhias: Basf – Suiza, Braskem – Brasil, Gas Energy – Brasil, Ineos Technologies – França, Kraft Foods – Mexico, LyondellBasell – Alemanha, Polymer Consulting International – EUA, Shaw Group – EUA.

A Polyolefins Consulting LLC e o Dr. Alfredo Friedlander, membros da PetroChemical Consulting Alliance, patrocinam esse encontro, que será realizado imediatamente antes da reunião anual da APLA - Associação Petroquímica Latino-Americana.

Mais informações: E-mail: buhlerjo@polyolefinsconsulting.com  Site: www.polyolefinsconsulting.com

 

Confira mais eventos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/eventos_geral.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

NOTÍCIAS ABEQ

 

Eleições na ABEQ – mandato biênio 2010/2012

Tomam posse no próximo dia 2 de agosto o novo Conselho Superior, Diretoria e Seções Regionais, eleitas para o biênio 2010/2012. A contagem de votos ocorreu durante Assembléia Geral Extraordinária, no último dia 1 de julho na sede da associação, em São Paulo (SP). O  Como presidente do Conselho foi reeleita a Profa. Raquel Giordano. O novo diretor-presidente é o Eng. Edson Bouer.

Marcelo Seckler, que iniciou seu mandato de diretor-presidente em 2006, deixa a diretoria ABEQ depois de ter empreendido importantes ações que beneficiaram a Engenharia Química brasileira.

À nova diretoria votos de feliz gestão!

 

Gestão 2010/2012

 

CONSELHO SUPERIOR

Carlos Eduardo Calmanovici

Eduardo Mach Queiroz

Fernando Baratelli Júnior

Flávio Faria de Moraes

Gerson de Mello Almada

Gorete Ribeiro de Macedo

Marcelo Faro

Milton Mori

Selene M.A.G. Ulson de Souza

Raquel de Lima C. Giordano

Marcelo Martins Seckler

 

DIRETORIA

Edson Bouer - Diretor Presidente

Suzana Borschiver - Diretora Vice-Presidente

Gorete Ribeiro de Macedo - Diretora Vice-Presidente

Marcio Tavares Lauria - Diretor Vice-Presidente

Luiz Carlos Surnin Vieira - Diretor Secretário

David Carlos Minatelli - Diretor Tesoureiro

 

REGIONAIS

Regional São Paulo

Henrique José Brum da Costa - Diretor Presidente

Rodrigo Vallejo Pereira - Diretor Vice-Presidente

 

Regional Rio de Janeiro

Paulo Luiz A. Coutinho - Diretor Presidente

Ricardo Medronho - Diretor Vice-Presidente

 

Regional Rio Grande do Sul

Heitor Luiz Rossetti - Diretor Presidente

Jorge Otávio Trierweiler - Diretor Vice-Presidente

 

Regional Rio Grande do Norte

Ana Lúcia de Medeiros L. da Mata - Diretora Presidente

Everaldo Silvino dos Santos - Diretor Vice-Presidente

 

Regional Pernambuco

Maurício A. Motta Sobrinho - Diretor Presidente

Laísse C. de A. Maranhão - Diretora Vice-Presidente

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif


O Boletim Informativo é uma publicação da ABEQ - Associação Brasileira de Engenharia Química

Marcelo Martins Seckler, Editor

Ademilson Cadari, Jornalista - Mtb 41.344

 

Associação Brasileira de Engenharia Química

Tel: (11) 3107-8747  Telefax: (11) 3104-4649

E-mail: abeq@abeq.org.br  Site: www.abeq.org.br

Responsáveis:

Marcelo Martins Seckler

Diretor Presidente da ABEQ

 

Bernadete A. Perez

Secretária Executiva da ABEQ

Para esclarecer dúvidas ou enviar sugestões, escreva para imprensa@abeq.org.br ou acesse www.abeq.org.br.