Leia nesta Edição:

Ponto de Vista

Prêmios

Clipping do Setor

Cursos

Livros

Oportunidades

Notícias Estudantis

Eventos

Notícias da ABEQ

 

PONTO DE VISTA

Qual o principal responsável pelo aquecimento global, consumo energético ou gases do efeito estufa?

André Bernardo, PhD – Georgia Pacific Resinas Intern.

A queima de combustíveis – fósseis ou renováveis – gera principalmente gás carbônico, água e energia. Dependendo do combustível, quantidades maiores ou menores de cinzas, monóxido de carbono, NOx e SOx também são produzidas. Em condições políticas e econômicas normais, combustíveis são queimados para gerar energia – para movimentar veículos, gerar eletricidade, gerar vapor, aquecer moradias. Alguns países queimam combustível próprio para poder comprar combustível do país vizinho, mas isso é outra história.

O consumo mundial de energia do mundo foi de 11,3 bilhões de toneladas de óleo equivalente em 2008, que liberou cerca de 13 trilhões de kcal/h no mundo em que vivemos (B.P. Statistical Review of World Energy, June 2009). Se considerarmos o ‘mundo em que vivemos’ como uma casca contendo a atmosfera, 7,5 m de terra e 30 m de oceanos, então essa casca sofrerá um aquecimento médio de 0,9°C por século (número muito próximo àqueles normalmente veiculados na imprensa sobre o aquecimento global).

Traduzindo: o aquecimento global é uma realidade e as suas trágicas conseqüências já estão sendo sentidas por todos nós. Contudo o aquecimento global é causado pela poluição térmica e não pelo acúmulo de gás carbônico na atmosfera (considerando que toda aquela energia seja proveniente de combustíveis fosseis, o aumento de gás carbônico na atmosfera seria de 7 ppm por ano).

Outro fato que corrobora essa teoria é que segundo a associação americana de meteorologia, até 72% do efeito estufa é causado pelo vapor d’água e somente 26% pelo gás carbônico (doi:10.1175/1520-0477(1997)078<0197:EAGMEB>2.0.CO;2). Ocorre que como o gás carbônico (e a água também) é liberado junto com a poluição térmica (já que quase toda energia do planeta provém da queima de combustíveis orgânicos), estamos todos confundindo causa com efeito.

Alguém que ainda esteja prestando atenção pode perguntar: “que diferença faz, moço? Precisamos acabar com a queima de combustíveis fósseis”. Hum, pense de novo. Se o que causa o efeito estufa é a energia da queima dos combustíveis, tanto faz o combustível. Aliás, se pensarmos que o carro a diesel roda o dobro de quilômetros por litro do que o carro a gasolina, que roda 30% a mais do que um a álcool, o diesel prejudica muito menos o meio ambiente (considerando apenas o efeito estufa) do que o álcool combustível. E aqui chegamos ao ponto – eficiência energética. Já existe tecnologia disponível para dobrar a eficiência das usinas termoelétricas, por exemplo. Os recursos hoje empregados na tentativa de seqüestrar gás carbônico seriam muito melhor empregados buscando mais eficiência energética em todas as atividades humanas. Isso sem considerar o efeito colateral benéfico: a diminuição do consumo de energia traz mais paz ao mundo se considerarmos que hoje quase todo conflito bélico envolve reservas de gás ou petróleo.

Por último, uma confissão: esse ponto de vista não é meu, mas do engenheiro petroquímico Gerry McDonald (http://community.chemicalprocessing.com/content/crusade-against-carbon-dioxide-wrong), que tem mais de 50 anos de experiência em gerenciamento de energia. Enviei um e-mail a ele que gentilmente me enviou a planilha como o cálculo completo (apesar de algumas diferenças em constantes físicas, não achei nenhum erro de cálculo).

PRÊMIOS

Prêmio Oxiteno-ABEQ 2009

Se você gosta de desafios e é estudante de cursos de engenharia química e afins, fique ligado. Os participantes já inscritos e os que quiserem inscrever-se para a 17ª edição do Concurso Brasileiro de Projeto Químico - Desafio Universitário Oxiteno-ABEQ de Engenharia Química têm até o dia 31 de outubro para enviarem a sua solução do projeto problema. 

Os três melhores trabalhos são contemplados com prêmios em dinheiro. Ao todo, serão distribuídos R$ 9,5 mil, há ainda indicações para menção honrosa, que fazem jus a diploma alusivo.

Um dos principais resultados desta iniciativa é a constatação de que a grande maioria dos agraciados com o Prêmio Oxiteno-ABEQ segue profissão em empresas, universidades ou institutos de pesquisa, consolidando suas carreiras.

O regulamento está disponível no site da ABEQ

 

 

Prêmio Incentivo ABEQ à Aprendizagem da Engenharia Química

O Prêmio é concedido anualmente pela ABEQ aos formandos com melhor desempenho acadêmico nos cursos de engenharia química das mais importantes universidades do Brasil. Consiste de um diploma, uma quantia em dinheiro e uma anuidade de sócio da ABEQ.

Patrocinado pela Petrobrás, Braskem, Oxiteno e Henkel a 23 faculdades, o concurso visa estimular os alunos a ter uma formação profissional que garanta sua entrada no mercado de trabalho. A premiação é feita pela empresa patrocinadora na ocasião da formatura de cada turma. Criado em 2000, o Prêmio Incentivo já premiou 123 formandos do País.

Confira a tabela de instituições, patrocinadores e alunos ganhadores do Prêmio Incentivo.

CLIPPING DO SETOR

Cresce o preço médio das exportações

Em agosto, de acordo com a Abiquim – Associação Brasileira da Indústria Química, o preço médio da tonelada exportada de produtos químicos alcançou US$ 929, com aumento de 14,7% em relação a julho e de 30% frente a junho. As importações têm se mantido estáveis, com o preço médio situando-se em torno de US$ 1.100 nos últimos três meses. Nos últimos 12 meses as importações somaram US$ 28,3 bilhões e a exportações alcançaram US$ 10,3 bilhões. O déficit no período é de US$ 18 bilhões.

(Abiquim)

Produção de alumínio primário atinge 129,4 mil toneladas em agosto

Segundo a Abal - Associação Brasileira do Alumínio, a produção de alumínio primário acumulada do ano alcançou 1.029,4 mil toneladas, queda de 7% em relação ao volume registrado no mesmo período do ano passado.

(Abal)

Petrobras reaproveita mais de 11 milhões de pneus em oito anos

A Unidade de Negócio de Industrialização do Xisto (SIX), pertencente ao Sistema Petrobras e localizada em São Mateus do Sul (PR), está situada em uma das maiores reservas mundiais de xisto, a "Formação Irati", que abrange os estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Goiás.

A SIX é responsável pela exploração e processamento do xisto betuminoso, minério que, ao ser aquecido, libera matéria orgânica em forma de óleo e gás, processo denominado Petrosix.

Em acordo com as políticas ambientais da Petrobras, a Unidade mantém há mais de 30 anos um programa de recuperação ambiental que visa reabilitar as áreas exploradas. Este trabalho é fruto de estudos e pesquisas da SIX em parceria com universidades para o restabelecimento do ecossistema por meio da reintrodução de animais silvestres e plantas nativas nas áreas impactadas pelas atividades da Unidade.

Outra característica importante do Petrosix, do ponto de vista ambiental, é a possibilidade de adição de pneus inservíveis, junto à carga de xisto a ser processada, em volume de até 5% da carga total.

Os pneus velhos chegam à SIX picados e são misturados ao xisto.  O processo é feito com tecnologia da própria Petrobras. Desde que a tecnologia foi implantada, em 2001, a Unidade já reciclou mais de 11 milhões de pneus usados. A partir do co-processamento de pneu e xisto, são obtidos gases, óleo combustível e enxofre.

(Agência Petrobras)

Indústria da cana contesta dados do MMA sobre poluição

A União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) rechaçou a metodologia usada pelo Ministério do Meio Ambiente na avaliação de emissões de veículos, que apontou que os carros a álcool poluem tanto quanto os à gasolina. Segundo a principal entidade do setor industrial sucroalcooleiro, a avaliação, divulgada ontem, e que considerou apenas as emissões de monóxido de carbono (CO), hidrocarbonetos e óxido de nitrogênio, "foi equivocada", pois deveria também considerar as de outros poluentes, como gás carbônico (CO2) e óxido de enxofre (SO2).

"Fossem os dados compilados de forma completa, incluindo-se dados de gás carbônico), óxidos de enxofre e partículas, o ranking (dos veículos mais poluentes) produzido pelo Ibama apresentaria resultados muito diferentes, particularmente no tocante a carros utilizando o etanol," informou o presidente da Unica, Marcos Jank. Para ele, "um conjunto de erros e omissões na elaboração da metodologia afeta negativamente o resultado do trabalho do Ministério".

O executivo considerou "decepcionante" o Ministério do Meio Ambiente excluir a avaliação de emissões de CO2 nos veículos "ignorando a existência de grandes esforços mundiais para desenvolver e adotar os chamados combustíveis de baixo carbono. Assim, o principal responsável pelo aquecimento global ficou de fora," afirmou.

A Unica cita que entidades globais como a Agência Internacional de Energia reconhecem que a produção e o uso do etanol brasileiro de cana reduzem as emissões de dióxido de carbono em até 90% ante a gasolina, o que, na opinião de Jank, não foi devidamente destacado pelo Ministério.

(Procana)

Biocombustível deve registrar crescimento vertiginoso

A demanda por biocombustíveis pode não crescer o suficiente a ponto de prejudicar o mercado de petróleo, mas ainda assim terá um aumento vertiginoso nos próximos anos. Hoje, eles representam cerca de 3% dos quase 3 trilhões de litros de gasolina e diesel consumidos no mundo. Em 15 anos, essa fatia será de no mínimo 12%, podendo chegar a 20%, segundo Weber Amaral, que coordena pesquisas sobre biocombustíveis na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), em Piracicaba, interior de São Paulo.

A fabricação de motores flex nos Estados Unidos (a maioria a gasolina) e na Europa (onde predomina o diesel), para atender às exigências de redução de poluentes, deve puxar essa demanda. Do lado da oferta, o etanol brasileiro, mais barato e que consome menos energia para ser produzido, terá um papel central.

A área de cana-de-açúcar plantada no Brasil, hoje de 8 milhões de hectares, deve aumentar para 14 milhões em 2019 e para 21 milhões em 2024 , calcula Amaral. Ele afirma que esse aumento não comprometerá a segurança alimentar. "Não é uma área grande", diz o pesquisador. "A soja ocupa entre 21 e 22 milhões de hectares." Tratores movidos a álcool ajudarão a melhorar o balanço energético da produção do etanol brasileiro - que consome uma unidade de energia para cada oito que produz, enquanto nos EUA a proporção é de um para dois.

Amaral acredita que a ênfase agora dada no pré-sal não prejudicará os investimentos em etanol. "O novo investidor, que virá de fora, é educado financeiramente", descreve ele. "Não procura ganho rápido e não coloca todas as fichas no petróleo. Trabalha com o marco regulatório ambiental." Segundo o especialista, esses investidores incluem companhias petrolíferas, como a BP e a Shell, e empresas de biotecnologia. "O petróleo do pré-sal é importante estrategicamente, mas não terá nenhum impacto na expansão do etanol brasileiro."

(O Estado de S. Paulo)

Palmeira de Inajá vai servir a Usina de biodiesel

O Estado de Roraima ganhará uma usina para a produção de biodiesel, investimento que deve alocar cerca de R$ 7 milhões para a sua construção. A iniciativa, que faz parte de um acordo entre a Prefeitura de Mucajaí, no Estado, e a Petrobras, vai beneficiar pequenos agricultores do município roraimense, além de contribuir para fortalecer um sistema de produção sustentável.

Esta parceria foi estimulada por um trabalho desenvolvido pela Embrapa Roraima, que defende há algum tempo a idéia de aproveitar o potencial enérgico do inajá, uma palmeira da região amazônica. Pesquisas realizadas pela empresa revelam que esta palmeira é capaz de gerar 3690 litros de diesel por hectare ao ano, superando, em produtividade, outras fontes tradicionais de biodiesel.

De acordo com o pesquisador Otoniel Ribeiro Duarte, a palmeira oleaginosa pode ser cultivada em todo o Estado, com manejo barato e acessível ao pequeno produtor. “Assim ela pode representar uma grande mudança na condição econômica do Estado", disse.

(Embrapa Roraima)

Pró-inova incentiva a realização de eventos científicos

O CNPq lançou o edital nº 013/2009, com o objetivo de selecionar propostas para a realização de eventos técnicos no âmbito do Programa Nacional de Sensibilização e Mobilização para a Inovação - Pró-Inova. As propostas podem ser submetidas até o dia 9 de outubro.

De acordo com o edital, os eventos compreendem mini-cursos, seminários, workshops e outras realizações de capacitação similares, de âmbito nacional ou internacional, realizados no Brasil, com vistas a sensibilização, conscientização e mobilização de empresas, seus dirigentes e equipe técnica para a importância da inovação como instrumento de crescimento sustentável e de competitividade.

A idéia é difundir a cultura e os diversos programas e instrumentos de incentivo à inovação, além de propagar o conhecimento sobre proteção da propriedade intelectual e transferência de tecnologia, e ainda disseminar fontes de informações tecnológicas para o processo de inovação nas empresas.

Os projetos aprovados serão financiados com recursos no valor global de R$ 8 milhões, provenientes das Ações Transversais do FNDCT/Fundos Setoriais. Uma parcela mínima de 30% dos recursos será, necessariamente, destinada a eventos promovidos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os projetos contemplados neste edital terão o valor máximo para gastos com custeio de R$ 150 mil.

As propostas devem ser acompanhadas de arquivo contendo o projeto e devem ser encaminhadas ao CNPq, exclusivamente via internet, por meio do formulário de propostas on line, disponível na plataforma Carlos Chagas, no endereço http://www.carloschagas.cnpq.br/. A íntegra do edital está disponível neste link.

(Gestão C&T)

CURSOS

Cursos ABEQ

Agitação e Mistura em Processos Industriais

8 e 9 de outubro, São Paulo (SP)

Os profissionais de nível técnico e superior que atuam nas áreas de projetos e processos industriais têm uma grande oportunidade para conhecer melhor os conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria nesse curso, que a ABEQ realiza no auditório do Conselho Regional de Química – IV Região, em São Paulo (SP).

O programa inclui Introdução: conceitos básicos, geometrias de tanques e impelidores, principais impelidores utilizados na indústria, fluxo gerado, parâmetros fundamentais. Suspensão de Sólidos: suspensão completa e homogênea. Transferência de calor: conceitos básicos e diferentes configurações de troca térmica. Aspectos Mecânicos: configurações de projeto e parâmetros envolvidos no dimensionamento mecânico convencional de agitadores. Considerações Econômicas: alguns fatores econômicos importantes na seleção de agitadores. Apresentação e análise de estudos de casos. Modelagem e Simulação: modelagem de sistemas de agitação que utilizam a fluidodinâmica computacional (CFD) e programas comerciais específicos.

Os docentes são os professores especialistas na área José Roberto Nunhez, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Leeds, Inglaterra; Efraim Cekinski, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Poitiers, França; e Celso Fernandes Joaquim Jr, doutor em Engenharia Química pela Unicamp.

A taxa de inscrição, que inclui almoços e coffee-breaks nos dois dias do curso, é de R$1.200,00, por aluno, também dá direito ao livro “Agitação e Mistura na Indústria”, publicado pela Editora LTC. Alunos de graduação e pós-graduação pagam R$ 600,00, estas vagas especiais são limitadas e não são estendidas a alunos que também sejam profissionais de indústrias. Informações e reservas com a secretaria da ABEQ: Tel.: (11) 3107-8747 ou Fax: (11) 3104-4649. Email: abeq@abeq.org.br. Site: www.abeq.org.br

Cursos apoiados pela ABEQ

Mestrado Profissional em Processos Industriais - IPT

Sócios ABEQ têm direito a 10% de desconto no valor das mensalidades.

A concepção do Mestrado Profissional proposta pelo IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo), visa habilitar o participante a encontrar soluções inovadoras para problemas práticos industriais. "Mestrado Profissional" é uma modalidade de curso stricto sensu que confere grau e prerrogativas idênticos aos do mestrado acadêmico, inclusive para o exercício da docência, e tem validade nacional. Informações: 11 3767-4624 ou acesse http://www.ensino.ipt.br.

Combustão Industrial no IPT

De 23 a 27 de novembro

Sócios da ABEQ têm desconto de 10 %

O curso de especialização “Combustão Industrial” será realizado no IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, em São Paulo (SP). Coordenado pelo professor Renato Vergnhanini Filho, o curso é concebido para os profissionais de ensino superior que estejam envolvidos em atividades de projeto, desenvolvimento, operação, gerenciamento ou análise de equipamentos de combustão e gaseificação.

Entre os temas, estequiometria das reações de combustão, expansão de jatos e combustão de gases, de líquidos e de sólidos, formação de poluentes em processos industriais de combustão, técnicas e instrumentos de medição da composição dos gases de combustão, trocas de calor entre chamas e superfícies. Informações: Tel.: (11) 3767-4226 E-mail: cursos@ipt.br

Pós-graduação Lato Sensu em Negócios de Petróleo, Gás e Biocombustíveis- FIA

Sócios da ABEQ têm 10% de desconto no valor das mensalidades

O objetivo deste curso é estimular e desenvolver nos participantes uma visão multidisciplinar e integrada do setor de petróleo, gás e biocombustíveis. Também visa a desenvolver competências gerenciais eficazes, preparando os participantes para exercer papéis de liderança em equipes altamente qualificadas e formular ações estratégicas em cenários fortemente competitivos nos mercados nacionais e internacionais. Informações: FIA - (11) 3732-3535 www.fia.com.br/npgb, npgb@fia.com.br.

Outros cursos

Univille

O curso de Mestrado em Engenharia de Processos está com inscrições abertas até o dia 23 de outubro. Informações: http://community.univille.edu.br/mestrado_ep/

Peq/Coppe

Estão abertas as inscrições para dois cursos da Escola Piloto Virtual Professor Giulio Massarani. Simulador Dinâmico de Processos Orientado por Equações, ministrado pelos professores Evaristo C. Biscaia Jr. e Argimiro Secchi, e Introdução a Técnicas de Controle Ambiental em Efluentes Líquidos, pela professora Márcia Dezotti. Informações: www.peq.coppe.ufrj.br/piloto

Confira mais cursos no site da ABEQ em www.abeq.org.br/cursos_abeq.asp

LIVROS

ÁguaÁgua

De autoria de Carlos A. Richter, esta obra de 352 páginas, da editora Blucher, em um contexto em que a água potável tem se tornado cada vez mais escassa e com um ciclo de reutilização cada vez mais intenso, apresenta com respaldo conceitual e teórico os processos físico-químicos envolvidos nesta matéria.
A experiência de Richter no desenvolvimento da tecnologia de tratamento de água, empregada para viabilizar a implantação e operação de unidades de tratamento para milhões de habitantes do Brasil e da América Latina, torna esta publicação prática, sem que ela deixe de ser essencialmente teórica, como pretende o autor.

O livro pode ser encontrado na editora Blucher, que concede aos associados da ABEQ um desconto de 25% sobre o preço de capa dos livros para compras através do site www.blucher.com.br. Apenas os associados com suas mensalidades em dia têm direito ao desconto.

Conheça outros livros de autores brasileiros no site da ABEQ, em: www.abeq.org.br/livros_brasil.asp

OPORTUNIDADES

Empregos

Engenheiro Químico/Químico

Pesquisador para indústria química multinacional, localizada na região de Campinas (SP). Requisitos: Phd em Química Orgânica, inglês fluente e francês desejável.  Atividades: coordenar as atividades do laboratório de desenvolvimento de processos e sínteses orgânicas de solventes. Informações: E-mail: heloisa.uchida@willisa.com.br, sob código "Pesquisador Sr". Site: www.willisa.com.br

Bolsas

Bolsas de doutorado e pós doutorado em Nanobiotecnologia

Diversas bolsas para engenheiros químicos, de materiais, biólogos e áreas correlatas, para atuar em projeto apoiado pela CAPES interinstitucional, envolvendo a Faculdade de Medicina da USP, o IPT, o Depto de Engenharia Química da UFSCar e o Instituto de Física de São Carlos da USP. Informações no email mseckler@abeq.org.br.

Bolsas na Inglaterra

O governo britânico abriu inscrições para bolsas de estudos de pós-graduação em universidades britânicas durante o ano letivo de 2010 e 2011. As bolsas têm duração de três a 12 meses, excluídos estágio prático ou pesquisa. As inscrições vão até 30 de setembro. O auxílio, oferecido por intermédio do Ministério das Relações Exteriores (Foreign and Commonwealth Office), destina-se a profissionais em início ou meio de carreira que se destaquem em sua área de atuação e que busquem aperfeiçoamento. Para se candidatar é necessário ser brasileiro, trabalhar em regime de tempo integral e residir no Brasil, ter curso superior e no mínimo dois anos de experiência profissional. O participante deve ter bom domínio da língua inglesa. Os cursos devem estar diretamente relacionados à área de atuação do candidato e à sua carreira. Mais informações: www.chevening.org.br

École Polytechnique abre seleção para 2010

A École Polytechnique, na França, abriu inscrições para ingresso em 2010. Os estudantes estrangeiros poderão se candidatar pela internet até o dia 1º de outubro. Fundada em 1794, a escola é um estabelecimento público de ensino e pesquisa, e se encontra sob a tutela do Ministério de Defesa da França. Os exames de seleção serão realizados na França e no exterior – incluindo o Brasil –, de 23 a 30 de novembro. Poderão participar da seleção estudantes que não tenham nacionalidade francesa e que já cursaram no mínimo dois anos de estudos superiores em ciências ou em engenharia, com bons resultados acadêmicos em matemática e física. A primeira parte do currículo na École Polytechnique envolve educação geral, possibilitando ao estudante uma formação científica multidisciplinar. Durante esse período, o aluno deverá escolher pelo menos seis das seguintes matérias: matemática, mecânica, matemática aplicada, química, informática, biologia, física, economia. Na segunda parte do programa, o aluno escolhe uma especialização entre diversas opções nas áreas científicas e técnicas. Não será exigido o conhecimento do francês para os candidatos, mas eles devem ter menos de 26 anos até 1º de janeiro de 2010. O ensino para os estudantes de fora da União Europeia não é gratuito, mas bolsas de estudos que cobrem taxas e despesas de estadia são oferecidas aos mais bem-sucedidos. Informações: www.polytechnique.fr.

Concursos / Professores

Universidade Federal de São João Del Rei

Reabertos os Editais de Concurso Público para provimento de cargos de docentes da Carreira do Magistério Superior, para o Campus Alto Paraopeba, entre outras, na área - CPD 185 - Engenharia Química - Processos Químicos/Projetos Industriais/Estequiometria Industrial. Os editais estão disponíveis na págna: http://www.ufsj.edu.br/diapa/cap_2009.php

Estágios/Trainees

Empresas

Inscrições

Total de vagas

Bolsa-auxílio

IPT

Até 05/10/2009

113

R$ 6 a 10 / hora, conforme ano em curso

Comolatti

Até 30/09/09

não informado

não informado

Louis Dreyfus Commodities

até setembro

40

não informado

Penalty

até 20/10/09

10

não informado

Petrobras Distribuidora

até 06/10/09

372

R$ 865,02

SC Johnson

não informado

42

R$ 840

Whirlpool Latin America

ao longo do ano para estágios

115

R$ 1.500

White Martins

ao longo do ano

não informado

não informado

 

 

Onde encontrar seu estágio

Agevig Recursos Humanos, Tel.: (35) 3422-9600

Ciee, Tel. 11 3046-8222, www.ciee.org.br

CNIEE - Pouso Alegre, Tel.: (35) 3421-7477, www.cniee.com.br

CRIE - Centro Regional de Integração de Estágios, Tel.: (42) 3523 9920

Estagiarios.com Web Services, Tel.: (11) 3951-2185, www.estagiarios.com

Estágio - Desenvolvimento de RH, Tel.: (11) 4123-4569, www.estagio.org

Estágio Fácil Assessoria Acadêmica, Tel.: (65) 3326-3288

Estagiar Integração e Gerenciamento Estudante-Empresa, Tel.: (11) 5599-4688, www.estagiar.net

Fundap, Tel. 11 3066-5885, www.fundap.sp.gov.br  

Gelre, Tel. 11 3351-3744, www.gelre.com.br

Global Central de Estágios, Tel.: (11) 4979-7700, www.globalestagios.com.br

Grupo Premium, Tel.: (11) 3579-9400, www.grupopremiumservicos.com.br

Inicie Estágios, Tel.: (45) 3254-3116, http://www.inicie.com.br

Mudes, Tel. 21 3094-1181, www.mudes.org.br  

Nape - Núcleo Assistencial Para Estágios, Tel.: (11) 4337-6767, www.nape.com.br

Nube, Tel. 11 3514-9300, www.nube.com.br  

Proempe - Integrador Empresa Escola, Tel.: (34) 3077-3074, www.proempe.com.br

Pró Estágios, Tel.: (41) 3029-9254, www.interagepr.com.br

Soulan Central de Estágios, Tel.: (11) 3748-9046, www.soulan.com.br

Coordenadores de estágios dos cursos de pós-graduação.

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

NOTÍCIAS ESTUDANTIS

XIX CONEEQ 2010

24 a 31 de janeiro de 2010, São Paulo (SP)

Nesta edição, que será organizada pela USP/UNIFESP, o tema será “Engenharia Química nas Grandes Metrópoles: A Versatilidade do Profissional”.

Realizado anualmente por estudantes, juntamente com a Feneeq - Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química, visa promover o intercâmbio de conhecimento entre acadêmicos das diversas instituições de ensino superior em Engenharia Química, Engenharia de Alimentos, Química Industrial e alunos dos cursos de graduação de áreas afins, de todo o País.

Confira em breve também os dois congressos regionais:

·         COREEQ - Sul/Sudeste na UFRuralRJ

·         COREEQ – Norte/Nordeste na UFAL

Informações: HTTP://www.feneeq.org.br

1ª Semana de Biotecnologia Industrial

5 e 7 de outubro de 2009, em Lorena (SP)

Realizada pelos alunos do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia Industrial, do Departamento de Biotecnologia da Escola de Engenharia de Lorena (EEL) da USP, terá como tema central “Inovações e Perspectivas da Biotecnologia Industrial no Brasil". O evento é dirigido a toda a comunidade científica, alunos, docentes e profissionais das áreas de engenharia bioquímica, engenharia química, engenharia industrial química, engenharia ambiental, engenharia de alimentos, tecnologia de alimentos, química, farmácia e biologia. Informações: www.eel.usp.br/sbi

XXXV Semana Acadêmica de Engenharia Química

19 a 23 de outubro, UFPR, Curitiba (PR)

Sob o tema central “A Engenharia Química e a Nova Economia”, serão realizadas palestras, mini-cursos, mostra de iniciação científica, mesas redondas e visitas às empresas da região metropolitana de Curitiba. As inscrições ocorrem entre os dias 12 e 16 de outubro. Informações: Tel.: (41) 3013-4018 E-mail: luizxo@gmail.com

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

EVENTOS

Eventos ABEQ

XIII ENBEQ - Encontro Brasileiro sobre o Ensino de Engenharia Química

De 8 a 11 de novembro de 2009, no Hotel Continental, em Canela (RS)

Em sua 13ª edição, o ENBEQ terá como tema central “Engenharia Química na América Latina”. Promovido pela ABEQ, será realizado pelo Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Engenharia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (DEQ/FENG/PUC-RS), sob a coordenação do Prof. Dr. Claudio Luis Crescente Frankenberg.

Este tradicional evento ocorre a cada dois anos e visa estimular as discussões sobre diversos aspectos ligados ao ensino da EQ e a formação do profissional Engenheiro Químico. Atualmente, o ENBEQ representa o mais importante meio de intercâmbio de conhecimentos e experiências, e de discussões e definições de ações e recomendações voltadas para a melhoria do ensino de Engenharia Química, representando um importante foro de troca de experiências entre os participantes.

As recomendações e os resultados das discussões no Encontro, publicadas em seus Anais, têm fornecido importantes subsídios para a melhoria dos cursos de Engenharia Química do país, nas diferentes instituições de ensino superior.

Participam os profissionais interessados no ensino e representantes discentes, com um público participante em torno de 150 pessoas.

Programação

Além das palestras e mesas-redondas, como de costume nos ENBEQs, serão formados Grupos de Trabalho (GT) para debater temas. Os grupos de trabalhos gerarão linhas de ação e recomendações que serão disponibilizadas à comunidade de ensino de EQ.

GT1

Composição Curricular

GT2

Desenvolvimento de Competências e Habilidades no Curso de Engenharia Química

GT3

Avaliação do Curso e do Docente

GT4

Metodologia de Ensino-Aprendizagem

GT5

Pós-graduação e as novas regras de avaliação.

 

Mais informações: www.pucrs.br/feng/enbeq

Conferência sobre Segurança de Processos

A ABIQUIM decidiu postergar para 2010 a realização do 13º Congresso de Atuação Responsável e da Conferência Latino-Americana de Segurança de Processos, que ocorreria no próximo mês de outubro.

Os avanços na gestão de segurança de processos serão debatidos na Conferência Latino-Americana de Segurança de Processos, a ser realizada no Palácio de Convenções do Anhembi, em São Paulo (SP), de 21 a 24 de junho de 2010. A conferência reunirá especialistas e acadêmicos das indústrias química, de petróleo e gás, sucroalcooleira, papel e celulose, siderúrgica e nuclear.

No evento, serão discutidos temas como o processo de automação, gerenciamento de risco, prevenção contra explosões, treinamento e qualificação profissional, indicadores e métricas, integridade mecânica, auditoria e cultura de segurança de processos.

A Conferência Latino-Americana de Segurança de Processos, que será realizada em conjunto com o 13º Congresso de Atuação Responsável, é organizada pelo CCPS – Center for Chemical Process Safety, a ABIQUIM e a ABEQ.

Administrado pelo AIChE (Instituto Americano de Engenheiros Químicos), o CCPS é uma instituição internacional sem fins lucrativos com o objetivo de atender aos requerimentos científicos em segurança de processos produtivos. O CCPS atua globalmente utilizando procedimentos e normas que garantem a segurança de instalações de processos industriais, centros sociais e edificações.

Mais informações:  www.abiquim.org.br/conferencia/default.asp

Eventos apoiados pela ABEQ

O V Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais

8 e 9 de outubro, UFRJ, Rio de Janeiro (RJ)

Tem como pauta principal refletir sobre a produção diferenciada dos mestrados profissionais, visando conceituar os critérios de excelência desta modalidade e contribuir com propostas de sustentabilidade dos mestrados profissionais, principalmente nas instituições públicas, discutindo critérios de aplicação financeira que possam contribuir com os padrões de qualidade e produtividade preconizados pela CAPES.

Os temas que serão tratados nas mesas redondas serão discutidos por meio eletrônico, a partir de documentos e estudos básicos que Grupos de Trabalho coordenarão divididos por área de conhecimento, de modo que no evento possam resultar propostas concretas e maturadas que

A Mesa de Abertura será composta pelos reitores das IES organizadoras do evento, Governador do Estado do Rio de Janeiro e suas Secretarias de Ciência e Tecnologia, Educação e Desenvolvimento Econômico, CAPES/MEC, MCT e MDIC. Em seguida, está confirmada uma Conferência do Presidente da CAPES, Profº Jorge Guimarães, intitulada: Demanda Sociais no Brasil: Desafios e Oportunidades para a Pós-Graduação.

O V Encontro será organizado pelo Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ, em conjunto com INCQS (FIOCRUZ), Biomanguinhos (FIOCRUZ), IMPA, CBPF, IFF (CEFET), UFRRJ, UNIGRANRIO e UVA. Informações: www.fnmp.org.br

VIII Oktoberforum

20 a 23 de outubro de 2009 (RS)

Realização do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGEQ - UFRGS), nesse evento os alunos de mestrado, de doutorado e pesquisadores apresentam o andamento dos seus trabalhos nos diversos projetos de pesquisa, patrocinados por empresas e órgãos de fomento. Informações: www.enq.ufrgs.br/oktoberforum/inicio 

A 34ª edição do Enemp será realizada em Campinas (SP), pela Faculdade de Engenharia Química da Unicamp, sob a coordenação das professoras Sandra Cristina dos Santos Rocha e Meuris Gurgel Carlos da Silva.

O temário aborda os fundamentos básicos e aplicações de sistemas particulados e escoamento em meios porosos, como caracterização e dinâmica de partículas, propriedades de transporte, modelagem e simulação, transporte e separação de partículas, fluidização, sedimentação, filtração, adsorção, secagem.

Já foram pré-inscritos para o congresso cerca de 400 pessoas e mais de 300 resumos submetidos. Informações: www.enemp2009.com.br

V Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás

18 a 22 de outubro, em Fortaleza (CE)

O congresso tem como objetivo reunir pesquisadores, estudantes e profissionais da indústria de petróleo, gás e biocombustíveis para discutir os avanços científicos e tecnológicos da área,

Informações:  www.portalabpg.org.br/5pdpetro/index.html.

Colóquio Anual de Engenharia Química - UFRJ

22 e 23 de outubro

O evento, além de promover discussões sobre o tema central, tem como objetivo a divulgação dos trabalhos de pesquisa mais recentes que vêm sendo desenvolvidos nos laboratórios do PEQ, como meio de transferir à sociedade parte deste conhecimento que tem potencial de se transformar em inovação tecnológica. O tema central “Miniaturização dos Processos da Engenharia Química: Produzindo Mais com Muito Menos”, será desenvolvido através de palestras, mini-cursos e mesas-redondas, com cientistas reconhecidos internacionalmente e representantes da indústria química. Será discutida a participação dos Engenheiros Químicos na pesquisa e desenvolvimento de tecnologias avançadas em micro processamento, enfatizando seus fenômenos físicos e químicos e a engenharia de microdispositivos.
Informações: www.peq.coppe.ufrj.br/coloquio

Equifase 2009 – VIII I www.polyolefinsconsulting.comberoamerican Conference on Phase Equilibria and Fluid Properties for Process Design

7 a 21 de outubro

Será realizado na Universidade do Porto, Praia da Rocha/Portugal, abordando os tópicos: fundamentos de termodinâmica, simulação molecular, projeto de produtos e processos, novos produtos e materiais – propriedades e aplicações, engenharia verde e sustentabilidade, energias alternativas/ sustentáveis, biomoléculas e biotecnologia, educação. Informações: Tel. +351 22508 1653, http://paginas.fe.up.pt/~equifase/equifase@fe.up.pt.

Seminário Petroquímico 2009 - Perspectiva petroquímica e resenha de tecnologias de poliolefinas

6 de novembro de 2009, Mexico, DF (prévio à reunião anual da APLA). Informações: www.polyolefinsconsulting.com

II Iberoamerican Conference on Supercritical Fluids - Prosciba 2010

5 a 9 de abril de 2010, em Natal (RN). Informações: www.prosciba2010.com/

10th International Conference on Fundamentals of Adsorption (FOA 10)

Será realizado em Awaji, Japao, no periodo de 23 a 28 de Maio de 2010, promovido pela International Adsorption Society. Submissao de abstracts até 15/Set/2009. Informações: http://www.cheme.kyoto-u.ac.jp/foa10/

Confira outros eventos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/eventos_geral.asp

NOTÍCIAS ABEQ

SORTEIOS

Os ganhadores dos livros sorteados pela ABEQ, no dia 10 de setembro, foram Miguel Angelo Granato, de Porto (Portugal), que ficou com o livro "Manual para Gestão de Resíduos Químicos Perigosos de Instituições de Ensino e de Pesquisa"; Marcos Bruno Soares Forte, de Campinas (SP), ganhou "Métodos Laboratoriais de Análises Físico-Químicas e Microbiológicas"; Vinícius Ferreira, de São Paulo (SP), ficou com "Produção de Aguardente de Cana"; e Fabio Calda Crês, de Brasília (DF), com "Introdução à Química Ambiental". Para os demais livros não houve inscritos.

O ganhador da vaga para o evento da ABRAFATI é o associado Nestor Alejandro Gomez Puentes, de São Carlos (SP).

 

Publique seu artigo no Boletim ABEQ ! ! !

A ABEQ convida profissionais do setor industrial e acadêmico para participar do Boletim Informativo, com artigos que sejam de interesse de amplos segmentos da comunidade de engenharia química.

Envie sua idéia para a redação em imprensa@abeq.org.br a/c de Ademilson Cadari. Em alguns casos, o Editor o orientará para eventual ajuste à linha editorial do Boletim. Os artigos devem ser isentos de conteúdo publicitário e conter no máximo 1 página de texto com letra Arial, corpo 10, espaço duplo.

Boletim Informativo Nº 187 Setembro/2009, uma publicação da ABEQ- Associação Brasileira de Engenharia Química

Marcelo Martins Seckler, Editor

Ademilson Cadari, Jornalista - Mtb 41.344

SECRETARIA EXECUTIVA ABEQ
Associação Brasileira de Engenharia Química
Tel: (11) 3107-8747  Telefax: (11) 3104-4649
E-mail: abeq@abeq.org.br
Home Page: www.abeq.org.br

Responsáveis:

Marcelo Martins Seckler
Diretor Presidente da ABEQ

Bernadete A. Perez
Secretária Executiva da ABEQ

Para esclarecer dúvidas ou enviar sugestões, escreva para imprensa@abeq.org.br ou acesse www.abeq.org.br.