Leia nesta Edição:

·         Ponto de vista

·         Prêmios

·         Clipping do Setor

·         Cursos

·         Publicações

·         Oportunidades

·         Notícias Estudantis

·         Eventos

·         Notícias da ABEQ

 

 

 

PONTO DE VISTA

 

Como anda sua capacidade de avaliar conceitualmente um problema?

Por Henrique José Brum da Costa, diretor presidente da ABEQ - Regional São Paulo

Sempre que leio alguma publicação da área de Engenharia Química, fico orgulhoso em ver a quantidade de desafios superados, a profundidade das soluções encontradas e o desenvolvimento de ferramentas e métodos cada vez mais sofisticados para isso. Entretanto, para usarmos uma solução pronta (pré-formatada), temos de entendê-la e, antes de tudo, saber qual é o nosso problema. Neste momento a avaliação conceitual do problema é a peça-chave para a seleção de um caminho apropriado.

A avaliação conceitual de um problema recente, recursivo ou antigo permite-nos enxergar o problema pelo que ele é, e não pelo que nos parece ser. Permite fragmentá-lo e resolvê-lo por inúmeros mecanismos e caminhos. Entretanto, nessa hora os fundamentos de matemática, física e química são nossos pontos de apoio. De que vale uma ferramenta de CFD, se não enxergamos claramente os fenômenos envolvidos? De que nos vale um simulador de processos se não sabemos validar os dados obtidos dele? De que vale uma calculadora HP se não sabemos que modelo usar?

Jovens engenheiros frequentemente passam por dificuldades em resgatar conceitos e aplicá-los na resolução de problemas do dia-a-dia. Mas muitos veteranos também se vêem perdidos quando os problemas fogem muito do contexto do qual estão acostumados. Isso porque engessaram sua forma de pensar, os conceitos que devem usar; “não estão enxergando para fora da caixa”.

Como enfrentar isso? Simples, voltar e estudar o fundamento, sem subestimar o dito “básico”. Sem o conceito do fenômeno, de seu mecanismo, das leis envolvidas e do desdobramento no processo; voltamos ao processo de tentativa e erro.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

PRÊMIOS

 

 

Prêmio Incentivo ABEQ à Aprendizagem da Engenharia Química no Brasil

Criado em 1999, o Prêmio Incentivo é concedido anualmente aos melhores formandos nos cursos de Engenharia Química das mais importantes universidades do Brasil. Visa estimular os alunos a terem um bom desempenho acadêmico e uma formação profissional que garanta sua entrada no mercado de trabalho.

Patrocinado pela Braskem, Henkel, Oxiteno e Petrobras, consiste de uma quantia em dinheiro, um diploma e uma anuidade grátis de sócio da ABEQ. O Prêmio é entregue pela empresa patrocinadora na ocasião da formatura de cada turma.

Em caso de interesse de sua universidade em participar do concurso, queira contatar a ABEQ pelo abeq@abeq.org.br, escrevendo no assunto “Prêmio Incentivo”. 

Saiba quem já conquistou o prêmio e se você pode concorrer por sua escola no link Prêmio Incentivo ABEQ.

Formando da UERJ recebe prêmio

Na foto ao lado, Frederico Nepomuceno Gomes, melhor graduando do curso de Engenharia Química da UERJ – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e o professor Marco Antonio Farah, coordenador do referido curso.

 

Prêmio Nacional Braskem/ABEQ

Calendário da próxima edição será divulgado em breve

Sua primeira edição ocorreu em 1999 e, desde então, vem premiando, anualmente, trabalhos inovadores nas mais diversas áreas, com a participação de estudantes e pesquisadores de todas as regiões brasileiras.

O Prêmio Braskem-ABEQ é uma parceria entre a ABEQ e a Braskem S.A. e tem como objetivos apoiar o avanço da ciência e da tecnologia, estimular a pesquisa, revelar talentos e investir em estudantes que procuram alternativas para os problemas brasileiros.  Podem concorrer pós-graduandos das áreas de Engenharia Química, Materiais, Alimentos, Produção, Meio Ambiente e Química. O primeiro colocado recebe R$ 6 mil, e o segundo colocado, R$ 4 mil. Os ganhadores e orientadores dos trabalhos contemplados receberam diploma alusivo.

 

Desafio Universitário Oxiteno-ABEQ de Engenharia Química

Calendário da próxima edição será divulgado em breve

http://www.abeq.org.br/images/premio2009.jpgPromovido anualmente pela ABEQ e a Oxiteno, o concurso visa valorizar trabalho de estudantes, premiando as melhores e mais inovadoras soluções para um problema do dia-a-dia da indústria química. Em dezessete edições de desempenho e sucesso do concurso, já participaram quase 6 mil alunos de graduação de todo o Brasil, de cursos de Engenharia Química, Industrial - modalidade Química-, Alimentos, Materiais, Produção - modalidade Química-, e Química Industrial.

Os ganhadores do Desafio Oxiteno-ABEQ 2009 também foram anunciados durante a realização do segundo workshop “Inovação e Sustentabilidade na Indústria Química Brasileira”.

Participam estudantes individualmente ou em grupos de até três pessoas da mesma instituição de ensino. Os três melhores trabalhos são contemplados com prêmios em dinheiro. Há ainda indicações para menção honrosa, que fazem jus a diploma alusivo.

 

Prêmio Brasil de Engenharia 2010

Recebimento dos trabalhos até 19 de novembro

Neste ano, o tema principal é “Engenharia para o Futuro” e serão premiados trabalhos de iniciação científica, dissertações de mestrado, teses de doutorado e relatos profissionais de aplicação técnica, que se destaquem pelo nível de inovação apresentada em conjunto com os outros quesitos a serem avaliados em cada uma das áreas temáticas do Prêmio.

Os candidatos poderão inscrever pesquisas e trabalhos em diversas categorias, como Construção Sustentável; Eficiência Energética; Meio Ambiente e Recursos Hídricos; Resíduos; Tecnologias Digitais e de Comunicações, e Engenharia Cidadã. Nesta última, na qual poderão participar também ONGs e instituições em geral, serão contemplados projetos ou programas que utilizem a engenharia como ferramenta de inclusão e desenvolvimento socioambiental.

A premiação terá ainda o Grande Prêmio Inovação, para o melhor trabalho entre todos os inscritos, e o Prêmio Brasília 50 Anos, para o melhor trabalho entre os participantes do Distrito Federal. Entre viagens, troféus e dinheiro, será distribuído o equivalente a 70 mil reais em prêmios.

Informações: www.premiobrasil.org.br ou www.premioengenharia.com.br.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

CLIPPING DO SETOR

 

 

Brasileiros são premiados pela TWAS

Edgar Dutra Zanotto, professor do Departamento de Engenharia de Materiais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Carlos Gustavo Tamm de Araújo Moreira, pesquisador do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), e Alexander Kellner, paleontólogo do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), foram agraciados com o Prêmio TWAS 2010.

O anúncio foi feito durante a 21ª Reunião Geral da Academia de Ciências para o Mundo em Desenvolvimento, que terminou no dia 22 de outubro, em Hyderabad (Índia).  Ao todo, 14 cientistas foram premiados. Eles serão convidados a proferir palestras na próxima Reunião Geral da TWAS, no Marrocos, em 2011. a premiação inclui medalha e a quantia de US$ 15 mil.

Zanotto foi reconhecido por sua contribuição no entendimento sobre a cristalização do vidro e no desenvolvimento de novas cerâmicas de vidro. Moreira foi premiado por seus estudos sobre geometria fractal e bifurcações dinâmicas. Já Kellner foi escolhido em reconhecimento à sua contribuição nas pesquisas sobre biodiversidade e ecossistemas de períodos passados da Terra. Veja a lista dos premiados em http://twas.ictp.it/news-in-home-page/news/twas-announces-2010-prize-winners

Jornal da ciência

 

Nova carteira profissional não terá mais prazo de validade        

O campo “validade” da carteira de habilitação profissional do Sistema Confea/Crea será substituído pelo campo “data de registro”. Essa é uma das definições da Resolução nº 519, aprovada pelo plenário do Confea no último dia 13 de outubro. O documento também estabelece a isenção da taxa de expedição no momento da substituição da carteira antiga, com validade de cinco anos, pela nova.

O normativo visa a atribuir validade indeterminada à carteira de registro profissional. “O que melhorou agora foi a burocracia. Antes, o profissional tinha que se dirigir ao Crea de tempos em tempos para solicitar nova carteira, apresentar documentação, etc. A Resolução nº 519 facilita o dia a dia dos profissionais”, disse a conselheira federal integrante da Comissão de Organização, Normas e Procedimentos Ana Karina Batista.

Conforme o texto aprovado, o profissional deve requerer junto ao seu Crea, sem taxa, a substituição da carteira de identidade com validade de cinco anos pela de prazo indeterminado. O mesmo vale para os profissionais que já estiverem com a carteira vencida. Nesses casos, é dever do Crea notificá-los e orientá-los a requerer a substituição do documento. Os profissionais que estiverem com as carteiras vencidas continuam a ter seus direitos garantidos no Crea e a responder por suas obrigações.

Assessoria de Comunicação do Confea

 

Biomassa: mais um passo para gaseificação

O IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, tem um projeto que prevê a construção, em Piracicaba (SP), de uma usina para desenvolver a tecnologia de gaseificação, técnica aplicada na conversão da biomassa em combustível. Com valor estimado em R$ 110 milhões, a previsão é que o projeto seja construído num prazo de cinco anos.

A gaseificação da biomassa é vista como uma solução para diminuir a emissão de gases de efeito estufa e garantir a produção de energia limpa. A proposta está em analise pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES). Além de pretender contar com a participação federal, o IPT tem o apoio de empresas privadas como a Braskem, Cosan e Oxiteno, de acordo com informações do site do MCT. A intenção é que o projeto integre as principais iniciativas do IPT, do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE/MCT), do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), de universidades e de institutos de pesquisas.

O IPT, desde 1973, quando estourou a crise do petróleo, desenvolve projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, principalmente na conversão de combustíveis sólidos em gás. No Brasil, uma das principais fontes de biomassa é a cana-de-açúcar. Em 2009, foram colhidas 650 milhões de toneladas de cana. Cada tonelada gera 210 quilos de biomassa.

Só com a biomassa produzida pela cana em 2009 seria possível gerar cerca de R$ 24 bilhões em energia. A gaseificação é feita por reações termoquímicas que resultam em um combustível que pode ser utilizado de diversas maneiras. Um exemplo dessa versatilidade é o seu uso em motores de combustão interna e turbinas a gás.

Agência Ambiente Energia

 

Formas de armazenar energia

Alguns meses depois de ter descoberto uma nova forma de gerar energia com nanotubos de carbono, a equipe do professor Michael Strano, do MIT - Massachusetts Institute of Technology, sugere agora a criação de uma nova forma de armazenar energia.

"Os nanotubos de carbono continuam a nos ensinar coisas novas - a descoberta das ondas termoelétricas abriu um novo espaço para a geração de energia elétrica e para a física das ondas reativas," disse Strano, ao apresentar a nova pesquisa em um evento científico na cidade de Albuquerque.

Formas de armazenar energia

Existem diversas formas de armazenar energia, e a forma escolhida depende das circunstâncias e das aplicações. Mas fatores como densidade de energia e densidade de potência costumam se sobressair.

Por exemplo, as baterias, que armazenam a energia separando compostos químicos, são melhores quando se trata de fornecer uma grande quantidade de energia. Já os capacitores, que armazenam a energia através da separação das cargas elétricas, são melhores para fornecer grandes potências (energia por unidade de tempo).

Seria muito bom ter as duas coisas juntas e, na verdade, há inúmeros grupos de pesquisa ao redor do mundo tentando diminuir o hiato que existe entre os dois fatores nas tecnologias atuais de armazenamento.

O que a equipe do professor Strano demonstrou agora, em escala experimental, foi a possibilidade de adicionar um combustível líquido - energia química, dentro dos nanotubos de carbono.

Para liberar a energia, basta aquecer a extremidade dos nanotubos - um processo termoelétrico. O calor cria uma reação em cadeia, e uma onda de conversão percorre os nanotubos a uma velocidade de cerca de 10 m/s.

Potência por quilo

Uma bateria de íons de lítio típica, como as usadas em computadores portáteis e celulares, tem uma densidade de potência de cerca de 1 kW/kg.

Embora os pesquisadores do MIT ainda não tenham conseguido se aproximar de tais magnitudes - sua bateria termoquímica é minúscula - eles obtiveram pulsos de descarga de energia que, quando extrapolados, representam densidades em torno de 7 kW/kg.

E um detalhe da apresentação deu um aspecto bastante promissor ao desenvolvimento: Strano afirmou já estar trabalhando com nanotubos com 1,7 nanômetro de diâmetro e 500 micrômetros de comprimento.

Ou seja, nanotubos grandes o suficientes para serem vistos a olho nu, dando boas perspectivas para o aumento da escala dos experimentos.

Ressonância coerente

"Os nanoporos de carbono", disse ele, "nos permitem aprisionar e detectar moléculas individuais e contá-las uma a uma." Segundo ele, esta é a primeira vez que isto foi feito, e a temperatura ambiente.

As moléculas movem-se uma por vez ao longo dos nanotubos de carbono por um processo chamado de ressonância coerente. "Isso nunca havia sido demonstrado em qualquer sistema inorgânico até hoje," garantiu Strano, embora o mecanismo seja a base do funcionamento dos canais iônicos biológicos.

Outros trabalhos do professor Strano envolvem sensores biológicos implantáveis, sensores de nanotubos usados em células vivas, canais iônicos para dessalinização da água do mar e até uma antena que aprisiona luz, para uso em células solares.

Inovação Tecnológica

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

CURSOS

 

 

Combustão Industrial

8 a 12 de novembro, IPT, Cidade Universitária, Butantã, São Paulo (SP)

Associados da ABEQ têm desconto de 10%

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) promove a 24ª edição do Curso de Combustão Industrial com o objetivo de apresentar aos técnicos do setor industrial conceitos fundamentais em combustão, assim como a experiência adquirida pelos pesquisadores do Laboratório de Energia Térmica, Motores, Combustíveis e Emissões (LETMCE) do Instituto na solução de problemas reais.

O curso foi montado para atender às necessidades de profissionais de nível superior envolvidos em atividades de projeto, desenvolvimento, operação, gerenciamento ou análise de equipamentos de combustão. O programa de cinco dias irá abordar temas como expansão de jatos e combustão de gases, formação e emissão de poluentes atmosféricos, estequiometria das reações de combustão e combustão de líquidos e sólidos.

A carga horária é de 40 horas e o número de vagas é limitado a 35 participantes.

Informações: Andréa Valero, nos telefones (11) 3767-4226 / (11) 3767-4226 ou pelo e-mail cursos@ipt.br.

 

Agitação e Mistura em Processos Industriais

2 a 3 de dezembro, em São Paulo (SP)

Associados da ABEQ têm desconto de 10%

Os profissionais de nível técnico e superior que atuam nas áreas de projetos e processos industriais têm mais uma grande oportunidade para conhecer melhor os conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria nesse curso, que a ABEQ realizará no Conselho Regional de Química – IV Região, em São Paulo (SP).

Devido ao grande sucesso, será realizada mais uma edição do curso que tem como objetivo oferecer conceitos básicos de processos de agitação e mistura na indústria.

O programa inclui Introdução: conceitos básicos, geometrias de tanques e impelidores, principais impelidores utilizados na indústria, fluxo gerado, parâmetros fundamentais. Suspensão de sólidos: suspensão completa e homogênea. Transferência de calor: conceitos básicos e diferentes configurações de troca térmica. Aspectos mecânicos: configurações de projeto e parâmetros envolvidos no dimensionamento mecânico convencional de agitadores. Considerações econômicas: alguns fatores econômicos importantes na seleção de agitadores. Apresentação e análise de estudos de casos. Modelagem e simulação: modelagem de sistemas de agitação que utilizam a fluidodinâmica computacional (CFD) e programas comerciais específicos.

Os docentes são os professores José Roberto Nunhez, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Leeds, Inglaterra; Efraim Cekinski, doutor em Engenharia Química pela Universidade de Poitiers, França; e Celso Fernandes Joaquim Jr, doutor em Engenharia Química pela Unicamp.

Informações: www.abeq.org.br/curso_agitacao.asp

 

Análise de Escoamentos através de Dinâmica dos Fluidos Computacional (CFD)

Associados da ABEQ têm desconto de 10%

Este curso de extensão em simulação computacional destina-se a capacitar e atualizar profissionais das várias áreas de engenharia, oferecendo maior aprofundamento técnico para a realização de análises de equipamentos e processos através de CFD. O objetivo é promover um curso que reúna conhecimentos práticos e teóricos para a aplicação imediata em problemas industriais.

O corpo docente é formado por professores, mestres e doutores da ESSS – Engineering Simulation Scientific Software, convidados de outras instituições de ensino superior com sólida formação em ensino, pesquisa, extensão e consultoria. Profissionais da indústria ainda ministrarão palestras cujo objetivo é alinhar ainda mais o conhecimento às necessidades prementes do mercado profissional. Informações: www.esss.com.br/index.php?pg=treinamento_extensao_cfd

 

Gestão e Tecnologia Cosmética - Engenharia Cosmética

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 19 finais de semana

Destina-se a profissionais que desejam assumir posições gerenciais e estratégicas no setor industrial cosmético, e que atuam na cadeia produtora de produtos cosméticos e necessitam possuir ampla visão sobre o mercado e sobre as novas tecnologias, ou ainda a empreendedores do setor cosmético que buscam a aquisição de conhecimentos para otimizar processos e tornar as empresas em que atuam mais competitivas.

O objetivo é capacitar o profissional do âmbito técnico e gerencial, formando especialistas com visão sistêmica no setor cosmético e preparar, por meio das melhores práticas do mercado, profissionais aptos a ocuparem posições ligadas à estratégia e à gestão da empresa.

Os participantes terão o conhecimento da realidade do setor cosmético e da linguagem que envolve projetos, processos, sistemas e recursos das diferentes áreas que compõem uma indústria cosmética. Informações: www.racine.com.br

 

Especialização Profissionalizante em Auditoria Farmacêutica

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 19 finais de semana

Intitulado “Formação de Auditores para a Cadeia Industrial Farmacêutica”, é dirigido aos profissionais de nível superior que atuam ou pretendem atuar como auditores na cadeia industrial farmacêutica - indústria farmoquímica e de embalagem, fracionadores, indústria farmacêutica, distribuidores, transportadores, serviços e outros, incluindo profissionais do setor regulatório que desejam aprimoramento para melhor desempenho de suas funções como auditores.

O objetivo é formar auditores com conhecimentos nos processos da cadeia industrial farmacêutica e em sistemas de gestão da qualidade baseado nas boas práticas, proporcionando a estes profissionais condições para realizar auditorias internas e externas, bem como desenvolver competências para a condução de auditorias, vivenciar e trocar experiências e conhecimentos para melhorar o desempenho técnico, social e humano e possibilitar a discussão de casos práticos. Informações: www.racine.com.br

 

Curso Intensivo em Desenvolvimento de Produtos Domissanitários

Associados da ABEQ têm 10% de desconto

Previsão de duração: 11 finais de semana

O curso pretende transmitir conhecimentos da linguagem que envolve o lançamento de produtos: da concepção ao lançamento, assegurar o atendimento da legislação aplicada à indústria de produtos domissanitários, desenvolver visão crítica do desenvolvimento de produtos, considerando matérias-primas e processos que proporcionem melhor custo-benefício.

Dirigido a profissionais, acadêmicos ou empreendedores que atuam ou desejam atuar neste mercado e que buscam conhecimento mercadológico, entendimento da legislação, bem como conhecimento teórico e prático sobre o desenvolvimento de formulações de produtos domissanitários.

É coordenado pela professora Maria Aparecida Lima Moreira, química graduada pelas Faculdades Oswaldo Cruz. Especialista em Administração Industrial pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini - Universidade de São Paulo (USP).

Informações: www.racine.com.br

 

Escola Piloto Itinerante

A Escola Piloto Itinerante (EPI), do Programa de Engenharia Química – Peq/Coppe/UFRJ, realiza o curso "A catálise no mundo atual: do petróleo aos biocombustíveis renováveis”, que será ministrado pelo Prof. Victor Luís dos Santos Teixeira da Silva.

A EPI consiste na realização de cursos ministrados por professores do Peq/Coppe/UFRJ, em diferentes universidades parceiras no Brasil, promovendo uma interação com os centros de ensino e pesquisa no País.

Para a realização de curso da EPI em sua universidade entre em contato pelo e-mail: epi@peq.coppe.ufrj.br

Informações: www.peq.coppe.ufrj.br/piloto/itinerante/index.php

 

Confira mais cursos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/cursos_abeq.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

PUBLICAÇÕES

 

 

Controles Típicos de Equipamentos e Processos Industriais - 2ª Edição

Controles Típicos de Equipamentos e Processos Insdustriais - 2ª EdiçãoNeste livro de 396 páginas, da Editora Blucher, os engenheiros Mario Cesar M. Massa de Campos e Herbert C. G. Teixeira apresentam, com grande didatismo e fartura de exemplos, os sistemas de controle empregados na indústria do petróleo, petroquímica e de gás natural, detalhando os controladores mais utilizados, as malhas de controle, as principais estratégias avançadas e as restrições e cautelas necessárias à implementação dos sistemas de controle.

Informações: Blucher

 

 

Confira mais publicações no site da ABEQ: www.abeq.org.br/mundo.asp

 

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

OPORTUNIDADES

 

 

Concursos

Professor adjunto na UFSCar

O Departamento de Engenharia Química da UFSCar está com edital aberto de concurso público para preenchimento de duas vagas para professor adjunto, até  20 de novembro de 2010, exclusivamente via internet.

Acessar o endereço eletrônico www.concursos.ufscar.br.

 

Professor efetivo na UEFS

A UEFS – Universidade Estadual de Feira de Santana, informa a realização de concurso para professor efetivo, carreira do magistério superior do estado da Bahia, em duas vagas: Reatores, Engenharia Bioquímica e Operações Unitárias, Equipamentos e Instalações, Agitação e Mistura. Há outras 31 vagas em diferentes áreas do conhecimento no mesmo edital.  Inscrições até 8 de novembro. Edital, pontos, procedimento de inscrição: http://www2.uefs.br:8081/prosel/index.php/professor102

 

Bolsas

Doutorado e pós doutorado em Nanobiotecnologia

Bolsas para engenheiros químicos, de materiais e para químicos, para atuar em projeto interinstitucional no âmbito da Rede Nanobiotec-Brasil da CAPES, envolvendo a USP, o IPT e a UFSCar. O projeto, que visa o desenvolvimento de catéteres com propriedades antibactericidas, inclui o desenvolvimento do material, o estudo de suas propriedades in vitro e a avaliação in vivo.  Informações: mseckler@abeq.org.br

 

Canadá seleciona para bolsas de pós-doutorado

Inscrições on-line até 15 de novembro, com apresentação dos documentos de apoio até 1º de dezembro

Como parte de seu Programa de Bolsas de Estudo, o Governo do Canadá oferece bolsas para pesquisa de pós-doutorado com a duração de um ano. As bolsas são válidas para as universidades canadenses públicas e reconhecidas e institutos de pesquisa afiliados.

O Programa de Bolsas para Pesquisa de Pós-Doutorado do Governo do Canadá (PDRF 2011-2012) visa proporcionar oportunidades de pesquisa a promissores doutores recém-diplomados nas áreas de humanas, ciências sociais, ciências naturais e engenharia. Prioridade será dada a candidatos que nunca estudaram no Canadá por meio de bolsas de estudo do governo canadense.

O valor da bolsa de estudo é de US$ 36,5 mil dólares canadenses, sujeito a impostos no Canadá. Os candidatos devem ser cidadãos brasileiros. Qualquer pessoa que tenha obtido a cidadania canadense ou solicitado visto de residência permanente não é elegível ao programa.

O doutorado deve ter sido obtido no curso dos últimos três anos ou o candidato deve ter completado todos os requisitos do doutorado antes da concessão da bolsa. Além disso, os candidatos devem ter sido aceitos para uma posição de pós-doutorado em uma universidade canadense pública e reconhecida ou em instituto de pesquisa afiliado de sua escolha. www.scholarships.gc.ca .

 

PD em pesquisa sobre etanol com Bolsa da Fapesp

O Projeto Temático "Um Processo Integrado para Produção Total de Bioetanol e Emissão Zero de CO2", apoiado pela Fapesp, tem vaga de Bolsa de Pós-Doutorado em simulação do processo conceitual visando a integrar as rotas de primeira, segunda e terceira gerações para produção de bioetanol, fazendo uso do simulador Aspen Plus e de programação em Fortran. O projeto integra o Programa Fapesp de Pesquisa em Bioenergia (Bioen).

O Projeto Temático visa a um processo de produção totalmente integrado de bioetanol, a fim de melhorar a produtividade da produção de etanol já existente (fermentação de melaço de cana-de-açúcar, chamada primeira geração de bioetanol), bem como propor estudos para melhorar a produção de etanol de segunda geração (a partir de biomassa) e a viabilidade da terceira geração de bioetanol, produzido a partir da biomassa de algas ou da fermentação biológica ou catalítica de gás de síntese.

A terceira geração de bioetanol tem maior interesse no consumo de dióxido de carbono produzido nos processos de produção de bioetanol de primeira e segunda geração, causando grande impacto de emissão quase zero de CO2 no processo integrado.

Segundo os responsáveis pelo projeto, esse processo integrado desafiador tem o grande apelo de não emitir CO2 e aproveitar ao máximo os compostos de carbono para a produção de etanol, tornando-o, quando viável técnica e economicamente, um marco na alavancagem da competitividade do bioetanol brasileiro.

Competências desejadas para o bolsista de pós-doutorado:

•Título de doutor em engenharia química, com titulação adquirida nos últimos cinco anos;

•Experiência em processos fermentativos/reativos, simulação, otimização e controle de processos biotecnológicos, simulador Aspen Plus e programação em Fortran.

•Ser altamente motivado, capaz de trabalhar de forma independente e supervisionar/co-orientar outros alunos.

•Ter publicações em revistas e conferências nos temas relacionados ao projeto de pós-doutorado (simulação, otimização, controle, processos fermentativos/reativos e bioetanol).

Os interessados devem enviar os seguintes documentos (formato PDF), até dia 30 de outubro de 2010, para o professor Rubens Maciel Filho (maciel@feq.unicamp.br), coordenador do Projeto Temático e membro da coordenação do Bioen:

•Carta de apresentação justificando razão de interesse pela bolsa de pós-doutorado;

•Curriculum Vitae atualizado;

•Duas cartas de recomendação.

A vaga está aberta a brasileiros e estrangeiros. O selecionado receberá bolsa de pós-doutorado da Fapesp, no valor de R$ 5.028,90 mensais.

 

Seleção de bolsista de mestrado e doutorado na área de biocombustíveis - UFRGS

Encontram-se abertas as inscrições para a seleção de bolsista de mestrado e doutorado na área de biocombustíveis, Laboratório de Oleoquímica e Cecom - Centro de Combustíveis, Instituto de Química, da UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Informações: marciam@iq.ufrgs.br

 

Bolsa de pós-doutorado PPGEQ/Ufal

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Ufal - Universidade Federal de Alagoas, PPGEQ/Ufal, em conjunto com o Laboratório de Sínteses de Catalisadores, LSCAT/Ufal , oferece uma bolsa de pós-doutorado (PNPD/Capes) para desenvolver estudos de Sínteses de Materiais Micro-Mesoporosos.

Os interessados devem ter concluído seu doutorado em Engenharia Química, Materiais ou áreas afins, devendo ter desenvolvido sua Tese em áreas afins ao projeto. O candidato deverá ter experiência em Sínteses de Materiais e interpretação de dados gerados a partir de Técnicas de caracterização.

O critério de seleção que será adotado levará em consideração:

1) Artigos/Trabalhos, mestrado e/ou doutorado na área de Sínteses de Materiais Catalíticos e/ou de Adsorção envolvendo o Tema do Projeto;  2) Experiência nas técnicas de DRX, FTIR, ASAP, ATD/ATG. Informações: maritza@ctec.ufal.br; osimar@yahoo.com

 

ESTÁGIOS E TRAINEES

Universitários que estão encerrando seus cursos ou recém-formados que querem trabalhar em grandes empresas devem ficar atentos. Algumas companhias estão iniciando seleções para trainees e estágios, destinadas a jovens que são escolhidos, treinados e, até, efetivados.

 

Empresas

Inscrições

Total de vagas

Bolsa-auxílio

Coca-Cola

até 7 de novembro

17

não informado

Comgás

não informado

30

não informado

CSN

até 7 de novembro

17

não informado

Deloit

ao longo do ano

não informado

não informado

Ipiranga

ao longo do ano

130

não informado

Novartis Vacina

não informado

não informado

não informado

Shell

até 31 de outubro

não informado

R$ 1.200,00

Whirlpool Latin America

ao longo do ano

115

R$ 1.500,00

White Martins

ao longo do ano

não informado

não informado

 

Onde encontrar seu estágio

Agevig Recursos Humanos, Tel.: (35) 3422-9600

Ciee, Tel. 11 3046-8222, www.ciee.org.br

CNIEE - Pouso Alegre, Tel.: (35) 3421-7477, www.cniee.com.br

CRIE - Centro Regional de Integração de Estágios, Tel.: (42) 3523 9920

Estagiarios.com Web Services, Tel.: (11) 3951-2185, www.estagiarios.com

Estágio - Desenvolvimento de RH, Tel.: (11) 4123-4569, www.estagio.org

Estágio Fácil Assessoria Acadêmica, Tel.: (65) 3326-3288

Estagiar Integração e Gerenciamento Estudante-Empresa, Tel.: (11) 5599-4688, www.estagiar.net

Fundap, Tel. 11 3066-5885, www.fundap.sp.gov.br

Gelre, Tel. 11 3351-3744, www.gelre.com.br

Global Central de Estágios, Tel.: (11) 4979-7700, www.globalestagios.com.br

Grupo Premium, Tel.: (11) 3579-9400, www.grupopremiumservicos.com.br

Inicie Estágios, (http://www.inicie.com.br), Tel.: (45) 3254-3116

Mudes, Tel. 21 3094-1181, www.mudes.org.br

Nape - Núcleo Assistencial para Estágios, Tel.: (11) 4337-6767, www.nape.com.br

Nube, Tel. 11 3514-9300, www.nube.com.br

Proempe - Integrador Empresa Escola, Tel.: (34) 3077-3074, www.proempe.com.br

Pró Estágios, Tel.: (41) 3029-9254, www.interagepr.com.br

Soulan Central de Estágios, Tel.: (11) 3748-9046, www.soulan.com.br

Coordenadores de estágios dos cursos de pós-graduação.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

NOTÍCIAS ESTUDANTIS

 

 

X SAEQA - Semana Acadêmica de Engenharia Química e de Alimentos da UFSC

25 a 30 de outubro de 2010, em Florianópolis (SC)

A SAEQA é um evento técnico-científico e social, organizado anualmente pelos estudantes de Engenharia Química e de Engenharia de Alimentos da UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina.

Esta edição da semana será realizada nas dependências da UFSC, tendo como tema principal “Trilhe seu futuro, investindo em ideias”.

A décima semana tem por objetivo proporcionar a troca de conhecimento e de experiências, bem como promover a integração entre estudantes, empresas e universidades. Para isso, é oferecida aos participantes uma diversificada programação que inclui palestras, visitas, minicursos, oficinas, mesa redonda e espaço trainee. Informações: www.saeqa2010.com.br/

 

XX CONEEQ - Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Química

16 a 22 de janeiro de 2011, Belo Horizonte (MG)

O CONEEQ comemora seu vigésimo aniversário na cidade de Belo Horizonte (BH), Minas Gerais, sede escolhida estrategicamente uma vez que foi também em BH que se realizou o primeiro CONEEQ, em 1991.

O evento está sendo organizado pelo Grêmio de Engenharia Química Lourenço Menicucci Sobrinho – GEQLMS, entidade representativa dos docentes de Engenharia Química da UFMG - Universidade Federal de Minas Gerais, contando com amplo apoio da FENEEQ – Federação Nacional dos Estudantes de Engenharia Química, e de alunos de outras instituições de BH.

O GEQLMS há vinte e cinco anos realiza a Semana de Engenharia Química da UFMG, que excepcionalmente no ano de 2011 ocorrerá juntamente com o XX CONEEQ. O evento conjunto será composto por palestras, minicursos, mesas redondas, visitas técnicas às empresas da região, exposição empresarial e mostra de iniciação científica.

Sob o tema central “Produtos e Serviços de Excelência do Brasil”, o XX CONEEQ tem como objetivo enfatizar as áreas nas quais o Engenheiro Químico atua que estão altamente desenvolvidas no país. Pretende-se debater sobre a atuação do profissional em cada área e quais os requisitos profissionais específicos para se trabalhar em cada uma delas. Além disso, o evento promoverá o intercâmbio de informações entre alunos de diferentes instituições e as empresas que mais se destacam no cenário atual.

O CONEEQ BH 20 anos promete ser o mais movimentado: são esperados cerca de 1.200 alunos de todas as universidades do país. Segundo os organizadores, essa expectativa é devida à favorável posição geográfica de Belo Horizonte e ao aumento da comunidade acadêmica de Engenharia Química nos últimos anos.

Informações: www.feneeq.org.br.

 

SEQEP - Semana de Engenharia Química da Escola Politécnica

Fevereiro de 2011, São Paulo (SP)

A SEQEP é um evento anual que ocorre no primeiro quadrimestre do ano nas dependências do Departamento de Engenharia Química da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP.

O evento visa promover a integração entre o universitário e sua profissão, a familiarização com o mercado de trabalho e a atualização nos assuntos relacionados à Engenharia Química. Para isto, conta com palestras de profissionais renomados, mostra de iniciação científica para estimular e difundir a pesquisa acadêmica, minicursos, visitas técnicas etc.

A AEQ - Associação de Engenharia Química, é responsável pela realização da SEQEP, que chega à sua sexta edição com o tema central “Tendências da Engenharia Química: Do Processo ao Produto”.

O encontro é uma oportunidade para aprender sobre as oportunidades e os desafios do engenheiro químico, destacando áreas promissoras para a Engenharia Química nesta próxima década. Informações: www.seqep.com.br/

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

EVENTOS

 

 

Seminário sobre Biorrefinarias

10 a 12 de novembro, Rio de Janeiro (RJ)

Com o apoio da ABEQ, acontece no Centro de Eventos da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro o workshop “Biorefineries 2010 – recent advances and new challenges”.

O seminário será realizado durante três dias, com doze palestras, congregando profissionais de universidades, centros de pesquisa e indústria.

Pretende-se promover um debate referente aos diversos conceitos sobre biorrefinarias, focalizando principalmente aquelas que têm a biomassa de cana-de-açúcar, matérias primas celulósicas e amido como ponto de partida para a obtenção de produtos químicos derivados.

Temas: Próximas gerações de biorrefinarias, Biorrefinarias de cana-de-açúcar, Biorrefinarias com base em celulose, amido e verdes, e Agenda de pesquisa para novas biorrefinarias.

Informações pelo site www.abeq.org.br/seminario_biorrefinarias.asp ou com a secretaria da ABEQ pelos telefones (11) 3107-8747 e 3104-4649 e e-mail abeq@abeq.org.br.

 

TECNIQ 2011 – Seminário sobre Tecnologia na Indústria Química

Calendário em breve

O TECNIQ é um seminário promovido pela ABEQ e Abiquim, quem tem como objetivo aproximar ainda mais universidades e indústrias.

Serão realizadas mesas-redondas, sessões técnicas orais e sessões diárias de painéis. Nas mesas-redondas, haverá exposição por parte de representantes de governo, de profissionais de diferentes setores da indústria química e de agências financiadoras de programas de inovação. Serão discutidos problemas que afligem o setor e se buscará proposição de alternativas que levem ao aumento da competitividade industrial e à diminuição do déficit químico no Brasil. As sessões técnicas orais terão palestras para apresentação de novas tecnologias desenvolvidas nas indústrias, universidades e institutos de pesquisa.

Com a realização do TECNIQ, a ABEQ e Abiquim se unem para contribuir para a consolidação de um ambiente favorável à implantação de inovações tecnológicas na indústria química do país. Com este evento, a ABEQ cumpre seu papel de estimular o desenvolvimento dos profissionais da engenharia química e ainda ajuda a fortalecer a competitividade das empresas do setor. Informações sobre o TECNIQ 2011 em breve no site da ABEQ.

 

FEIPLAR Composites e Feipur - Feira e Congresso Internacionais de Composites, Poliuretano e Plásticos de Engenharia

10 a 12 de novembro de 2010, São Paulo (SP)

O evento, que tem o apoio da ABEQ, mostrará novidades em produtos acabados, e matérias-primas e equipamentos para a fabricação de peças em composites (material também conhecido como plástico reforçado, compósitos ou fibra de vidro), plástico de engenharia e poliuretano. Além das novidades dos expositores, os visitantes podem participar do Congresso Internacional de Composites, Congresso Internacional de Plásticos de Engenharia e do Congresso Internacional de Poliuretano, que serão realizados em paralelo aos três dias de evento e contam com, aproximadamente, 30 palestras.

Na mesma semana, ou seja, de 8 a 12 de novembro, e também no Pavilhão Verde do Expo Center Norte, acontecerão 18 painéis setoriais, que terão o objetivo de apresentar, especificamente, as inovações de composites, plástico de engenharia e poliuretano para diversos segmentos industriais: construção civil, ambientes agressivos e saneamento básico, automotivo, mineração, moveleira/espumas industriais, aeroespacial, calçadista, energias renováveis: eólica e solar, biotecnologia, isolamento térmico, náutico, médico-hospitalar, infraestrutura para eventos esportivos, moldes e protótipos, blindagem, reciclagem, ferroviário e eletroeletrônico. Serão mais de 100 palestras.

Outro evento paralelo são as demonstrações técnicas gratuitas, realizadas nos três dias com o objetivo de apresentar, na prática, as performances de matérias-primas, equipamentos e processos em composites e poliureano.

Informações: www.feiplar.com.br ou www.feipur.com.br

 

OUTROS EVENTOS

Seminário Perspectiva Petroquímica e Resenha de Tecnologias de Poliolefinas

5 de novembro, no Rio de Janeiro (RJ)

Este seminário está dirigido aos gerentes de nível médio e superior interessados nas tecnologias de polietileno e polipropileno e seus produtos, e será de utilidade para diretores, gerentes e donos de companhias, gerentes de unidades de negócios, pessoal de marketing e desenvolvimento de novos negócios, bem como para engenheiros, químicos e gerentes de ventas, pesquisa, desenvolvimento, serviço técnico e processo na indústria das poliolefinas.

Serão discutidos pontos principais, tais como os catalisadores e as tecnologias de polimerização e aditivos para polietileno e polipropileno, os quais despertarão o interesse de licenciados potenciais dessas tecnologias, bem como dos usuários de resinas de polietileno e polipropileno.

Haverá também apresentações de consultores da indústria e conferencistas convidados. Os palestrantes irão expor as últimas novidades sobre muitas das tecnologias de polimerização já em uso ou que estão sendo avaliadas para a região. É uma oportunidade única para se informar dos mais recentes avanços nas tecnologias de polietileno e polipropileno e seus produtos. Os oradores representam as seguintes companhias: Basf – Suiza, Braskem – Brasil, Gas Energy – Brasil, Ineos Technologies – França, Kraft Foods – Mexico, LyondellBasell – Alemanha, Polymer Consulting International – EUA, Shaw Group – EUA.

A Polyolefins Consulting LLC e o Dr. Alfredo Friedlander, membros da PetroChemical Consulting Alliance, patrocinam esse encontro, que será realizado imediatamente antes da reunião anual da APLA - Associação Petroquímica Latino-Americana.

Informações: E-mail: buhlerjo@polyolefinsconsulting.com  Site: www.polyolefinsconsulting.com

 

Feira internacional discutirá o meio ambiente industrial

9 a 11 de novembro, em São Paulo (SP)

As inovações tecnológicas, práticas ambientais adotadas em diversos países e as ações no setor socioambiental serão apresentadas na Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade – Fimai, que será realizada em paralelo à feira o Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade, que, entre outros temas, discutirá a Política Nacional de Resíduos Sólidos, indicadores de sustentabilidade ambiental, a remediação de áreas contaminadas, planos de contingências ambientais na área de petróleo, o monitoramento de partículas no ar e soluções eletroquímicas para fornecimento de energia sustentável. A entrada para Fimai é gratuita e as inscrições para o seminário podem ser feitas pelo site do evento. Informações:  www.fimai.com.br/v2/News.aspx?idNews=283

 

Confira mais eventos no site da ABEQ: www.abeq.org.br/eventos_geral.asp

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 

 

NOTÍCIAS ABEQ

 

 

Publique seu artigo no Boletim ABEQ

A ABEQ convida profissionais do setor industrial e acadêmico para participar do Boletim Informativo, com artigos que sejam de interesse de amplos segmentos da comunidade da engenharia química.

Envie sua idéia para a redação em imprensa@abeq.org.br a/c de Ademilson Cadari. Em alguns casos, o Editor o orientará para eventual ajuste à linha editorial do Boletim. Os artigos devem ser isentos de conteúdo publicitário e conter no máximo uma página de texto.

 

http://www.abeq.org.br/Boletins/img/voltar.gif

 


O Boletim Informativo é uma publicação da ABEQ - Associação Brasileira de Engenharia Química

Luiz Carlos Surnin Vieira , Editor

Ademilson Cadari, Jornalista - Mtb 41.344

 

Associação Brasileira de Engenharia Química

Tel: (11) 3107-8747  Telefax: (11) 3104-4649

E-mail: abeq@abeq.org.br  Site: www.abeq.org.br

Responsáveis:

Edson Bouer

Diretor Presidente da ABEQ

 

Bernadete A. Perez

Secretária Executiva da ABEQ

Para esclarecer dúvidas ou enviar sugestões, escreva para imprensa@abeq.org.br ou acesse www.abeq.org.br.